RioCard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O RioCard é um sistema de bilhetagem eletrônica utilizado na maioria das cidades do Estado do Rio de Janeiro, utilizando um smartcard como porta-moedas eletrônico, permite o pagamento da tarifa independentemente do valor. É produzido, gerenciado e distribuído pela Fetranspor e seus associados, sendo distribuído através da rede de agências do Itaú, pela internet e postos de atendimento.

RioCard Vale Transporte Convencional[editar | editar código-fonte]

Criado para atender os deslocamentos casa-trabalho-casa, este é solicitado pela internet pela empresa ou pela pessoa fisica, sendo então associado a um deles, tornado-se em patrimônio permanente de quem solicitou-o, o cartão é expedido de forma gratuita, porém é exigida uma carga mínima inicial de R$ 40,00 , sua entrega é feita na empresa empregadora, nas lojas RioCard ou em domicílio desde que esse seja atendido pelo RioCard. É recarregável e pode ser utilizado em qualquer modal de transporte (ônibus, barca, metrô e trens), porém tem a restrição de só poder ser utilizado uma vez por viagem e por até 8 vezes ao dia. Os pedidos de recarga só podem ser feito por meio online e a sua efeitivação só pode ser feita na cidade ao qual o cartao foi associado nas três empresas mais utilizadas nos últimos 30 dias ou nas lojas da RioCard.

RioCard Vale Transporte Rápido[editar | editar código-fonte]

Serve para atender trabalhadores temporários ou pessoas que desejem ter o cartão de vale transporte de forma mais rápida, pois é vendido nas agências do Unibanco com pagamento exclusivo em espécie, vem pré-carregado com valores fixos de R$ 40,00 ou R$ 80,00 e não pode ser recarregado, obrigando a compra de um novo cartão, por isso, o cartão sem créditos ou com saldo insuficiente, vale a passagem mais barata do município onde esta sendo utilizado, caso seja usado em uma tarifa mais cara é preciso pagar a complementação em espécie. Pode ser utilizado em qualquer modal de transporte (ônibus, barca, metrô e trens), porém tem a restrição de só poder ser utilizado uma vez por viagem e por até 8 vezes ao dia.

RioCard Expresso[editar | editar código-fonte]

Cartão moedeiro destinado aos que não recebem vale transporte e pessoas que simplesmente desejam mais agilidade no embarque. Aceito nos ônibus, barca e nos trens, mas só é aceito no metrô se estiver habilitado ao Bilhete Único. Não possui as restições de uso do VT e sua compra é mais fácil que o VT rápido, pois este além do Itaú, está disponível para compra em bancas, farmácias, etc ou na internet. Vem pré-carregado com valores de R$ 40,00 e R$ 80,00 porém permite a recarga pela internet, mesmo assim, o cartão sem créditos ou com saldo insuficiente, vale a passagem mais barata do município onde esta sendo utilizado, caso seja usado em uma tarifa mais cara é preciso pagar a complementação em espécie.[1]

RioCard Integração[editar | editar código-fonte]

Criado exclusivamente para quem faz rotineiramente viagens em seqüencia e não tem o RioCard VT convencional ou rápido, pois estes fazem viagens integradas normalmente. Permite o uso de ate três modais pagando apenas uma tarifa fixa no uso do primeiro modal. O metrô nao participa do RioCard Integração.
Integração A: Trem > Ônibus municipal do Rio de Janeiro (Venda nas estações citadas abaixo)
Integração AB: Barca Cocotá > Ônibus municipal do Rio de Janeiro (Venda na estação Cocotá)
Integração AC: Barca Niterói > Ônibus municipal do Rio de Janeiro (Venda na estação Niterói)
Integração AD: Trem > Ônibus da Baixada Fluminense (Venda nas estações citadas abaixo)
Integração Ônibus-Ônibus Niterói: Permite o uso de dois Ônibus na cidade de Niterói
-Central, São Cristovão, Cascadura, Madureira, Mercadão de Madureira, Nova Iguaçu, Belford Roxo, Bangu, Campo Grande e Santa Cruz)

RioCard Passe Especial[editar | editar código-fonte]

-Escolar: Atende aos estudantes de escolas públicas da cidade do Rio de Janeiro (O Rio não possui nenhum benefício tarifário para os demais estudantes), estando o estudante uniformizado, o cartão libera sua passagem sem nenhum débito. É automaticamente suspenso quando em período de férias e precisa ser revalidado a cada semestre para não ser cancelado. É extremamente comum falhas no seu funcionamento.
-Sênior: Atende aos idosos com mais de 65 anos, é obrigatório para que o idoso goze do seu direito constitucional de não pagar a tarifa (impossibilitando inclusive o gozo do beneficio para idosos em passagem temporária pelo Rio), sua obrigatóriedade já foi e ainda é motivo de discussão judicial. Este cartão ficou nacionalmente conhecido no escândalo das cartas enviadas aos seus proprietários onde era pedido que o idoso diminuisse o seu uso (o que é ilegal, visto que o idoso goza de ilimitadas viagens gratuitas)

-Doentes Crônicos e Deficientes: Atende aos portadores de doenças crônicas e também deficiência física.

Bilhete Único no Estado do Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

Bilhete Único Fluminense

Em 29 de dezembro de 2009, a lei 5628 instaurou o Bilhete Único na região metropolitana do Rio de Janeiro. O Bilhete Único RJ[2] tem a tarifa de R$ 5,25 e com ele você vai poder viajar em até 2 meios de transporte diferentes - ônibus, vans, trens, barcas e metrô - em até 2 horas e meia, desde que um deles faça a integração entre municípios. O benefício vale também para quem usa apenas um transporte intermunicipal que custe acima de R$ 5,25 (com exceção dos ônibus tipo “frescão”).

O Bilhete Único RJ poderá ser incorporado a qualquer modalidade de RioCard mediante solicitação do comprador de créditos do cartão, tornando desnecessária a compra de um novo cartão.

Para compra avulsa, será disponibilizado nas bilheterias dos trens, metrô, barcas, nas lojas da Fetranspor e também pela Loja Virtual do Bilhete Único RJ, porém seu uso como bilhete único não será imediato, pois em todos os casos é necessária a associação prévia a um CPF, o que faz com que o bilhete único comprado nesses locais só possa ser utilizado 48h depois da compra.

Como funciona a integração?
Ao utilizar o 1° transporte, será descontado do cartão o valor integral do modal. Caso o usuário utilize outro meio de transporte público no período de 2 horas e meia, o restante da integração será descontada.
Se o valor do 1° transporte for superior a R$ 5,25, será descontado o valor total da integração (R$ 5,25) e, na próxima utilização, ao aproximar o cartão do validador, não será descontado valor algum.

Exemplo 1: 1° modal > R$ 3,00
2° modal > R$ 2,25
Exemplo 2: 1° modal > R$ 5,25
2° modal > R$ 0,00

Cada usuário terá direito a 2 integrações por dia - uma de ida e outra de volta.
E mais! Serão mantidas todas as integrações municipais.

Bilhete Único Carioca[editar | editar código-fonte]

O Bilhete Único Carioca[3] é o benefício tarifário da integração nas linhas de ônibus municipais da cidade do Rio de Janeiro. Utilizando o cartão eletrônico, você pode embarcar em até dois ônibus municipais, dentro do intervalo de duas horas, pagando o valor de R$ 3,00.

O Bilhete Único Carioca pode ser usado nas linhas de ônibus municipais da cidade do Rio de Janeiro, que são operados pelos consórcios:Internorte, Intersul, Transcarioca e Santa Cruz. mas a intenção da Prefeitura é que posteriormente ele fará a integração também em outros meios de transporte. A data para esta integração ainda não está definida. Ônibus tarifa (tipo "frescão") ou de ar-condicionado não estão incluídos no Bilhete Único Carioca.

Nas viagens que não contemplam integração, o cartão pode ser utilizado sem restrições de uso e tempo, podendo ainda pagar várias passagens no mesmo veículo e descontará a tarifa normal do modal. Pode ser usado em todas as empresas de ônibus do Estado do Rio de Janeiro, independentemente do valor da tarifa.

Bilhete Único de Niterói[editar | editar código-fonte]

Segundo a Lei n° 2.851/2011, o Bilhete Único de Niterói[4] é o benefício tarifário da integração nas linhas de ônibus municipais da cidade de Niterói. Utilizando o cartão eletrônico, você pode embarcar em até dois ônibus municipais, dentro do intervalo de uma hora, pagando o valor de R$ 2,75. O embarque para a volta deverá ser feito em, no mínimo, 3 horas após a última utilização do cartão, caso contrário será debitado o valor integral da tarifa. Lembrando que o benefício só pode ser utilizado duas vezes no dia.

Ônibus tarifa (tipo "frescão") ou de ar-condicionado não estão incluídos no Bilhete Único de Niterói.

Em caso de uso duas vezes seguidas na mesma linha de ônibus, não se caracteriza integração, portanto o cartão debitará o valor normal de duas tarifas. É aceito nos demais meios de transporte, porém pagando a tarifa normal.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]