Shaka Hislop

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hislop
Informações pessoais
Nome completo Neil Shaka Hislop
Data de nasc. 22 de fevereiro de 1969 (48 anos)
Local de nasc. Hackney,  Reino Unido
Nacionalidade Inglês e trinitário
Altura 1,98 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Goleiro
Clubes de juventude
1986–1991 Estados Unidos Universidade de Howard
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1992-1995
1995-1998
1998-2002
2002-2005
2005-2006
2006-2007
Inglaterra Reading
Inglaterra Newcastle United
Inglaterra West Ham United
Inglaterra Portsmouth
Inglaterra West Ham United
Estados Unidos FC Dallas
00126 0000(0)
00073 0000(0)
00132 0000(0)
00100 0000(0)
00025 0000(0)
00010 0000(0)
Seleção nacional
1998
1998–2006
Flag of England.svg Inglaterra sub-21
Trinidad e Tobago Trinidad e Tobago
00001 0000(0)
00026 0000(0)

Neil Shaka Hislop (Hackney, 22 de fevereiro de 1969) é um ex-futebolista de Trinidad e Tobago que atuava como goleiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Hislop, embora tenha nascido e jogado praticamente toda sua carreira na Inglaterra, viveu a maior parte da vida em Trinidad e deu os primeiros passos no futebol nos EUA, jogando pelo time da Universidade de Howard entre 1986 e 1991, onde cursava a faculdade de engenharia e mecânica.

Após guardar o diploma no final do curso, retornou à Inglaterra em 1992, quando profissionalizou-se no time do Reading, então na segunda divisão nacional. Em 126 partidas, viu o sonho de disputar a recém-criada Premier League ser adiado por muito pouco - o Reading perdeu a vaga nos play-offs ao ser derrotado por 4 a 3 pelo Bolton. Mas este sonho veio a se tornar realidade em 1995, quando o goleiro foi contratado pelo Newcastle United por 1,575 milhão de libras. Embora tivesse chegado com o status de titular, disputou a posição com outros quatro goleiros (os ingleses Mike Hooper e Steve Harper, o tcheco Pavel Srníček e o irlandês Shay Given), e decidiu mudar de clube ainda em 1998, contratado pelo West Ham United, retomando a titularidade absoluta. Porém, em 2000, uma fratura na perna sofrida em jogo contra o Bradford City fez com que perdesse a vaga e boa parte da forma física.

Visando retomar sua condição, Hislop decidiu regressar à Segunda Divisão, agora para jogar pelo Portsmouth, sendo um dos destaques do acesso à Premier League já na primeira temporada. Durante a temporada 2004-05, sofreu uma cirurgia de hérnia e não repetiu o desempenho de anos anteriores. Dispensado no final do contrato, o goleiro acertou sua volta ao West Ham, onde fez apenas 25 partidas.

Credenciado por sua participação na Copa de 2006, onde garantiu o empate sem gols frente à Suécia, além de ter resistido aos ataques da Seleção da Inglaterra antes de levar dois gols em sete minutos, com Peter Crouch (gol que chegou a ser contestado pelos trinitários, que reclamaram de um puxão dado pelo atacante nos cabelos de Brent Sancho) e Steven Gerrard (em ambos os jogos, o titular seria Kelvin Jack, que se machucou durante o treino antes do jogo contra os suecos), Hislop foi contratado pelo FC Dallas[1], time da Major League Soccer (o campeonato de futebol dos EUA), onde atuaria em apenas dez partidas, sempre no lugar do titular Dario Sala.

Prejudicado por uma lesão no ombro, Hislop rescindiu seu contrato com o Dallas e encerrou a carreira profissional aos 38 anos.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Em 1998, Hislop defendeu a Seleção Inglesa sub-21, aos 29 anos, idade alta para a categoria. Foi sua única experiência na seleção de seu país natal antes de decidir defender Trinidad e Tobago a partir do mesmo ano. Nas ausências de Dwight Yorke e Russell Latapy, o goleiro envergaria a braçadeira de capitão nos jogos.

Na estreia dos Soca Warriors na Copa de 2006, contra a Suécia, no dia 10 de junho, fez grandes defesas que garantiram um empate sem gols e Hislop, que fora escalado apenas por causa de uma lesão sofrida pelo titular Kelvin Jack durante um treino, foi o grande destaque do jogo, sendo inclusive elogiado por Lars Lagerbäck, então técnico da Suécia[2].

Escalado para o jogo contra a Inglaterra, Hislop resistiu aos ataques do English Team por 83 minutos, até levar dois gols no final, marcados respectivamente por Peter Crouch e Steven Gerrard[3]. Jack, recuperado, voltaria a defender a baliza de Trinidad no jogo contra o Paraguai. No total, foram 26 jogos disputados[4].

Referências

  1. «Goleiro de Trinidad assina com time norte-americano» (em inglês). UOL Esporte - Copa de 2006. 5 de julho de 2006 
  2. «Goleiro Hislop, de 37 anos, entra na emergência e se destaca». UOL Esporte - Copa de 2006. 10 de junho de 2006 
  3. «Trinidad resiste até 37min do 2º, mas perde de ingleses». UOL Esporte - Copa de 2006. 15 de junho de 2006 
  4. «Trinidad and Tobago - Record International Players». RSSSF. 7 de agosto de 2013 
Bandeira de Trinidad e TobagoSoccer icon Este artigo sobre futebolistas trinitário-tobagenses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.