Queda do DC-3 PP-PCH

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Queda do DC-3 PP-PCH
Acidente aéreo
Sumário
Data 27 de setembro de 1946 (72 anos)
Causa Perda de Controle, Turbulência.
Local morro dos Marimbondos
Destino Rio de Janeiro
Passageiros 22
Tripulantes 3
Mortos 25
Sobreviventes 0
Aeronave
Modelo Estados Unidos Douglas DC-3
Operador Brasil Panair do Brasil
Primeiro voo 1936

A queda do DC-3 PP-PCH ocorreu na tarde de 27 de setembro de 1946. Após o voo DC PP-PCH da Panair do Brasil decolar às 16:10 do aeródromo de Lagoa Santa (aeroporto da Pampulha), em Belo Horizonte, com destino ao Rio de Janeiro. Manteve seu último contato por rádio com a estação da Panair às 16:38 quando sobrevoava a cidade de Conselheiro Lafaiete.

Às 16:40, após penetrar num possível cumulonimbus, onde perderia sustentação, o Douglas DC-3 bateu no morro dos Marimbondos, na Serra da Samambaia, próxima ao povoado de Abreus, a cerca de 12 km da zona urbana de Alto Rio Doce. Morreram todos os seus ocupantes.[1][2]

O avião não pousou No aeroporto de Santos Dumont nem deu notícias. As buscas por sua localização foram desencadeadas. Alguns moradores da região disseram ter ouvido uma forte explosão por volta das 16:40 que confundiram com um trovão devido à forte tempestade que havia naquele momento.

Voando por instrumentos e sem contar com radar meteorológico para identificar zonas de turbulência fortes, a turbulência grave levou a perder o controle do avião. O avião caiu e colidiu com o solo a alta velocidade.

Referências

  1. da Silva, Germano; César, Carlos Ari (2014). «15. Panair DC-3 PP-PCH». O rastro da bruxa: História da aviação comercial brasileira no século XX através de seus acidentes 1928-1996 3 ed. Porto Alegre-RS: EdiPUCRS. p. 56. 328 páginas. ISBN 9788539704323. Consultado em 25 de setembro de 2017.. Cópia arquivada em 25 de setembro de 2017 
  2. Aviation Safety Network. «ASN Aircraft accident Douglas DC-3A-228D PP-PCH Rio de Janeiro, RJ». Consultado em 23 de maio de 2016.