Selegilina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Estrutura química de Selegilina
Selegiline-3D-balls.png
Selegilina
Star of life caution.svg Aviso médico
Nome IUPAC (sistemática)
?
Identificadores
CAS ?
ATC ?
PubChem 26757
DrugBank DB01037
ChemSpider 24930
Informação química
Fórmula molecular C13H17N 
Massa molar 187.281
SMILES C#CCN([C@@H](Cc1ccccc1)C)C
Farmacocinética
Biodisponibilidade 4.4% (oral, rápido), 20% (oral, depois das comidas), 18% (parcial)
Metabolismo Hepática
Meia-vida 1.5 horas (oral, dose única), 9 horas (oral, uso regular)
Excreção Renal
Considerações terapêuticas
Administração Oral, transcutânea, sub-lingual
DL50 ?

Selegilina (nomes comerciais: Anipril, Eldepril, Zelapar, entre outros)[1] é um inibidor irreversível da monoamina oxidase B (IMAO-B), enzima responsável pela degradação da de dopamina. Tem efeitos antidepressivos e antiparkinsoniano. Alguns de seus nomes comerciais são

A dosagem costuma ser de 10mg por dia em uma dose pela manhã ou dividida em duas doses, uma no café da manhã e uma no almoço. Pode ser usada sozinha ou aumentando a duração do efeito e potência da levodopa e carbidopa.[2]

Em doses elevadas perde sua especificidade e atua também na IMAO-A, diminuindo o estresse oxidativo e o dano por radicais livres aos neurônios.

Também existem em adesivos transcutâneos e pode usada para tratar depressão resistente a tratamento.

Efeitos colaterais[editar | editar código-fonte]

Os efeitos adversos mais frequentes são: boca seca, excitação, náuseas, insônia e raramente arritmias.

Contraindicações[editar | editar código-fonte]

Não é indicada em caso de hipertensão não tratada, hipertiroidismo, feocromocitoma, glaucoma de ângulo fechado, adenoma prostático com urina residual, taquicardia, arritmia, angina de peito grave, psicoses, demência avançada, duodenal ou úlcera gástrica. Potencializa os efeitos colaterais de antidepressivos e outros agonistas da serotonina, epinefrina e/ou norepinefrina. Inibe os antagonistas da dopamina, serotonina, epinefrina e/ou norepinefrina.[2]

Não deve ser usado por lactantes. Não misturar com álcool, especialmente vinhos, nem consumir queijos curados.[2]

Referências

  1. «Selegilina: MedlinePlus medicinas». medlineplus.gov (em espanhol). Consultado em 31 de dezembro de 2020 
  2. a b c «Selegilina». www.vademecum.es (em espanhol). Consultado em 31 de dezembro de 2020 


Ícone de esboço Este artigo sobre fármacos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.