Robert Plot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Robert Plot
Nascimento 13 de dezembro de 1640
Kent
Morte 30 de abril de 1696 (55 anos)
Kent
Cidadania Reino Unido
Alma mater University College
Ocupação naturalista, arqueólogo, químico
Prêmios membro da Royal Society
Empregador Ashmolean Museum, Royal Society, Universidade de Oxford

Robert Plot (Borden, Kent, 13 de dezembro de 1640 — Kent, 30 de abril de 1696) foi um naturalista e químico britânico.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era filho de Robert Plot e de Rebecca nascida Patenden. Obteve seu título de bacharel em Artes em Magdalen Hall, Oxford, em 1661, Mestre de Artes em 1664 e dois diplomas de direito em 1671. Em 1677, assumiu como membro da Royal Society como consequência da exposição de sua coleção de minerais. Em 1682, assumiu como secretário desta Sociedade e editor da sua revista científica, " The Philosophical Transactions ".

Casou com Rebecca Burnam em 21 de agosto de 1690. Tornou-se o primeiro curador do Museu de Elias Ashmole (1617-1692) em 1683. No mesmo ano, assumiu como o primeiro professor de química na Universidade de Oxford.

Em 1688, tornou-se historiógrafo do rei Jaime II.

Robert Plot ficou conhecido por procurar curiosidades naturais em diversos condados ingleses. Na obra "Natural History of Oxfordshire" descreveu o fêmur fossilisado de um gigante, que atualmente sabe-se pertencer ao dinossauro Megalosaurus; em "Natural History of Staffordshire" descreveu um pôr-do-sol duplo e relata também a existência de uma longa rede esquecida de túneis subterrâneos descobertas por um fazendeiro ao escavar uma trincheira. Se os túneis existem ou não, a história ficou no lendário popular.

No campo da química procurou por um solvente universal que poderia ser obtido do espírito do vinho e acreditava que a alquimia era necessária para a medicina. A partir de 1686 Plot mudou o seu enfoque para a arqueologia, porém interpretou equivocadamente resquícios romanos como saxões.

Robert Plot estudou o eco para aprender sobre o ar, estudou as águas minerais e reconheceu que os tipos de terras estão dispostos em camadas, porém explicou que os fósseis e moluscos são acumulações cristalizadas do mesmo mineral, e que as fontes de águas minerais tem origem do mar que corre através de canaletas subterrâneas.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • The Natural History of Oxfordshire (1677)
  • De Origine Fontium tentamen philosophicum... ( oito volumes, 1684)
  • The Natural History of Staffordshire (1686).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikipedia-pt-hist-cien-logo.png Portal de história da ciência. Os artigos sobre história da ciência, tecnologia e medicina.