Tozé Martinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tozé Martinho
Nome completo António José Bastos de Oliveira Martinho
Nascimento 5 de dezembro de 1947 (69 anos)
Lisboa, Portugal
Nacionalidade Portugal português
Ocupação Ator e argumentista
Cônjuge Ana Rita Mariano de Carvalho Louro

Tozé Martinho, nome artístico de António José Bastos de Oliveira Martinho (Lisboa, 5 de dezembro de 1947) é um actor e argumentista de televisão português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

É filho do médico António Caetano de Oliveira Martinho e da actriz Maria Teresa Guerra Bastos Gonçalves (n. 1927), mais conhecida por Tareka, e irmão da escritora e professora Ana Maria Magalhães (n. 1946) e de Manuel Maria Bastos de Oliveira Martinho. É sobrinho da escritora Isabel da Nóbrega, que viveu em união de facto com José Saramago, antes do casamento deste com Pilar del Río.

Foi cavaleiro tauromáquico praticante, frequentou cursos de Medicina Veterinária e Economia sem, contudo, se formar. Mais tarde, licenciou-se em Direito, pela Universidade Moderna de Lisboa.

Entrou para a televisão como ator, tendo-se estreado como ator em Vila Faia - 1982. Mais tarde dedicou-se ao guionismo. Foi autor de A Outra (2008), Dei-te Quase Tudo (2005) Amanhecer (2002), Olhos de Água (2001), Todo o Tempo do Mundo (1999), A Grande Aposta (1997), Vidas de Sal (1996), Roseira Brava (1995) – produções em que também participou como actor. Entre as novelas acima mencionadas, séries e telefilmes apareceu em mais de vinte produções televisivas. Nas novelas de que é autor, selecciona um grupo de actores habitual, composto por nomes como João Reis, Estrela Novais, Sinde Filipe, Tareka (sua mãe), Fernanda Serrano e Henriqueta Maia.

Para o cinema participou em filmes estrangeiros como La guérilléra, de Pierre Kast (1982), Le cercle des passions, de Claude d' Anna (1983), Tricheurs, de Barber Shroeder (1984) e Contrainte par corps, de Serge Leroy (1988). Em Portugal foi dirigido por José Fonseca e Costa em Sem Sombra de Pecado (1983).

Foi director de produção na sociedade Atlântida Estúdios (sedeada em Cascais), durante quinze anos, e director de programas durante dois anos, da RTP -USA (em Newark), estação americana dependente da RTP, que produz conteúdos para a comunidade portuguesa. Foi docente da Universidade Moderna de Lisboa, onde coordenou o Curso Livre de Formação de Actores e regeu as disciplinas de Guionismo e Técnica de Televisão e Cinema.

Publicou Coisas do Dinheiro - contos (Cognítio Ed., 1983) e Dá-me Apenas Um Beijo - romance (Bertrand Ed., 2003).

Casado com Ana Rita Mariano de Carvalho Louro, filha de Henrique Fernandes Louro e de sua mulher Rita Trigoso de Carvalho (1930 - 1991)[1], de quem tem um filho e uma filha:

  • António Caetano Louro de Oliveira Martinho, casado com Filipa Maria Novaes de Seabra Pereira (26 de Junho de 1978), de quem tem um filho, e tem um filho de Joana de Sousa Araújo Montenegro Correia (Lisboa, 25 de Junho de 1976):
    • António Caetano de Seabra Pereira de Oliveira Martinho
    • Gonçalo Maria Montenegro Correia de Oliveira Martinho
  • Rita Louro de Oliveira Martinho, solteira e sem geração

Televisão[editar | editar código-fonte]

Escritor em Televisão[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Tetraneta do 2.º Barão e 2.º Visconde do Real Agrado, tetraneta do 1.º Senhor de Serém, trineta do 1.º Barão de Mondim, mais tarde 1.º Barão, 1.º Visconde e 1.º Conde da Fonte Nova, tetraneta da 9.ª Senhora de Mira e 5.ª neta de José Aleixo Falcão Gamboa Fragoso van Zeller.