Sardana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sardana
Sardanes Aplec Pasqua Corredor.JPG

Grupos bailando
sardanas em Barcelona.

Tipo
Retenção
Localização

Sardana é uma dança de roda, tradicional da região autónoma espanhola da Catalunha. Existem diversos testemunhos que provam a sua existência já no século XIII. A sardana é dançada em círculo por um número indeterminado de pessoas, que se acompanham por uma pequena orquestra de instrumentos populares, designada de cobla.

Em muitos festivais, é provável que você veja círculos de pessoas dançando uma dança que não lembra nenhuma outra dança espanhola. La Sardana, a dança nacional da Catalunha teve a sua origem em graciosas danças da Grécia Antiga. Uma teoria é que a Grécia introduziu a dança durante o período em que se manteve em negociação com os postos da Catalunha na costa do Norte há milhares de anos atrás. Outros insistem que a sardana não era praticada aqui até o século XV, quando ocorreu a ocupação catalã na Sardinia, daí o nome. Em qualquer caso, a sardana surgiu durante o renascimento catalão no século XIX, e se tornou um símbolo da identidade nacional.

Os dançarinos da Sardana fazem uma ligação com as mãos e os braços levantados, formando círculos que crescem cada vez mais, de acordo com o número de pessoas. Tradicionalmente, os casais podem aderir a qualquer ponto, mas não podem cortar entre um homem e sua parceira ao lado direito. Quando círculo se torna muito grande, os dançarinos formam mais círculos. Pessoas, de todas as idades e classes juntam as mãos e enfatizam que, independente das suas diferenças, eles são antes de tudo, catalães. O espírito de união gerado pela sardana é verdadeiramente impressionante. Uma dança extremamente disciplinada, a Sardana solicita movimentos em momentos exatos, fornecido por um líder em cada círculo.

Sardana composta por José Ventura (1817-1875). A gravação é binaural, portanto, a escuta deve ser feita, preferencialmente, com fones de ouvido.

Por esta razão, a menos que você ache que pegou o jeito, é aconselhável que os visitantes se juntem, pois um só movimento pode acabar com o movimento de todo o círculo.

A música da sardana é tocada pela Cobla, uma banda com 10 instrumentos de sopro, duplo bass e um chamado “tamborí” (tambor muito pequeno) tocado por onze músicos. Na Catalunha espanhola e francesa, existem aproximadamente 130 coblas que estão ativos, a maioria deles em orquestras amadoras. Fora da Cataluna, há uma cobla ainda maior: Cobla La Principal d’Amsterdam.[1] O melhor momento para ver uma autêntica Sardana é no festival. O Focs de Sant Joan festival [2] (Festival de São João) em 23 de Junho, por exemplo.

Sardanas mais populares[editar | editar código-fonte]

  • La santa espina
  • Llevantina
  • Vora el niu
  • Aplec de tardor
  • Palafrugell i Tamariu

Referências

  1. «Cobla Amsterdam». oblamsterdam.nl (em neerlandês). Consultado em 10 de abril de 2020 
  2. Olandi, Gianni (23 de junho de 2016). «Focs di Sant Joan Tutti in bianco per l'antico rito». La Nuova Sardegna (em italiano). Consultado em 10 de abril de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Sardana
Ícone de esboço Este artigo sobre a Catalunha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.