Propano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Propano
Alerta sobre risco à saúde
Propane-2D-Skeletal.svg Propane-2D-flat.png
Propane-3D-balls-B.png Propane-3D-vdW-B.png
Nome IUPAC Propano
Identificadores
Número CAS 74-98-6
PubChem 6334
ChemSpider 6094
Número RTECS TX2275000
SMILES
InChI InChI=1/C3H8/c1-3-2/h3H2,1-2H3
Propriedades
Fórmula química C3H8
Massa molar 44.1 g mol-1
Aparência gás incolor
Densidade 2,01 g·l-1 (gás, 0 °C, 1013 hPa)[1]
0,58 g·cm-3 (líquido, no ponto de ebulição)[1]
Ponto de fusão

-188 °C[1]

Ponto de ebulição

-42 °C[1]

Solubilidade em água praticamente insolúvel (75 mg·l-1 a 20 °C)[1]
Solubilidade em etanol solúvel
Solubilidade em éter Muito solúvel
Solubilidade em benzeno Muito solúvel
Solubilidade em DMSO Levemente solúvel
Pressão de vapor 0,83 MPa (20 °C)[1]
Riscos associados
Classificação UE Altamente Inflamável (F+)
NFPA 704
NFPA 704.svg
4
1
0
 
Frases R R12
Frases S S2, S9, S16
Limites de explosividade 2.37–9.5%
Compostos relacionados
Alcanos relacionados Etano
Ciclopropano
Butano
Compostos relacionados Propanol
Propeno
Propino
Excepto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições PTN

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Um alcano de três carbonos, propano é algumas vezes derivado de outros produtos do petróleo, durante processamento de óleo ou gás natural.

Combustão do propano:
C3H8 + 5O2 → 3CO2 + 4H2O

Usos[editar | editar código-fonte]

Quando comburente vendido como combustível, ele também é chamado de gás liquefeito de petróleo (GLP), que é uma mistura de propano com pequenas quantidades de propileno, butano e butileno, mais etanotiol como odorizante para impedir que o normalmente inodoro propano deixe de ser identificado quando em vazamentos. Ele é usado como combustível para fogões e em motores de automóveis.

Outro uso do propano é como propulsor para sprays aerossóis, especialmente após o banimento dos CFCs.

Utilizado na mistura denominada MGR (mixed gás refrigerant), que é fundamental para liquefação do gás natural (GNL) em processos industriais, onde a refrigeração necessária é obtida por uma válvula Joule-Thomson.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • PHYSICAL constants of organic compounds. In: LIDE, D. R.; TAYLOR, F. (Ed.). CRC handbook of chemistry and physics. 89th ed. Boca Raton, 2009. Disponível em: <http://www.hbcpnetbase.com/>. Acesso em: 15 set. 2009.

Referências

  1. a b c d e f Registo de CAS RN 74-98-6 na Base de Dados de Substâncias GESTIS do IFA, accessado em 13 de Janeiro de 2008

 

Alcanos

metano
CH4

|
 

etano
C2H6

|
 

propano
C3H8

|
 

butano
C4H10

|
 

pentano
C5H12

|
 

hexano
C6H14

heptano
C7H16

|
 

octano
C8H18

|
 

nonano
C9H20

|
 

decano
C10H22

|
 

undecano
C11H24

|
 

dodecano
C12H26