Sigeberto II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros monarcas de mesmo nome, veja Sigeberto.
Sigeberto II
Rei da Austrásia (613)
Rei da Borgonha (601-613)
Nascimento 601
Morte 613 (12 anos), executado

Sigeberto II (◊ 601613) foi rei da Borgonha e da Austrásia (613). Filho bastardo de Teodorico II, sucedeu ao pai em 613; mas o prefeito do palácio da Austrásia, Varnacário, temendo que sendo tão jovem ele cairia sob a influência de sua bisavó Brunilda da Austrásia, que o havia trazido à presença de uma assembléia nacional, onde foi aclamado pelos nobres, que demonstraram o respeito de sua autoridade sobre ambos os reinos herdados de seu pai. Mas Varnacário e Rado, prefeito do palácio da Borgonha, abandonaram a causa de Brunilda e do jovem rei e se uniram a Clotário II da Nêustria, prometendo não se manifestar em defesa da rainha-regente e reconhecendo Clotário como regente legal e guardião de Sigeberto. Brunilda e Sigeberto enfrentaram o exército de Clotário em Aisne, mas os patrícios Aleteu, duque Rocão e duque Sigualdo abandonaram seu senhor e sua bisavó, tendo ela e o jovem rei que fugir. Até o rio Orbe eles conseguiram, mas serviçais de Clotário os alcançaram no lago Neuchâtel. Brunilda, Sigeberto e o seu irmão mais novo, Corbão, foram executados por ordens de Clotário. Brunilda foi torturada por três dias antes de ser rasgada em pedaços entre quatro cavalos, terminando assim a longa e sangrenta rixa entre Austrásia e Nêustria, reunificando os dois reinos. Clotário então governou todos os reinos francos.

Pais[editar | editar código-fonte]

Teodorico II (◊ 535 † 575)

♀ ? (◊ ? † ?)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]