Rodrigo Menezes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rodrigo Menezes
Nome completo Rodrigo António de Lucena Cardoso de Menezes
Nascimento 12 de março de 1974
Alvalade, Lisboa, Portugal
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Morte 4 de outubro de 2014 (40 anos)
Porto Salvo, Oeiras, Portugal
Ocupação ator , cantor
Atividade Actor

Rodrigo António de Lucena Cardoso de Menezes (Lisboa, Alvalade, 12 de março de 1974 - Oeiras, Porto Salvo, 4 de outubro de 2014) foi um ator e cantor português.[1] Deixou seu único filho, com então quatro anos, chamado Afonso Sampaio Cardoso de Menezes após a sua morte.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ator de televisão, começou a fazer novelas participando em A Lenda da Garça (1999) (RTP1) e Ganância (2001) (SIC). Participou nas telenovelas da TVI: Saber Amar (2003), Morangos com Açúcar (2003), Queridas Feras (2003), Mistura Fina (2004), Fala-me de Amor (2006), Doce Fugitiva (2006), A Outra (2008), Flor do Mar (2008) e Meu Amor (2009). |título=Ator Rodrigo Menezes encontrado morto em casa |publicado=Jornal de Notícias |data=4 de outubro de 2014 |acessodata=4 de outubro de 2014}}</ref>

Surge como protagonista na novela Remédio Santo (2011) e em Destinos Cruzados (2013) ambas na TVI. O seu último trabalho televisivo foi a novela O Beijo do Escorpião, da TVI, em 2014. Participou também em vários projetos musicais, como Planeta Pop e Mundo Da Fantasia, ambos com Cláudia Vieira, Pedro Teixeira e Rita Viegas. É de salientar a prestação que obteve em teatro, muito apreciada pelos críticos, com a peça "Acredita, Estou Possuído" onde contracenou com nomes como Victor Espadinha, Sylvie Dias e Diogo Morgado.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Era o filho mais novo de José Henrique de Morais Cardoso de Menezes (6 de fevereiro de 1930 - 18 de fevereiro de 1995), bisneto do 1.º Visconde de Margaride e 1.º Conde de Margaride e descendente de Luís, conde de Narbonne-Lara (filho bastardo de Luís XV de França), do seu segundo casamento (12 de agosto de 1976) com Maria Eugénia Maya de Lucena (4 de maio de 1942 - 26 de janeiro de 1997).[2] Era primo em 2.º grau das atrizes Rita Salema e Madalena Brandão e primo em 3.º grau de Miguel Pais do Amaral. Rodrigo Menezes manteve uma relação de cinco anos com a atriz e modelo portuguesa Diana Chaves.[3]

Morte[editar | editar código-fonte]

Rodrigo Menezes foi encontrado morto na sua casa. A sua morte, com apenas 40 anos de idade, foi fruto de epilepsia. Para trás deixou um filho com apenas cinco anos, Afonso Sampaio Cardoso de Menezes (Lisboa, 11 de Outubro de 2009),

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Um Amor Não Morre Assim - /Vidisco - 2002[4]
  • Coleção Platina - Vidisco - 2009[4]
  • Não Dá p´ra Esquecer
  • Vontade de ser Melhor
  • O Meu Amor vai ser só para ti
  • O Paraíso És Tu
  • Eu não me Arrependo

Referências

  1. «Rodrigo Menezes encontrado morto». Caras. 4 de outubro de 2014. Consultado em 12 de outubro de 2014 
  2. "Os Condes de Margaride e a sua Descendência", Luís Miguel Pulido Garcia Cardoso de Menezes, Instituto Dom João VI, Lisboa, 2007, p. 142.
  3. Pedro Sales Dias, Romana Borja-Santos (7 de outubro de 2014). «Resultados da autópsia ao corpo do actor Rodrigo Menezes foram inconclusivos». Público. Consultado em 12 de outubro de 2014 
  4. a b Cláudia Reis (7 de outubro de 2014). «Autópsia ao corpo de Rodrigo Menezes não revela a causa da morte». i. Consultado em 12 de outubro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]