BRT do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
BRT do Rio de Janeiro (MOBI-Rio)

Logomarca do BRT Mobi-Rio lançada em 2022
Informações
Proprietário Prefeitura do Rio de Janeiro
Local Brasil Rio de Janeiro
Tipo de transporte Bus Rapid Transit and System
Número de linhas 31 em 3 corredores (1 em construção)
Número de estações 133 (22 em construção)
Tráfego 950.000 passageiros por dia
Website Site oficial do sistema
Funcionamento
Início de funcionamento 6 de junho de 2012
Operadora(s) MOBI-Rio
Dados técnicos
Velocidade máxima 80km/h
Vista aérea do Estacionamento dos BRTs

BRT Mobi-Rio, também chamado BRT do Rio de Janeiro, é um sistema de transporte coletivo do município do Rio de Janeiro, capital do estado homônimo, no Brasil. Ele opera desde 6 de junho de 2012, quando foi inaugurado pela administração do prefeito Eduardo Paes e do então governador fluminense Sérgio Cabral Filho, contando com a presença do então ex-presidente Lula. O projeto de Bus Rapid Transit and System é constituído de quatro corredores com BRTs de duas composições. Porém, o desafio da implantação da rede foi bem maior que o normal, pois estes corredores estão em vias expressas a serem construídas.[1] Tal quantidade de obras que originalmente uma prefeitura sozinha não seria capaz de realizar em seis anos; período entre a escolha da cidade para receber os Jogos Olímpicos de Verão de 2016 e a realização desta em agosto de 2016.[1]

O projeto recebeu financiamento do Ministério das Cidades, Ministério dos Transportes, e Governo Fluminense além do capital da prefeitura e empréstimos do BNDES.[2] Tendo até o fim de 2016 inaugurado os corredores corredor TransOeste, TransCarioca e TransOlímpica.

História[editar | editar código-fonte]

Primeiro logotipo do BRT do Rio de Janeiro (2012-2022)

O BRT do Rio de Janeiro foi inaugurado em 6 de junho de 2012,[3][4] com a administração do prefeito Eduardo Paes e do governador fluminense Sérgio Cabral Filho, contando com a presença do ex-presidente Lula.[5][6] O BRT começou a operar com o corredor TransOeste em sua inauguração,[7] em 1° de junho de 2014 começou a operar o corredor TransCarioca com trechos disponibilizados gradativamente,[8][9] e em 9 de junho de 2016 foi inaugurado o corredor TransOlímpica, destinado para realização dos Jogos Olímpicos de Verão de 2016.[10][11]

Ao longo dos anos desde sua inauguração, o sistema BRT foi tendo decadência do serviço com inúmeros atrasos e de superlotação nos ônibus.[12]

Paralisação no BRT Rio[editar | editar código-fonte]

O presidente do BRT Rio Luiz Martins, disse que o consórcio não possui recursos em caixa "sequer para pagar a segunda parte do salário de janeiro", que estava prevista para sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021.[13]

Por isso, os motoristas do consórcio entraram em greve em 1 de fevereiro de 2021. Todas as estações ficaram fechadas, mais de 170 mil pessoas tiveram que se deslocar em ônibus normais e os articulados foram impedidos pelos grevistas de saírem das garagens. O município entrou em estágio de atenção por causa da greve.[14] Um dia depois, a greve terminou e houve acordos entre os funcionários, o consórcio e a prefeitura do Rio.[15]

"Caducidade" da concessão[editar | editar código-fonte]

Neobus Mega BRT, numa estação dos corredores exclusivos

Em fevereiro de 2022, a prefeitura do Rio de Janeiro publicou um decreto que promoveu uma caducidade do contrato de concessão do sistema BRT Rio e entregando a operação do serviço ao poder público.[16] O decreto também transferiu a gestão e manutenção de frotas, estações e terminais para a Companhia Municipal de Transportes Coletivos (Mobi-Rio).[17][18]

Em fevereiro de 2022, a Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) publicou no Diário Oficial, um edital de uma nova licitação para a compra de novos ônibus para a frota do sistema BRT.[19][20] Em abril do mesmo ano, a SMTR publicou no Diário Oficial, uma nova outra licitação depois do fracasso da licitação anterior.[21][22][23][24]

Nessa mesma licitação aberta em abril, houve o fornecimento de 191 veículos, sendo 71 ônibus convencionais e 120 articulados.[25] E em maio do mesmo ano, a prefeitura do Rio de Janeiro finalizou a licitação com a compra de mais 100 ônibus articulados, contando com 220 articulados no total.[26][27]

Corredores[editar | editar código-fonte]

Estação Maria Tereza, na Estrada do Monteiro, em Campo Grande.

Constitui-se de quatro corredores com um total de 150 quilômetros e 133 estações.[28]

O corredor TransOeste construído em apenas 2 anos e meio e o túnel vice-presidente da república José Alencar; faz a ligação entre Barra da Tijuca e Santa Cruz;[29] sendo estendida para ligar Jardim Oceânico ao Terminal Alvorada.[30] Tendo integrações com a estação terminal da Linha 4 do Metrô do Rio, TransCarioca, TransOlímpica, e trens da SuperVia.[31] Tem um total de 56 quilômetros e 66 estações desde junho de 2022.[32][33]

O corredor TransCarioca faz a ligação entre Barra da Tijuca e Galeão, integrando-se ao Terminal Alvorada, TransOlímpica, aos trens da SuperVia, a Linha 2 do Metrô do Rio, TransBrasil e ao Aeroporto Internacional Tom Jobim.[34] Tem 39 quilômetros e 46 estações desde junho de 2022.[35][33]

O corredor TransOlímpica faz a ligação entre Recreio dos Bandeirantes e Deodoro, integrando-se ao TransOeste e TransCarioca.[36][37] Tem 23 quilômetros e 21 estações desde junho de 2022.[38][33]

O corredor TransBrasil fará a ligação entre Deodoro e percorrendo pela Avenida Brasil.[39] Integrando-se à[39] TransOlímpica, aos trens da SuperVia, ao VLT[40] e à Linha 2 do Metrô do Rio. Terá 26 quilômetros e 22 estações até dezembro de 2023.[41][39] Em 2013, a prefeitura estimou que este será o maior serviço de ônibus articulado do mundo em número de passageiros.[42] As obras seguem no corredor da TransBrasil sendo feitas pelas construtoras Odebrecht (atual OEC), Grupo OAS e Queiroz Galvão, simultaneamente.[43]

Corredor Bairros Estações[33]
Trans-Oeste Campo GrandeInhoaíbaCosmosPaciênciaSanta CruzGuaratibaRecreio dos BandeirantesBarra da TijucaJardim Oceânico 66
Trans-Carioca Barra da TijucaJacarepaguáCuricicaTaquaraTanquePraça SecaCampinhoMadureiraVaz LoboVicente de CarvalhoPenhaOlariaRamosBonsucessoCidade UniversitáriaGaleãoAeroporto Internacional Tom Jobim 46
Trans-Brasil São CristóvãoSanto CristoCajuVasco da GamaManguinhosMaréRamosCordovilVigário GeralParada de LucasIrajáCoelho NetoBarros FilhoGuadalupeDeodoro 22[39]
Trans-Olímpica Recreio dos BandeirantesJacarepaguáCuricicaTaquaraJardim SulacapMagalhães BastosVila MilitarDeodoro. 21

Linhas[editar | editar código-fonte]

São as linhas que operam regularmente.[44]

Linha Terminais Serviço[a] Estações Funcionamento
10 Terminal Santa CruzTerminal Alvorada Expresso 15 Segunda a Sábado

⇒ Saindo de Santa Cruz: 04h às 22h55

⇒ Saindo do Terminal Alvorada: 04h35 às 00h

Domingo

⇒ Saindo de Santa Cruz: 4h à 23h

⇒ Saindo do Terminal Alvorada: 4h35 à 00h

11N Terminal Santa CruzTerminal Alvorada Parador 37 Diariamente

⇒ Saindo de Santa Cruz: 21h à 00h

⇒ Saindo do Terminal Alvorada: 22h30 à 00h

12 Pingo D'Água ↔ Terminal Alvorada Expresso 7 Segunda a Sábado

⇒ Saindo do Pingo D’Água: 04h às 22h15

⇒ Saindo da Alvorada: 04h55 às 23h15

Domingo

⇒ Saindo do Pingo D’Água: 4h à 22h

⇒ Saindo da Alvorada: 5h às 23h10

13 Mato Alto ↔ Terminal Alvorada Expresso 6 Segunda a Sexta

⇒ Saindo do Mato Alto: 04h às 19h20

⇒ Saindo do Terminal Alvorada: 04h50 às 20h10

Sábado

⇒ Saindo do Mato Alto: 04h às 10h

⇒ Saindo do Terminal Alvorada: 04h50 às 09h

14 Paciência/Santa Eugênia ↔ Salvador Allende Expresso 11 Segunda a Sexta

⇒ Saindo de Paciência: 04h às 08h | 17h às 20h

⇒ Saindo de Salvador Allende: 05h às 07h | 16h às 20h

17 Terminal Campo Grande ↔ Terminal Santa Cruz Parador 25 Diariamente

⇒ Saindo de Campo Grande: 4h às 00h

⇒ Saindo de Santa Cruz: 4h à 00h

18 Recreio Shopping ↔ Terminal Jardim Oceânico Expresso 15 Segunda à Sexta

⇒ Saindo do Pontal: 5h às 10h | 16h45 às 19h15

⇒ Saindo do Jardim Oceânico: 5h45 às 9h15 | 16h às 21h

19 Pingo D'água ↔ Salvador Allende Expresso 6 Segunda a Sexta

⇒ Saindo do Pingo D’Água: 4h às 10h | 16h50 às 21h

⇒ Saindo da Salvador Allende: 04h50 às 9h | 16h às 22h

20 Terminal Santa Cruz ↔ Salvador Allende Expresso 13 Segunda a Sábado

⇒ Saindo de Santa Cruz: 4h às 9h | 16h às 22h

⇒ Saindo de Salvador Allende: 5h às 8h | 15h às 23h

22 Terminal Jardim OceânicoTerminal Alvorada Parador 9 Segunda a Sexta

⇒ Saindo do Terminal Alvorada: 4h20 às 23h50

⇒ Saindo do  Terminal Jardim Oceânico: 4h40 à 00h

Sábado e Domingo

⇒ Saindo do Terminal Alvorada: 4h às 22h40

⇒ Saindo do  Terminal Jardim Oceânico: 4h à 23h

25A Mato Alto ↔ Terminal Alvorada Parador 26 Diariamente

⇒ Saindo do Mato Alto: 4h à 21h

⇒ Saindo da Alvorada: 4h às 22h

31 Terminal AlvoradaVicente de Carvalho Semi-direto 3 Segunda a Sexta

⇒ Saindo de Vicente de Carvalho: 5h às 9h | 17h às 19h

⇒ Saindo do Terminal Alvorada: 6h à 8h | 16h às 20h

35 Terminal Paulo da PortelaTerminal Alvorada Parador 25 Segunda a Sexta

⇒ Saindo do Terminal Paulo da Portela: 4h às 00h

⇒ Saindo do Terminal Alvorada: 4h às 00h

Sábado

⇒ Saindo do Terminal Paulo da Portela: 4h às 22h50

⇒ Saindo do Terminal Alvorada: 4h às 00h

Domingo

⇒ Saindo do Terminal Paulo da Portela: 4h às 00h

⇒ Saindo do Terminal Alvorada:4h às 00h

38 Terminal AlvoradaAeroporto Tom Jobim/Galeão Parador 45 Diariamente

⇒ Saindo do Galeão: 20h40 à 00h

⇒ Saindo da Alvorada: 22h à 00h

40 Terminal Paulo da PortelaTerminal Alvorada Expresso 9 Segunda a Sexta

⇒ Saindo do Terminal Paulo da Portela: 5h às 10h | 15h50 às 20h10

⇒ Saindo do Terminal Alvorada: 5h50 às 9h10 | 15h às 21h

Sábado

⇒ Saindo do Terminal Paulo da Portela: 5h às 20h20

⇒ Saindo do Terminal Alvorada: 5h50 às 21h

41 Terminal Paulo da PortelaTerminal Recreio Expresso 8 Segunda a Sexta

⇒ Saindo do Terminal Paulo da Portela: 5h às 20h10

⇒ Saindo do Terminal Recreio: 5h50 às 21h

42 Madureira (Manaceia)Aeroporto Tom Jobim/Galeão Parador 20 Diariamente

⇒ Saindo da Manaceia: 04h às 22h

⇒ Saindo do Galeão: 03h às 22h | 00h às 01h[b]

43 Santa Efigênia ↔ Terminal Aroldo Melodia (Fundão) Expresso 11 Segunda a Sexta

⇒ Saindo de Santa Efigênia: 05h às 09h | 16h às 20h

⇒ Saindo do Fundão: 05h às 09h | 16h às 20h

46 PenhaTerminal Alvorada Expresso 11 Diariamente

⇒ Saindo da Penha: 4h às 22h

⇒ Saindo do Terminal Alvorada: 4h10 às 23h10

50 Terminal Centro Olímpico ↔ Terminal Jardim Oceânico Parador 17 Segunda a sexta

⇒ Saindo do Centro Olímpico: 04h às 00h

⇒ Saindo do Jardim Oceânico: 04h às 00h

Sábado e Domingo

⇒ Saindo do Centro Olímpico: 04h às 23h15

⇒ Saindo do Jardim Oceânico: 04h às 00h

51 Terminal RecreioDeodoro Parador 19 Segunda a Sexta

⇒ Saindo de Deodoro: 04h às 00h

⇒ Saindo do Terminal Recreio: 04h à 00h

Sábado

⇒ Saindo de Deodoro: 04h às 23h50

⇒ Saindo do Terminal Recreio: 04h à 23h40

Domingo

⇒ Saindo de Deodoro: 04h às 00h

⇒ Saindo do Terminal Recreio: 04h à 00h

52 DeodoroTerminal Alvorada Parador 20 Segunda a Sexta

⇒ Saindo de Deodoro: 4h às 9h | 16h55 às 22h15

⇒ Saindo do Alvorada: 4h55 às 8h15 | 16h às 23h

Sábado

⇒ Saindo de Deodoro: 04h às 9h | 16h55 às 22h10

⇒ Saindo do Alvorada: 05h à 08h15 | 16h às 23h

Domingo

⇒ Saindo de Deodoro: 04h às 9h | 16h50 às 20h

⇒ Saindo do Alvorada: 04h50 à 08h | 16h às 21h

53 Terminal Sulacap ↔ Terminal Alvorada Expresso 6 Segunda a Sexta

⇒ Saindo de Sulacap: 5h00 às 22h40

⇒ Saindo da Alvorada: 05h35 às 23h15

Sábado

⇒ Saindo de Sulacap: 05h às 19h30

⇒ Saindo da Alvorada: 05h35 às 20h00

Atualizado em 10h19min de 09 de janeiro de 2024 (BRT)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Parador: Para em todas as estações da linha; Expresso: Para em determinadas estações, permitindo viagens mais expressas; Semi-direto: Sai da estação de origem, para em uma estação e segue para sua estação de destino.
  2. Alteração em fase experimental.

Referências

  1. a b Ernesto Magalhães, Luiz (16 de maio de 2016). «Transolímpica será inaugurada, mas terá só três estações durante Jogos». O Globo. Consultado em 12 de junho de 2022 
  2. «BNDES e prefeitura do Rio de Janeiro assinam contrato do BRT Transcarioca». BNDES. 9 de janeiro de 2011. Consultado em 12 de junho de 2022 
  3. «BRT Transoeste: transformando o conceito de transporte público no Rio de Janeiro» (PDF). Fetranspor. Agosto de 2014. Consultado em 12 de junho de 2022 
  4. Bazani, Adamo (6 de junho de 2012). «Inauguração do BRT Transoeste agrada população». Diário do Transporte. Consultado em 12 de junho de 2022 
  5. de Araujo, Isabel (6 de junho de 2012). «Corredor expresso Transoeste é inaugurado com a presença de Lula». O Globo. Consultado em 4 de janeiro de 2022 
  6. Junior, Cirilo (6 de junho de 2012). «Com a presença de Lula, Rio inaugura 1º corredor de BRT». Terra. Consultado em 12 de junho de 2022 
  7. Valéria Mendonça, Alba (6 de junho de 2012). «BRT Transoeste é inaugurado no Rio». G1. Consultado em 12 de junho de 2022 
  8. «Dilma inaugura domingo primeiro trecho do BRT Transcarioca». Agência Brasil. 29 de maio de 2014. Consultado em 12 de junho de 2022 
  9. «Inaugurado no Rio de Janeiro primeiro trecho do BRT Transcarioca». ITDP Brasil (em inglês). 6 de junho de 2014. Consultado em 12 de junho de 2022 
  10. G1 Rio (9 de julho de 2016). «Transolímpica é inaugurada no Rio com viagens gratuitas de BRT». G1. Consultado em 12 de junho de 2022 
  11. Abdala, Vitor (9 de julho de 2016). «Rio de Janeiro inaugura última via do BRT antes dos Jogos Olímpicos». Agência Brasil. Consultado em 12 de junho de 2022 
  12. «24 horas no BRT do Rio: as histórias de quem sofre no sistema». G1. Consultado em 12 de junho de 2022 
  13. Rio, Gazeta do (31 de janeiro de 2021). «BRT Rio diz que não tem dinheiro para pagar funcionários e diz que Prefeitura sabia disso». GAZETA DO RIO DE JANEIRO. Consultado em 12 de junho de 2022 
  14. G1 Rio (1 de fevereiro de 2021). «BRT no Rio não circula após paralisação de motoristas; cidade entra em estágio de atenção». G1. Consultado em 4 de janeiro de 2022 
  15. Torres, Lívia; Coutinho, Rogério; Rouvenat, Fernanda; Bom Dia Rio (2 de fevereiro de 2021). «BRT volta a circular nesta terça-feira após paralisação». G1. Consultado em 4 de janeiro de 2022 
  16. Moreira, Willian; Bazani, Adamo (17 de fevereiro de 2022). «Paes decreta caducidade parcial dos contratos do BRT-Rio, requisita frota e SMTR assume bilhetagem, gestão e operação do sistema». Diário do Transporte. Consultado em 12 de junho de 2022 
  17. Lobo, Renato (18 de fevereiro de 2022). «Prefeitura do Rio assume operação do BRT». Via Trolebus. Consultado em 12 de junho de 2022 
  18. RJ2 (8 de dezembro de 2021). «Paes cria a Mobi Rio, empresa pública para operar o transporte coletivo na cidade». G1. Consultado em 12 de junho de 2022 
  19. Indio Do Brasil, Cristina (14 de fevereiro de 2022). «Prefeitura do Rio publica edital para compra de ônibus novos do BRT». Agência Brasil. Consultado em 12 de junho de 2022 
  20. «Resolução 3495- 11-02-2022 Especificações Frota BRT.VF (2)». Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro. 14 de fevereiro de 2022. Consultado em 12 de junho de 2022 
  21. Bazani, Adamo (16 de março de 2022). «Ninguém apresenta proposta na licitação para a compra de ônibus para o BRT-Rio». Diário do Transporte. Consultado em 12 de junho de 2022 
  22. Moreira, Willian (25 de março de 2022). «Rio de Janeiro terá nova licitação para compra de ônibus do BRT». Diário do Transporte. Consultado em 12 de junho de 2022 
  23. «Prefeitura publica edital de licitação para renovação da frota do BRT». Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro - prefeitura.rio. 1 de abril de 2022. Consultado em 12 de junho de 2022 
  24. «Aprovo - TR - 31.03.2022». Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro. 1 de abril de 2022. Consultado em 12 de junho de 2022 
  25. Bazani, Adamo (13 de abril de 2022). «Licitação de 391 ônibus pelo BRT-Rio teve ofertas para apenas 191 veículos». Diário do Transporte. Consultado em 12 de junho de 2022 
  26. «Prefeitura do Rio compra mais 100 ônibus para requalificação do BRT». Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro - prefeitura.rio. 27 de maio de 2022. Consultado em 12 de junho de 2022 
  27. G1 Rio (27 de maio de 2022). «Prefeitura do Rio compra mais 100 ônibus para o BRT e fecha 291 novos veículos adquiridos». G1. Consultado em 12 de junho de 2022 
  28. Tardáguila, Cristina; Dal Piva, Juliana (22 de julho de 2016). «Paes: 'Rio fez 150 quilômetros de BRT e um VLT de 26 quilômetros'. Será?». lupa.uol.com.br. Consultado em 12 de junho de 2022 
  29. Sil, Felipe; Junior, Genilson (4 de julho de 2012). «Após entrega da Transoeste, um período de adaptação». Extra. O Globo. Consultado em 12 de junho de 2022 
  30. Lobo, Renato (23 de agosto de 2016). «Prefeitura do Rio entrega BRT Transolímpico e Lote Zero». Diário do Transporte. Consultado em 12 de junho de 2022 
  31. Paulino, Eduardo (9 de julho de 2020). «Quais estações do BRT contam com acesso à SuperVia?». Mobilidade Rio. Consultado em 12 de junho de 2022 
  32. RJTV (18 de outubro de 2010). «Novo projeto da Transoeste aumenta custos em mais de R$ 100 milhões». G1. Consultado em 12 de junho de 2022 
  33. a b c d «Estações». mobi-rio.rio.br. Consultado em 12 de junho de 2022 
  34. G1 Rio (1 de junho de 2014). «Transcarioca será inaugurada neste domingo com a presença de Dilma». G1. Consultado em 13 de junho de 2022 
  35. «Com 39 quilômetros de extensão, BRT Transcarioca é o maior legado». CRECI-RJ. 14 de maio de 2022. Consultado em 12 de junho de 2022 
  36. Silva, Regys (julho de 2016). «Primeira via expressa com BRT do Rio, Transolímpica é inaugurada». Surto Olímpico. Consultado em 13 de junho de 2022 
  37. Araujo, Adriano (19 de julho de 2015). «Transolímpica deve desafogar estações do BRT Transoeste». O Dia. Consultado em 13 de junho de 2022 
  38. G1 Rio (22 de agosto de 2016). «BRT Transolímpica será aberta à população carioca nesta terça-feira». G1. Consultado em 12 de junho de 2022 
  39. a b c d Boeckel, Cristina (24 de agosto de 2021). «Prefeitura prevê entregar BRT Transbrasil em dezembro de 2023». G1. Consultado em 12 de junho de 2022 
  40. «BRT Transbrasil: terminal intermodal em São Cristóvão deverá transferir 60 mil passageiros para o VLT». Extra Online. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  41. «BRT Transbrasil: entenda o projeto». Summit Mobilidade. 27 de setembro de 2021. Consultado em 12 de junho de 2022 
  42. Lisboa, Vinícius (13 de maio de 2013). «Obras para o quarto BRT do Rio de Janeiro vão custar R$ 1,5 bilhão e durar 30 meses». EBC. Consultado em 12 de junho de 2022 
  43. Bazani, Adamo (20 de agosto de 2021). «Obras do BRT Transbrasil serão retomadas na próxima semana, diz prefeitura». Diário do Transporte. Consultado em 12 de junho de 2022 
  44. «Linhas». mobi-rio.rio.br. Consultado em 13 de dezembro de 2023 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]