Ponciano Leiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ponciano Leiva

Ponciano Leiva Madrid (Ceguaca, 19 de novembro de 1821Santa Cruz de Yojoa, 12 de dezembro de 1896) foi presidente de Honduras de 13 de janeiro de 1874 a 8 de junho de 1876 e de 30 de novembro de 1891 a 7 de agosto de 1893. Foi um conservador.

Leiva foi um soldado e, inicialmente, chegou ao poder com o apoio dos militares; ascendendo ao posto de general.

Inicialmente chegou ao poder derrubando seu antecessor em um golpe. Em 1876, deixou o cargo devido à pressão de José María Reina Barrios, presidente da Guatemala. [1]

Mais tarde, atuou como ministro da guerra de Luis Bográn, em seguida, foi eleito para a presidência em 1891. Nesta eleição realizada em 10 de novembro de 1891, Leiva recebeu a maioria dos votos. Seu principal adversário na eleição foi Policarpo Bonilla. Em 1893, Leiva renunciou ao cargo devido à ameaça da revolução e foi substituído por Domingo Vásquez.[2]

Referências

Cargos políticos
Precedido por
Céleo Arias
(provisório)
Presidente de Honduras
1874–1876
Sucedido por
Marcelino Mejía
(provisório)
Precedido por
Luis Bográn
Presidente de Honduras
1891–1893
Sucedido por
Domingo Vásquez