Rodrigo Menezes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde maio de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rodrigo Menezes
Nome completo Rodrigo António de Lucena Cardoso de Menezes
Nascimento 12 de março de 1974
Alvalade, Lisboa, Portugal
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Morte 4 de outubro de 2014 (40 anos)
Porto Salvo, Oeiras, Portugal
Ocupação ator , cantor
Atividade Actor

Rodrigo António de Lucena Cardoso de Menezes (Lisboa, Alvalade, 12 de março de 1974 - Oeiras, Porto Salvo, 4 de outubro de 2014) foi um ator e cantor português.[1] Deixou seu único filho, com então quatro anos, chamado Afonso Sampaio Cardoso de Menezes após a sua morte.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ator de televisão, começou a fazer novelas participando em A Lenda da Garça (1999) (RTP1) e Ganância (2001) (SIC). Lançou o disco "Um Amor Não Morre Assim" em 2002. Participou nas telenovelas da TVI: Saber Amar (2003), Morangos com Açúcar (2003), Queridas Feras (2003), Mistura Fina (2004), Fala-me de Amor (2006), Doce Fugitiva (2006), A Outra (2008), Flor do Mar (2008) e Meu Amor (2009).[2]

Surge como protagonista na novela Remédio Santo (2011) e em Destinos Cruzados (2013) ambas na TVI. O seu último trabalho televisivo foi a novela O Beijo do Escorpião, da TVI, em 2014. Participou também em vários projetos musicais, como Planeta Pop e Mundo Da Fantasia, ambos com Cláudia Vieira, Pedro Teixeira e Rita Viegas. É de salientar a prestação que obteve em teatro, muito apreciada pelos críticos, com a peça "Acredita, Estou Possuído" onde contracenou com nomes como Victor Espadinha, Sylvie Dias e Diogo Morgado. Em 2009 é editada uma compilação, "Coleção Platina", com alguns temas inéditos.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Era o filho mais novo de José Henrique de Morais Cardoso de Menezes (6 de fevereiro de 1930 - 18 de fevereiro de 1995), bisneto do 1.º Visconde de Margaride e 1.º Conde de Margaride e descendente de Luís, conde de Narbonne-Lara (filho bastardo de Luís XV de França), do seu segundo casamento (12 de agosto de 1976) com Maria Eugénia Maya de Lucena (4 de maio de 1942 - 26 de janeiro de 1997).[3] Era primo em 2.º grau das atrizes Rita Salema e Madalena Brandão e primo em 3.º grau de Miguel Pais do Amaral. Rodrigo Menezes manteve uma relação de cinco anos com a atriz e modelo portuguesa Diana Chaves.[4]

Morte[editar | editar código-fonte]

Rodrigo Menezes foi encontrado morto em sua casa, a sua morte com apenas 40 anos de idade deveu-se a uma epilepsia. Para trás deixou um filho com apenas cinco anos, Afonso Sampaio Cardoso de Menezes (Lisboa, 11 de Outubro de 2009), fruto da relação com a modelo Andreia Sampaio.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Outros

Referências

  1. «Rodrigo Menezes encontrado morto». Caras. 4 de outubro de 2014. Consultado em 12 de outubro de 2014 
  2. «Ator Rodrigo Menezes encontrado morto em casa». Jornal de Notícias. 4 de outubro de 2014. Consultado em 4 de outubro de 2014 
  3. "Os Condes de Margaride e a sua Descendência", Luís Miguel Pulido Garcia Cardoso de Menezes, Instituto Dom João VI, Lisboa, 2007, p. 142.
  4. Pedro Sales Dias, Romana Borja-Santos (7 de outubro de 2014). «Resultados da autópsia ao corpo do actor Rodrigo Menezes foram inconclusivos». Público. Consultado em 12 de outubro de 2014 
  5. a b Cláudia Reis (7 de outubro de 2014). «Autópsia ao corpo de Rodrigo Menezes não revela a causa da morte». i. Consultado em 12 de outubro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]