António Barreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

António Barreira (Vidigueira, 29 de Março de 1974) é um argumentista português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

António Barreira é licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (curso de 1992 a 1997), tendo exercido advogacia nos primeiros anos após obtenção do grau académico. Começou por dirigir a 4ª temporada de Morangos com Açúcar. O seu segundo trabalho foi a telenovela de sucesso Fascínios. Escreveu também a história de Flor do Mar, juntamente com Maria João Mira e Diogo Horta, novela da TVI gravada na Madeira que estreou no dia 17 de Novembro de 2008. Foi também o autor da primeira novela portuguesa nomeada e vencedora de um Emmy, Meu Amor. Em 2012, a novela Remédio Santo da sua autoria foi nomeada para um Emmy, sendo a 2ª maior novela realizada pela TVI. Várias também foram as novelas em que António Barreira teve de intervir a meio, de forma a resolver diversos problemas nos guiões, como aconteceu em Dei-te Quase Tudo (autoria principal de Tozé Martinho transita para a Casa da Criação, em nome de António Barreira e outros colaboradores)[1]. É atualmente o autor mais requisitado e popular na escrita de telenovelas da TVI.

Telenovelas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.