Sarapuí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o rio de mesmo nome, veja Rio Sarapuí.
Município de Sarapuí
Bandeira de Sarapuí
Brasão de Sarapuí
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 1872 (146–147 anos)
Gentílico sarapuiano
Lema Fide, labor et spes
"Fé, trabalho e esperança"
Prefeito(a) Wellington Machado de Moraes (Élito) (PMDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Sarapuí
Localização de Sarapuí em São Paulo
Sarapuí está localizado em: Brasil
Sarapuí
Localização de Sarapuí no Brasil
23° 38' 27" S 47° 49' 30" O23° 38' 27" S 47° 49' 30" O
Unidade federativa São Paulo
Região intermediária

Sorocaba IBGE/2017 [1]

Região imediata

Sorocaba IBGE/2017

Região metropolitana Sorocaba
Municípios limítrofes Araçoiaba da Serra, Alambari, Salto de Pirapora, Capela do Alto, Itapetininga e Pilar do Sul
Distância até a capital 150 km
Características geográficas
Área 354,463 km² [2]
População 10 177 hab. Censo IBGE/2018[3]
Densidade 28,71 hab./km²
Altitude 590 m
Clima Subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,756 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 81 798,653 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 9 585,03 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura www.sarapui.sp.gov.br

Sarapuí é um município do estado de São Paulo, no Brasil. Situa-se na Região Metropolitana de Sorocaba, na Mesorregião Macro Metropolitana Paulista e na Microrregião de Sorocaba. O município é formado pela sede e pelo distrito de Cocaes[6][7].

Topônimo[editar | editar código-fonte]

O nome do município é uma referência ao rio homônimo que o atravessa.

História[editar | editar código-fonte]

Sarapuí nasceu como pouso de tropeiros que trafegavam entre São Paulo e Rio Grande do Sul.

O trabalho na lavoura atraiu novos habitantes e ajudou na criação da freguesia, em 28 de fevereiro de 1844, no município de Itapetininga. Na mesma data, recebeu o nome de "Sarapuí".

No dia 13 de março de 1872, com o novo impulso dado pela introdução das culturas de algodão e de cereais, foi elevada à categoria de vila. Em 21 de maio de 1934, Sarapuí foi elevada à categoria de distrito de Itapetininga. Foi emancipada no dia 7 de outubro de 1937.

Economia[editar | editar código-fonte]

Sarapuí possui 7 indústrias em diversos segmentos, empregando mais de mil munícipes.

O município predomina em pecuária bovina, bubalina e ovina sendo reconhecida como a maior bacia leiteira da América Latina.[carece de fontes?].

O município é conhecido como "Capital da Melancia"[carece de fontes?] em razão do clima e do solo propícios ao cultivo da fruta.

Dentre os produtos agropecuários cultivados no município, predominam as culturas da melancia, do milho verde e da uva.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 23º38'26" sul e a uma longitude 47º49'29" oeste, estando a uma altitude de 590 metros. Sua população estimada em 2004 era de 8 486 habitantes.

Possui uma área de 354,463 km².

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade foi atendida pela Companhia de Telecomunicações do Estado de São Paulo (COTESP) até 1975, quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[8], que construiu em 1977 a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica, sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo para suas operações de telefonia fixa[9][10][11].

Administração[editar | editar código-fonte]

Religião[editar | editar código-fonte]

A cultura religiosa do município é formada por vários grupos religiosos, tais como católicos, evangélicos, Testemunhas de Jeová e adventistas. A maior igreja do município pertence à Congregação Cristã no Brasil, porém a maioria da população é católica e tem, como líder espiritual, o padre Sirlei Oliveira, que atende a quinze comunidades. a saber: comunidade São Roque (Distrito dos Cocais), São Bento (Bairro do Rodeio), São José (Bairro da Ressaca), Nossa Senhora de Fátima (Bairro da Várzea de Baixo), Santa Luzia (Bairro da Várzea de Cima), Nossa Senhora Auxiliadora (Assentamento Carlos Lamarca), Bom Jesus (Bairro Cabaçais), Nossa Senhora das Estrelas (Bairro Congonhas), Nossa Senhora da Conceição (Bairro do Rio Acima), Santo Antônio ( Bairro do Faxinal do Rio Acima), Nossa Senhora Aparecida (Bairro Lava Pés), São Paulo Apóstolo (Vila Rica/CDHU), Papa São João Paulo II (Bairro Morada do Sol), São João Batista (Vila São João). Bom Pastor (Lar São Vicente de Paulo) e Matriz Nossa Senhora das Dores (Centro). A Igreja Católica conta ainda com o auxílio de três diáconos permanentes: diáconos Agenor Pitica, João Inoízio e João Ferreira.

Referências

  1. «O recorte das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias de 2017» (PDF). Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 2017. p. 20–34. Consultado em 10 de agosto de 2017 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  6. «Municípios e Distritos do Estado de São Paulo» (PDF). IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico 
  7. «Divisão Territorial do Brasil». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 
  8. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  9. «Telesp vai servir mais 86 cidades do estado». Acervo Folha de São Paulo 
  10. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  11. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]