Alfa (biologia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outro significado de Alfa, veja Alfa (desambiguação).
Uma alcateia de lobos. O alfa da alcateia lidera seu grupo durante as caças e também protege seu território.

Alfa (ou Alpha), no estudo do comportamento animal, é a designação por vezes dada ao indivíduo de maior status, dentro de um grupo. Machos ou fêmeas, ou até mesmo ambos, podem ser alfa, dependendo da espécie. Quando um macho e uma fêmea assumem este papel ao mesmo tempo, eles normalmente são referidos como par alfa.[1]

Os indivíduos alfa normalmente têm preferência no acesso a comida e outros itens e atividades, apesar dessas vantagens serem diferentes para cada espécie. Machos ou fêmeas alfa podem ter mais fácil acesso a pretendentes de ambos os sexos, e, em algumas espécies, apenas o alfa pode copular e se reproduzir.[2]

Os indivíduos alfa podem ganhar esta posição através de força física e agressão ou através de um esforço social e até mediante a construção de alianças dentro de um grupo.[3]

O indivíduo alfa pode ser desafiado e, eventualmente, perder sua posição para um outro integrante do grupo ou mesmo por um indivíduo recém-chegado. Nesse caso, ambos lutarão pela posição de alfa,[4] e o derrotado - normalmente, o mais fraco ou mais velho -, se não morrer, pode ter que deixar o grupo.

Popularmente, a expressão é aplicada, de forma irônica ou depreciativa, ao homem que abertamente empenhado em demonstrar alguma forma de superioridade sexual em relação aos demais.[5] No entanto, em seres humanos o conceito de um macho alfa não tem qualquer base científica. Os papéis de liderança humana variam de forma drástica com base no contexto social atual e os traços atribuídos a um "Alfa" e traços atribuídos a um "Beta" podem ser exibidos em cenários diferentes pelo mesmo indivíduo.[6]

Referências

  1. C. Michael Hogan, 2009. Painted Hunting Dog: Lycaon pictus, GlobalTwitcher.com, ed. N. Stromberg
  2. Mech, L. David. (1999). «Alpha status, dominance, and division of labor in wolf packs». Canadian Journal of Zoology. 77 (8): 1196–1203. doi:10.1139/z99-099. Cópia arquivada em 15 de novembro de 2015 
  3. de Waal, Frans (2007) [1982]. Chimpanzee Politics: Power and Sex Among Apes 25th Anniversary ed. Baltimore, MD: JHU Press. ISBN 978-0-8018-8656-0. Consultado em 13 de julho de 2011. 
  4. Kate Ludeman and Eddie Erlandson. Alpha male syndrome. Harvard Business Press; 2006. ISBN 978-1-59139-913-1.
  5. A aposentadoria do macho alfa. Época.
  6. Burnett, Dean (10 de outubro de 2016). «Do alpha males even exist?». The Guardian. Guardian News and Media Limited. Consultado em 8 de dezembro de 2017. 

Ver também[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Ecologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.