BRT do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
BRT do Rio de Janeiro
Rio 01 2013 TransOeste 5808.JPG
Neobus MegaBRT chegando à estação Alvorada.
Informações
Proprietário Prefeitura do Rio de Janeiro
Local BrasilRio de Janeiro
Tipo de transporte Bus Rapid Transit and System
Número de linhas 3 (1 em construção)
Número de estações 42 (123 em construção)
Tráfego 170.000 passageiros por dia
Funcionamento
Início de funcionamento 6 de junho de 2012
Dados técnicos
Velocidade máxima 80km/h
Vista aérea do Estacionamento dos BRTs

BRT do Rio de Janeiro é um sistema de transporte coletivo do município do Rio de Janeiro, capital do estado homônimo, no Brasil. Ele opera desde 6 de junho de 2012, quando foi inaugurado pela administração do prefeito Eduardo Paes e do governador fluminense Sérgio Cabral Filho, contando com a presença do ex-presidente Lula.[1] O projeto de Bus Rapid Transit and System é constituído de quatro corredores com BRTs de duas composições. Porém o desafio da implantação da rede foi bem maior que o normal pois estes corredores estão em vias expressas a serem construídas. Tal quantidade de obras que originalmente uma prefeitura sozinha não seria capaz de realizar em seis anos; período entre a escolha da cidade para receber a XXXI olimpíada e a realização desta em agosto de 2016. O projeto recebeu financiamento do Ministério das Cidades, Ministério dos Transportes, e Governo Fluminense além do capital da prefeitura e empréstimos do BNDES. Tendo até o fim de 2013 inaugurado apenas parte do corredor TransOeste. As obras estão sendo feitas pelas construtoras Andrade Gutierrez, Invepar, Queiroz Galvão e Odebrecht, simultaneamente.

História[editar | editar código-fonte]

O BRT do Rio de Janeiro foi pensado pela primeira vez em 2007 pela equipe do então prefeito Cesar Maia (2001-2008), para a inscrição da cidade para a realização dos Jogos Olímpicos de Verão de 2016, já que a realização dos Jogos Pan-Americanos da cidade naquele ano foram um sucesso, apesar das obras atrasadas terem sido entregues dias antes do início da cerimônia. Para a escolha da cidade era necessário que os locais de competição estivessem bem distribuídos entre as zonas e que houvesse uma rápida ligação entre elas. Assim o BRT foi encolhido, devido ao seu custo e tempo de implantação serem bem menores que metrô ou monotrilho. A escolha da cidade em 02 de outubro de 2009 colocou o Rio de Janeiro como a cidade brasileira líder em investimentos estatais de melhoria de transporte; sendo este evento também o estopim para a Revitalização da Zona Central prometida um ano antes por Eduardo Paes durante as eleições municipais de 2008.

Todos esses passos tiveram permissão do presidente Lula (2003-2010) e ainda em seu governo as obras foram aprovadas e iniciadas.[2]Entretanto a popularidade do projeto no entanto polemizou-se durante as obras com o grande número de estações, pontes, túneis e mergulhões, além de várias desapropriações.

Corredores[editar | editar código-fonte]

Estação Maria Tereza, na Estrada do Monteiro, em Campo Grande.

Constitui-se de quatro corredores com um total de 150 quilômetros e 165 estações.

Construído em apenas 2 anos e meio, o corredor TransOeste e o túnel vice-presidente da república José Alencar; faz a ligação entre Barra da Tijuca e Santa Cruz;[3] e será estendida para ligar Jardim Oceânico à Senador Camará.[4] Tendo integrações com a estação terminal da linha amarela do metrô, trans-carioca, trans-olímpica, e trens da SuperVia. Terá um total de 56 quilômetros e 74 estações até dezembro de 2014.[5]

O corredor TransCarioca faz a ligação entre Barra da Tijuca e Galeão, integrando-se ao Terminal Alvorada, trans-olímpica, trens, linha verde do metrô, trans-brasil e ao Aeroporto Internacional Tom Jobim. Terá 39 quilômetros e 44 estações; e a primeira parte (Barra-Aeroporto do Galeão) esta pronto desde junho de 2014. O corredor TransOlímpica fará a ligação entre Recreio dos Bandeirantes e Deodoro, integrando-se ao trans-oeste e trans-brasil. Terá 23 quilômetros e 18 estações até março de 2015. O corredor TransBrasil fará a ligação entre Deodoro e Caju percorrendo a Avenida Brasil e depois até o centro subterraneamente. Integrando-se ao trans-olímpica, trem, linhas verde e laranja do metrô e ao Aeroporto Santos Dumont. Terá 32 quilômetros e 28 estações até novembro de 2015.[6] A prefeitura estima que este será o maior serviço de ônibus articulado do mundo em número de passageiros. Há também um projeto de expansão da TransBrasil, na qual ela iria até o Bairro de Santa Cruz se encontrando com a TransOeste.

Corredor Bairros Estações Funcionamento
Trans-Oeste Senador CamaráCampo GrandePaciênciaSanta CruzGuaratibaRecreio dos BandeirantesBarra da TijucaJardim Oceânico 74 5:00 as 1:00
5:00 as 21:00
24h
Trans-Carioca Barra da TijucaJacarepaguáCuricicaTaquaraTanquePraça SecaCampinhoMadureiraVaz LoboVicente de CarvalhoPenhaOlariaRamosBonsucessoCidade UniversitáriaGaleãoAeroporto Internacional Tom Jobim 45
Trans-Brasil Aeroporto Santos DumontCentroCidade NovaCajuVasco da GamaManguinhosMaréRamosCordovilVigário GeralParada de LucasIrajáCoelho NetoBarros FilhoGuadalupeDeodoro 44
Trans-Olímpica Recreio dos BandeirantesCamorimCuricicaTaquaraJardim SulacapMagalhães BastosVila MilitarDeodoro. 18

Linhas[editar | editar código-fonte]

Regulares[editar | editar código-fonte]

Linha Terminais Serviço Estações Funcionamento
10 Santa CruzTerminal Alvorada Expresso 14 Diariamente, das 4h à meia-noite.
12 Pingo D'águaTerminal Alvorada Expresso 7 Diariamente, das 4h10 às 21h.
15 Paciência/Santa EugêniaSalvador Allende Expresso 12 Diariamente, das 4h às 23h.
17 Campo GrandeSanta Cruz Parador 25 Diariamente, o dia todo.
18 Terminal Jardim OceânicoRecreio/Notre Dame Expresso 12 De segunda a sexta, das 5h30 às 22h30 (*)
21-A Parador 29 Diariamente, das 4h20 às 22h40.
22 Terminal Jardim OceânicoTerminal Alvorada Parador 9 Diariamente, das 5h às 23h.
25 Mato AltoTerminal Jardim Oceânico Semi-expresso 16 Diariamente, das 4h às 22h10.
30 Terminal AlvoradaAeroporto Tom Jobim/Galeão Semi-direto 5 Diariamente, o dia todo.
35 Madureira/Paulo da PortelaTerminal Alvorada Parador 25 Diariamente, das 4h às 23h.
36 Terminal AlvoradaFundão Expresso 14 Diariamente, das 5h às 23h.
38 Parador 46 Diariamente, o dia todo.
40 Madureira/Paulo da PortelaTerminal Jardim Oceânico Expresso 17 De segunda a sábado, das 5h à meia-noite. (*)
41 Madureira/Paulo da PortelaRecreio Expresso 9 De segunda a sexta, das 5h às 22h30. (*)
50 Centro OlímpicoTerminal Jardim Oceânico Parador 17 Diariamente, o dia todo.
51 RecreioVila Militar Parador 18 Diariamente, o dia todo.
53 SulacapTerminal Jardim Oceânico Expresso 14 De segunda a sábado, das 5h às 22h30. (*)

(*) Exceto feriados

Especiais[editar | editar código-fonte]

São linhas que operam apenas nos dias úteis (excluindo-se sábados, domingos e feriados), com horários reduzidos e/ou intervalos irregulares.

Linha Terminais Serviço Estações Funcionamento
10 Santa CruzTerminal Alvorada Direto 2 De segunda a sexta, das 5h às 8h e das 16h às 20h.
11 Parador 35 Diariamente (inclusive feriados), das 21h10 às 4h50 (Serviço Noturno).
12 Pingo D'águaTerminal Alvorada Direto 2 De segunda a sexta, das 5 às 8h e das 16h às 20h.
12 MagarçaTerminal Alvorada Expresso 6 De segunda a sexta, das 5h às 9h.
(**) Direto 2 De segunda a sexta, das 6h às 8h.
13 Mato AltoTerminal Alvorada Expresso 5 De segunda a sexta, das 5 às 10h e das 16h às 20h.
(**) Direto 2
19 Pingo D'águaSalvador Allende Expresso 6 De segunda a sexta, das 5h às 8h e das 16h às 19h.
20 Santa CruzSalvador Allende Expresso 13 De segunda a sexta, das 4h30 às 8h e das 15h às 22h.
23 Terminal Jardim OceânicoTerminal Alvorada Expresso 4 De segunda a sexta, das 5h às 21h.
31 Vicente de CarvalhoTerminal Alvorada Semi-direto 3 De segunda a sexta, das 5h30 às 8h30 e das 17h às 19h.
33 Santa EfigêniaPenha Expresso 10 De segunda a sexta, das 5h às 8h e das 16h10 às 19h45.

(**) Sem número.

Sistema[editar | editar código-fonte]

Há quatro tipos serviços no BRT:

  • Direto: não para em nenhuma estação durante o caminho. Só funciona em dias úteis e nos horários de pico.
  • Expresso: Para somente em estações de alta demanda.
  • Parador: Para em todas as estações.
  • Semi-direto: Possuí duas linhas:
    • Alvorada – Vicente de Carvalho: Funciona em dias úteis, no horário de pico. Só para na Estação Madureira
    • Alvorada – Galeão: Funciona 24 horas por dia, em todos os dias da semana. Só para na Estações Fundão, Vicente de Carvalho e Madureira.

Para atender a demanda, o sistema será percorrido por 135 modelos articulados e biarticulados.[7]

Modelos[editar | editar código-fonte]

Out of date clock icon.svg
Este artigo ou seção pode conter informações desatualizadas.

Se sabe algo sobre o tema abordado, edite a página e inclua informações mais recentes, citando fontes válidas. Utilize o campo de resumo para uma breve explicação das alterações e, se achar necessário, apresente mais detalhes na página de discussão.

Tamanho Passageiros Frota[8]
28 metros 250 2
23 metros 203 101
21 metros 140 91
18 metros 145 137

Empresas do sistema[editar | editar código-fonte]

Antigas Empresas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências