Sergio Brio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sergio Brio
Sergio Brio
Brio em 1974, ano em que chegou à Juventus.
Informações pessoais
Nome completo Sergio Brio
Data de nasc. 19 de agosto de 1956 (63 anos)
Local de nasc. Lecce,  Itália
Altura 1,90 m
Informações profissionais
Equipa atual Aposentado
Posição Treinador (Ex-zagueiro)
Clubes de juventude
Itália Lecce
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1973–1974
1974–1990
1975–1978
Itália Lecce
Itália Juventus
Itália Pistoiese (emp.)
1 (0)
379 (24)
95 (5)
Times/Equipas que treinou
1991–1994
1995–1996
2003–2004
Itália Juventus (auxiliar-técnico)
Itália Cagliari (auxiliar-técnico)
Bélgica Mons


Sergio Brio (Lecce, 19 de agosto de 1956) é um ex-futebolista italiano que atuava como zagueiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Revelado pelo Lecce em 1973, Brio jogou apenas 1 vez pelo time de sua cidade natal, suficiente para chamar a atenção da Juventus, que o contrataria no ano seguinte.

Para dar maior rodagem ao jovem atleta, a Vecchia Signora decidiu emprestá-lo ao Pistoiese, onde atuou por 3 temporadas, com 96 partidas disputadas. Ajudou os Arancioni a escaparem do rebaixamento à terceira divisão italiana, sendo um dos destaques da Série B nacional em 1978.

Volta à Juventus[editar | editar código-fonte]

Reintegrado ao elenco principal da Juventus em 1978, Brio teve que aguardar até março de 1979 para fazer seu primeiro jogo oficial pelo clube de Turim, contra o Napoli. Ganhou a titularidade no mesmo ano, suplantando o experiente Francesco Morini, que já planejava sua aposentadoria.

Até 1990, quando deixou os gramados, Brio esteve presente em 379 jogos pela Juve, marcando 24 gols. Na temporada de aposentadoria, chegou a envergar a braçadeira de capitão. É um dos 6 jogadores a conquistarem todas as competições regidas pela FIFA, juntamente com os holandeses Danny Blind e Arnold Mühren e os compatriotas Stefano Tacconi, Gaetano Scirea e Antonio Cabrini (os três últimos companheiros de Brio na Juventus).[1] Sua única decepção foi nunca ter recebido uma oportunidade na Seleção Italiana.

A curta carreira de técnico[editar | editar código-fonte]

Em 1991, pouco depois de encerrar a carreira de jogador, Brio continuou na Juventus, agora como auxiliar-técnico, permanecendo até 1994. Exerceu o mesmo cargo entre 1995 e 1996, no Cagliari.

A única experiência do ex-zagueiro como técnico principal foi na Bélgica, treinando o Mons. Desistiu da carreira em 2004, passando a ser comentarista esportivo. Ele também chegou a se aventurar como ator, num episódio do seriado Boris.

Referências

  1. «Viaggio tra le Stelle: Sergio Brio». juventus.com (em italiano). Juventus F.C. 16 de junho de 2011. Consultado em 26 de abril de 2015. Arquivado do original em 17 de dezembro de 2014 
Bandeira de ItáliaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas italianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.