Remédio Santo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Remédio Santo
Informação geral
Formato Telenovela
Género Comédia, Drama, Suspense, Romance
Duração ± 45min
Criador(es) António Barreira
País de origem  Portugal
Idioma original Português
Produção
Elenco Margarida Marinho
Rita Pereira
João Catarré
Sílvia Rizzo
Adriano Luz
Almeno Gonçalves
Jorge Corrula
Delfina Cruz
Patrícia Tavares
Sofia Alves
Sara Barradas
Marta Melro
Pedro Carvalho
Maria João Abreu
Simone de Oliveira
Sabri Lucas
Tema de abertura Remédio Santo - Marta Plantier
Tema de encerramento Remédio Santo - Marta Plantier
Exibição
Emissora de televisão original TVI
Transmissão original 16 de Maio de 201115 de Setembro de 2012
N.º de episódios 368 episódios
Cronologia
Espírito Indomável
Destinos Cruzados

Remédio Santo foi uma telenovela portuguesa exibida entre 16 de maio de 2011 e 15 de setembro de 2012, na estação de televisão TVI, da autoria de António Barreira, já galardoado com um Emmy pela telenovela Meu Amor.

É a terceira telenovela portuguesa (segunda da TVI) nomeada para os Prémios Emmy Internacional, na categoria de Melhor Telenovela.[1]

Regressa à TVI Ficção a 18 de fevereiro de 2015.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Um ambiente místico e quase mágico, em que cada um procura um remédio santo para todos os seus males. Há trinta anos, Violante estava de casamento marcado com o ambicioso Daniel, inconformado com a pobre vida que tinha. Sequioso de ascensão social, Daniel não hesitou em trocar a namorada pobre e que esperava um filho seu, pela milionária Eugénia Monforte. Eugénia e Violante eram amigas e a traição aconteceu da pior maneira possível. No dia do casamento, Daniel fugiu com Eugénia, deixando Violante no altar.

Trinta anos depois, Violante vê-se obrigada a regressar de Espanha - para onde foi viver e onde casou por conveniência - para Portugal. Nesse regresso, mata acidentalmente o marido, descobrindo posteriormente que este lhe escondera um filho bastardo durante toda a vida. Sentindo-se enganada, Violante entra em guerra aberta com Armando Ferreira, o filho bastardo do marido, com quem tem que disputar a herança do falecido, ao mesmo tempo que reencontra Daniel, o homem que mais a fizera sofrer.

Na origem desta reviravolta total da vida de Violante, está a sua filha Helena, cuja rebeldia e inconsequência não têm limites. Helena está envolvida com Gonçalo Monforte, um dos filhos do antigo namorado da mãe. Tal como o pai fizera no passado, Gonçalo abandona Helena e esta, enlouquecida de amor, inventa que está grávida e vem atrás dele para Portugal, para o obrigar a ficar com ela. Mas Gonçalo não a ama, nem quer saber dela. O seu coração vai pertencer a Aurora, sem saber que esta é uma mulher proibida para ele e para todos os homens, pois foi erigida à condição de santa praticamente desde o seu nascimento. Gonçalo e Aurora terão sempre Helena entre eles, disposta a fazer a vida negra a quem se atravessar no seu caminho para impedir o seu casamento com o rapaz.

Amor, romance, humor, fantasia, ódios, traições e invejas, santos e demónios, misturam-se num ambiente místico e quase mágico, em que cada um procura um remédio santo para todos os seus males. Basta apenas descobri-lo... 

Elenco[editar | editar código-fonte]

Actores Convidados[editar | editar código-fonte]

Participação Especial[editar | editar código-fonte]

Elenco Infantil[editar | editar código-fonte]

Elenco 1981[editar | editar código-fonte]

  • Ricardo Castro - Álvaro Borges
  • Eva Barros - Violante Coelho Borges
  • João Catarré - Daniel Tavares Monforte
  • Diana Nicolau - Eugénia Monforte
  • Silvia Balancho - Brígida Coelho
  • Joana Ribeiro Santos - Nazaré Ferreira

Elenco Adicional[editar | editar código-fonte]

Banda Sonora[editar | editar código-fonte]

  • Marta Plantier - Remédio Santo (Tema de Genérico)
  • Deolinda - Passou por mim e sorriu (Tema da Aurora)
  • Pablo Alborán - Solamente Tú (Tema de Violante e Armando)
  • Enrique Inglesias e Juan Luis Guerra - Cuando me enamoro (Tema de Violante e Armando)
  • Dazkarieh - Tempo Chão
  • Irma Ribeiro - Killing me Softly
  • Rihanna - Russian Roulette (Tema de Helena)
  • Luisa Sobral - Not There Yet
  • Luisa Sobral - Xico (Tema de Hortense)
  • Susana Félix - Bem Vindo
  • Adriana - Sem Fazer Planos
  • A Caruma - Nossa Senhora do SIS (Tema das irmãs Muleta Negra)
  • André Sardet - Roubo-te um Beijo (Tema de Gonçalo e Aurora)
  • Aurea - The Only Thing that I Wanted
  • Atlanthida - Na Calma dos teus Olhos
  • João Girão e Diana Basto - Truque do Amor (Tema de Sara e Celso)
  • Rita Guerra - Só quando já for tarde de mais (Tema de Eugénia)
  • Cintura - Um café só (Tema de Amélia)
  • Tony Carreira - A Saudade de ti (Tema de Violante e Daniel)
  • Bon Jovi - What Do You Got (Tema de Celso)

Prémios[editar | editar código-fonte]

Ano Prémio Categoria Resultado
2011 Troféus TV 7 Dias Melhor Telenovela Venceu
2011 Prémios Emmy Internacional Melhor Telenovela Indicado
2012 Troféus TV 7 Dias Melhor Telenovela Venceu

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Esta foi a primeira novela em Portugal desde Filha do Mar em que o público teve a oportunidade de escolher o fim da mesma, já que existiam três finais alternativos disponíveis para votação.[2]
  • É a terceira telenovela portuguesa (segunda da TVI) nomeada para os Prémios Emmy Internacional, na categoria de Melhor Telenovela.[1]
  • A maior parte das gravações passavam-se na cidade de Viseu, mais concretamente na aldeia de Mundão.
  • É a novela da TVI com maior quantidade de episódios, depois de Anjo Selvagem e A Única Mulher.

Referências

  1. a b «'Remédio Santo' e 'Rosa Fogo' nomeadas para os Emmys». Consultado em 20 de julho de 2015 
  2. «Espectadores vão escolher final de 'Remédio Santo'». Consultado em 20 de julho de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]