Cesário Lange

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Cesário Lange
Praça central

Praça central
Bandeira de Cesário Lange
Brasão de Cesário Lange
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 12 de dezembro de 1878 (139 anos)
Gentílico cesário-langenses
Prefeito(a) Ronaldo Pais de Camargo (Dinho) (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Cesário Lange
Localização de Cesário Lange em São Paulo
Cesário Lange está localizado em: Brasil
Cesário Lange
Localização de Cesário Lange no Brasil
23° 13' 37" S 47° 57' 10" O23° 13' 37" S 47° 57' 10" O
Unidade federativa São Paulo
Região
intermediária

Sorocaba IBGE/2017 [1]

Região
imediata

Tatuí IBGE/2017

Região metropolitana Sorocaba
Municípios limítrofes Cerquilho, Laranjal Paulista, Pereiras, Quadra e Tatuí[2]
Distância até a capital 146 km
Características geográficas
Área 190,189 km² [3]
População 17 915 hab. estimativa IBGE/2018[4]
Densidade 94,2 hab./km²
Altitude 590 m
Clima Subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,767 elevado PNUD/2000 [5]
PIB R$ 166 051,656 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 11 223,50 IBGE/2008[6]
Página oficial
Prefeitura www.cesariolange.sp.gov.br

Cesário Lange é um município brasileiro do estado de São Paulo, situada na Região Metropolitana de Sorocaba, na Mesorregião de Itapetininga e na Microrregião de Tatuí. Localiza-se a uma latitude 23º13'36" sul e a uma longitude 47º57'11" oeste, estando a uma altitude de 590 metros. Possui uma área de 190,189 km² e sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 17 915[4] habitantes. O município é formado pela sede e pelo distrito de Fazenda Velha[7][8].

História[editar | editar código-fonte]

Matriz Igreja Santa Cruz

A localidade, que reunia alguns sertanistas e suas famílias que possuíam terras na região, criaram uma vila, pertencente a cidade de Tatuí, depois da construção da capelinha de "Santa Cruz de Passa-Três", idealizada pelo sertanista João Mendes de Almeida. Oficialmente, a vila foi fundada em 12 de dezembro de 1878 quando foi realizada a primeira missa na capelinha. Em torno desta capela, construíram-se residencias e comercio e formou-se a "Vila de Passa Três" (a denominação é decorrente dos tropeiros que passavam pela região e assim chamavam a localidade pelo fato de atravessarem três córregos).[9]

Em 18 de fevereiro de 1959, foi elevada a categoria de município, pela Lei nº 5.285, e a sua implantação ocorreu em 1 de janeiro de 1960. Sua emancipação política ocorrei apos a assinatura da Lei nº 28, de 19 de agosto de 1966.[10].

A atual denominação é uma homenagem ao professor/diretor da primeira escola da vila: "Cesário Lange Adrien".[9]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010

População Total: 15.540

  • Urbana: 10.492
  • Rural: 5.048
  • Homens: 8.063
  • Mulheres: 7.477

Densidade demográfica (hab./km²): 67,73

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 14,30

Expectativa de vida (anos): 72,08

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,19

Taxa de Alfabetização: 91,50%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,767

  • IDH-M Renda: 0,688
  • IDH-M Longevidade: 0,785
  • IDH-M Educação: 0,829

(Fonte: IPEADATA)

Municípios limítrofes[editar | editar código-fonte]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Coreto na praça central

Rodovias[editar | editar código-fonte]

  • Rodovia SP-280: Rod. Presidente Castelo Branco
  • Rodovia SP-143: Cesário Lange/Pereiras – Rod. Mal. Rondon
  • Rodovia SP-141: Cesário Lange/Porangaba
  • Rodovia SP-127: Cesário Lange/Tatuí
  • Rodovia Otávio Pilon: Vicinal Cesário Lange/Cerquilho – Rod. Do Açúcar

Clima, temperaturas médias[editar | editar código-fonte]

    • Mês mais quente + 30 °C
    • Mês mais frio + 18 °C

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade foi atendida pela Companhia Telefônica Brasileira (CTB) até 1973[11], quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[12], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[13] para suas operações de telefonia fixa.

Economia e religião[editar | editar código-fonte]

Agropecuária, indústria, turismo religioso e lazer são algumas das atividades econômicas praticadas no município, que é um centro de criação de cavalos puro sangue inglês.

Na cidade de Cesário Lange, encontra-se a Associação Torre de Vigia de Bíblias e Tratados, a sede brasileira do grupo religioso Testemunhas de Jeová. Nesse local se organiza a obra das Testemunhas no país e se imprimem milhões de publicações bíblicas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «O recorte das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias de 2017» (PDF). Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 2017. p. 20–34. Consultado em 10 de agosto de 2017 
  2. http://mapas.ibge.gov.br/divisao/viewer.htm
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 25 de setembro de 2018 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. «Municípios e Distritos do Estado de São Paulo» (PDF). IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico 
  8. «Divisão Territorial do Brasil». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 
  9. a b «A origem da Igreja de Santa Cruz e da Vila de Passa Três». Site Prefeitura de Cesário Lange. Consultado em 26 de setembro de 2018 
  10. «Encontro Regional de Futuros Cientistas IIl: Experimentos e Projetos de Pesquisa, por Fábio de Lima Leite». Google Books. 2017. Consultado em 26 de setembro de 2018 
  11. «Relação do patrimônio da CTB incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  12. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  13. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]