Poliandria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Draupadi com seus cinco maridos.

Poliandria (grego: poly- muitos, andros- homem) é a união em que uma só mulher é ligada a dois ou mais maridos ao mesmo tempo. É o oposto da poliginia, forma de poligamia em que um homem possui duas ou mais esposas.

É crença comum de muitos antropólogos que a forma mais comum de poliandria é aquela em que dois ou mais irmãos desposam a mesma mulher. É notável que a poliandria é um tipo de poligamia menos frequente na história da humanidade que o é a poliginia, por motivos vários.

O historiador estadunidense Edward McNall Burns observa que: "(a poliandria) parece desenvolver-se sob condições de extrema pobreza, em que vários homens precisam reunir os seus recursos para comprar ou sustentar uma esposa, ou em que o infanticídio feminino é praticado como meio de controlar o crescimento da população. Este último costume não tarda a produzir um excesso de indivíduos masculinos [1]."

A fisiologia reprodutiva humana indica que a competição entre espermatozoides de dois machos diferentes em uma única cópula não é comum em humanos, principalmente em comparação com outras espécies de primatas.[2][3][4]

Poliandria e religião[editar | editar código-fonte]

A poliandria é expressamente proibida na Bíblia hebraica, pois é considerada adultério, o que acarreta pesados ônus para as mulheres praticantes e os nascidos de tais relações. O Islamismo também veta esse tipo de poligamia, apesar de aceitar a poliginia.

Ocorrências[editar | editar código-fonte]

Há ou houve ocorrências de poliandria no Tibete, no Ártico Canadense, no Nepal, Butão e Sri Lanka. Não se conhece comunidades indígenas contemporâneas que pratiquem a poliandria envolvendo machos não-aparentados.

No território onde hoje chamam de Brasil, no estado de Santa Catarina, o povo Xócleng pratica a poliandria (além da poliginandria).[5]

Em animais[editar | editar código-fonte]

Jacana jacana

A poliandria também ocorre em animais um exemplo é a Jaçanã (Jacana jacana) nessa especie a fêmea domina um harém composto, em sua maioria por 4 machos, e defendem o território de qualquer possível ameaça. o macho por sua vez cuida da prole e do ninho. No momento da cópula, mantem-se abaixada e submissa até que o macho faça a monta. Este sobe em seu dorso e mantem suas asas levantadas para equilibrar-se e, abaixando-se junto ao dorso da fêmea e por oposição de sua cloaca com a da parceira para executar a copula. [6]

Suricata suricatta

Outro exemplo são as suricato (Suricata suricatta) as fêmeas dessa espécie também possuem harém nos quais acasalam com machos dominante. eles vivem em grupos e dentro do grupo há fêmeas subordinadas, machos subordinados e machos dominantes, no entanto a fêmea dominante acasala com[7] os machos dominantes. Se em algum momento a fêmea dominante sentir=se ameaçada por alguma fêmea subordinada, ela expulsa a fêmea subordinada para não correr o risco de perder o domínio do seu harém.

Referências

  1. BURNS, Edward McNall, "História da Civilização Ocidental", traduzido por Lourival Gomes Machado, Lourdes Santos Machado e Leonel Vallando (1974), Porto Alegre: Editora Globo.
  2. Anderson, M. J.; Dixson, A. F. (2002). «Sperm competition: motility and the midpiece in primates». Nature. 416 (6880): 496. PMID 11932733. doi:10.1038/416496a 
  3. Dixson, A. L.; Anderson, M. J. (2002). «Sexual selection, seminal coagulation and copulatory plug formation in primates». Folia Primatol. 73 (2–3): 63–69. PMID 12207054. doi:10.1159/000064784 
  4. Harcourt, A. H.; Harvey, P. H.; Larson, S. G.; Short, RV (1981). «Testis weight, body weight and breeding system in primates». Nature. 293 (5827): 55–57. doi:10.1038/293055a0 
  5. MELLATI. «Amor e Casamento» (PDF) 
  6. Nunes, Alessandro Pacheco. «Comportamento da jaçanã (Jacana jacana Linnaeus, 1766) (Charadriiformes, Jacanidae) em uma lagoa urbana no município de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, Brasil» 
  7. Clutton-Brock, T.H (December 2006). «Intrasexual competition and sexual selection in cooperative mammals»  Verifique data em: |data= (ajuda)

Veja também[editar | editar código-fonte]