Playmaker

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

No futebol, o playmaker é aquele jogador que tem a função de criar as jogadas ofensivas, ou seja, de controlar o fluxo ofensivo da equipe. A qualidade mais importante de um playmaker é a visão e a capacidade de ler o jogo. Intuição, criatividade e boa posse de bola são elementos chave para este tipo de jogador.[1]

Normalmente o playmaker é o jogador que utiliza a camisa 10 do clube. Porém, há de se ter em mente que o playmaker pode ocupar outras posições do campo além do meio de campo. Por exemplo, um líbero pode ser o playmaker da equipe.

Exemplos de playmakers em várias posições:

Posição Jogador
Líbero Alemanha Lothar Matthäus
Primeiro volante Itália Andrea Pirlo
Segundo volante Espanha Xavi
Meia França Zinédine Zidane
Meia-lateral País de Gales Ryan Giggs
Enganche Argentina Riquelme
Meia-atacante Brasil Ronaldinho Gaúcho
Centroavante Argentina Lionel Messi
Ponta Brasil Neymar

Prêmio "IFFHS World's Best Playmaker"[editar | editar código-fonte]

Desde 2006, a Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS) premia o Melhor Playmaker do ano. Para chegar ao vencedor, ela usa dados estatísticos dos jogadores no ano.

Ano Vencedor Clube
2006 França Zinedine Zidane Espanha Real Madrid
2007 Brasil Kaká Itália Milan
2008 Espanha Xavi Espanha Barcelona
2009 Espanha Xavi Espanha Barcelona
2010 Espanha Xavi Espanha Barcelona
2011 Espanha Xavi Espanha Barcelona
2012 Espanha Andrés Iniesta Espanha Barcelona
2013 Espanha Andrés Iniesta Espanha Barcelona
2014 Alemanha Toni Kroos Alemanha Bayern de Munique / Espanha Real Madrid
2015 Argentina Lionel Messi Espanha Barcelona
2016[2] Argentina Lionel Messi Espanha Barcelona
2017 Argentina Lionel Messi Espanha Barcelona
2018 Croácia Luka Modrić Espanha Real Madrid
2019 Argentina Lionel Messi Espanha Barcelona

Referências

  1. «Playmaker - Define Playmaker at Dictionary.com». Dictionary.com 
  2. globoesporte.globo.com/ Messi é eleito o melhor "playmaker" de 2016, em lista com Neymar e Marta
  3. «Former Results». IFFHS. Consultado em 13 de janeiro de 2016