Rodrigo Pessoa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rodrigo Pessoa
campeão olímpico
Rodrigo Pessoa em Brasília em 2005
Informações pessoais
Modalidade Hipismo
Nascimento 29 de novembro de 1972 (44 anos)
Paris, França
Nacionalidade Brasil brasileiro
Compleição Peso: 60 kg Altura: 1,77 m
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Atenas 2004 Saltos individual
Bronze Atlanta 1996 Saltos p/ equipe
Bronze Sidney 2000 Saltos p/ equipe
Jogos Pan-Americanos
Prata Guadalajara 2011 Saltos por equipe

Rodrigo Pessoa (Paris, 29 de novembro de 1972) é um cavaleiro brasileiro, campeão olímpico nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004, e tricampeão mundial de hipismo.

Rodrigo Pessoa é filho de Nelson Pessoa, renomado cavaleiro brasileiro. Hoje, Rodrigo é um dos maiores representantes do hipismo brasileiro no mundo, sendo detentor de quase todos os prêmios de prestígio no cenário mundial. Apesar de nunca ter morado no Brasil, optou pela cidadania brasileira aos 18 anos.[1]

Entre os anos de 2000 e 2001, Rodrigo Pessoa competiu pelo Club de Regatas Vasco da Gama.[carece de fontes?]

Trajetória esportiva[editar | editar código-fonte]

Olimpíadas[editar | editar código-fonte]

Rodrigo foi o cavaleiro mais jovem dos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992, ficando em 9º lugar na classificação individual.[1]

Fez parte da equipe que conquistou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996.[1]

Em 2000 participou dos Jogos Olímpicos de Sidney, onde ganhou a medalha de bronze por equipe. Seu resultado individual ficou comprometido pelo desempenho do cavalo Baloubet du Rouet, que refugou três vezes durante o percurso.[1]

Em 2004, nos Jogos Olímpicos de Atenas, tornou-se campeão olímpico individual após a desclassificação por doping do cavalo do então primeiro colocado, o irlandês Cian O'Connor.[1]

Em 2012, Pessoa foi porta-bandeira do Brasil na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Londres.

Pan-americanos[editar | editar código-fonte]

Ganhou a medalha de ouro por equipe nos Jogos Pan-Americanos de 1995 em Mar del Plata.[1]

Nos Jogos Pan-Americanos de 2007 no Rio de Janeiro, conquistou a medalha de prata na categoria individual e ouro por equipe.[1] Nos Jogos Pan-Americanos de 2011 em Guadalajara, foi medalhista de prata por equipe.[1]

Outras competições[editar | editar código-fonte]

Aos nove participou de seu primeiro campeonato, em Hickstead, na Inglaterra, na classe pônei.[1] Aos 12 anos foi morar na Bélgica com a família, onde conquistou o campeonato belga de pônei.[1]

Em 1992 conquistou seu primeiro grande prêmio na Copa do Mundo de Hipismo em Malines, na Bélgica. Em 1996 venceu o Grande Prêmio da Alemanha, recebendo o título de melhor cavaleiro, em Paris e Zurique.[1]

Na competição por seleções, oficialmente chamada de "Copa das Nações", a equipe brasileira repetiu o resultado de Olimpíadas de Atlanta e ficou com o bronze. O resultado foi conseguido através de um desempate contra a equipe da França – e com uma grande atuação de Rodrigo em três percursos perfeitos.

Em 1999 venceu, pela segunda vez, a Copa do Mundo, em Gotemburgo, na Suécia, e chegou ao segundo lugar no ranking mundial de hipismo, na categoria sênior.[1] Em 2000, foi pela terceira vez consecutiva campeão da Copa do Mundo.[1]

Foi também campeão da Copa do Mundo em Helsinque, e do Campeonato Mundial em Roma, disputado a cada quatro anos.[1]

Doping em Pequim[editar | editar código-fonte]

Nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 obteve o 5º lugar no salto individual. Entretanto, o exame anti-dopagem do seu cavalo, Rufus, foi positivo para a substância proibida em animais nonivamida. Foi desqualificado da prova, suspenso por 135 dias e multado em 1285 euros.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]