Sol Alac

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sol Alac
Informação geral
Origem Argentina
País  Argentina
Gênero(s) pop, rock, electro
Ocupação(ões) Cantora, compositora, atriz e modelo
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 2011 – atualmente
Afiliação(ões) Luiz Alberto Spinetta, Chavella Vargas, Mercedes Sosa, Roberto Goyeneche, Prince, Madonna, David Bowie, Bjork,

Sol Alac (Argentina) é cantora e compositora . Atualmente está lançando seu novo álbum: PUENTES. Que estará em todas as plataformas digitais a partir do dia 9.11. Os singles do álbum, "Tik Tak" e "Baby Girl" entre outros ja estão em todas as lojas digitais. Proximamente, dia 20.11 será lançado PUENTES no CAFF, o álbum inclui as músicas "Puentes" "Japan" (que ja tem uma versão ao vivo gravada num terraço em Buenos Aires, ja está no canal de youtube.com/solalac ) e outros temas como "Ojos" "India" e "Como Perros" todas composições da cantora.

Sol é atriz e já trabalhou como modelo. A partir da música, Sol Alac, criou e lançou uma marca de roupa, baseada em macacões customizados / grafittados chamada Eyddos. ( ver Nota * en Referencias )

Biografia[editar | editar código-fonte]

Carreira artística[editar | editar código-fonte]

Antes de iniciar sua carreira como cantora Sol fez trabalhos como modelo e atriz. Sua carreira de atriz passou pelo teatro, televisão – seriados, novelas, videoclipes). Participou dos filmes Heroes y Demônios (1999) e 76-89-03 (2000) interpretando o personagem Wanda Manera[1]. Atuou no videoclipe Avanti Morocha[2] do famoso grupo argentino de rock Caballeros de la Quema.

A primeira passagem por Belo Horizonte, em 2002, acompanhando a carreira de seu marido, o jogador de futebol, Juan Pablo Sorin[3], teve participações especiais nos shows e no disco O Tempo, de Celso Adolfo. Alguns anos depois, Sol Alac viveu diferentes experiências em países da Europa como, Itália, Espanha, França e Alemanha, onde o canto e as artes plásticas ganharam força em sua vida.[4]

Sol e a família elegeram as terras mineiras para viver e, em Belo Horizonte[5], lançou sua carreira musical com o dvd “La luz de mis Ojos” [6], há muito esperada por quem conhece o talento e a voz desta argentina.

Em 2011 participou no Festival Nómade ante 4 mil pessoas. Em 2012 realizou shows em importantes Festivais de Música, como Savassi Jazz Festival[7][8].

Em novembro de 2012, Sol buscou inspirações em Paris para terminar suas composições do próximo cd. Realizou um show no Favela Chic em Paris. Em 2013 sua turnê La Luz De Mis Ojos passa por 6 estados brasileiros. Na 1ra parte da Turné, Sol Alac cantou em Mariana, Divinópolis e Belo Horizonte no Estado de Minas Gerais e no Garanhuns Jazz Festival em Pernambuco ante 5 mil pessoas que se deleitaram com sua voz e presencia de palco assim como com seu estilo e beleza.

A 2da parte da Turné ja passou pelo cool C.C.C.P em BH, e na noite do 30.5 Sol encantou o público carioca na Miranda (Lagoa, Rio de Janeiro). Logo chegou em São Paulo, Na Mata Café no día 6.6 e depois seguiu para Curitiba onde se apresentou 12.6 no Teatro Guaira. A Turné foi encerrada no dia 14.6 em Brasilia no Teatro Oi.

O Projeto La Luz de Mis Ojos teve o Patrocinio da Fiat, via Lei incentivo á cultura.

DVD La Luz de Mis Ojos[editar | editar código-fonte]

La Luz de Mis Ojos[9] é o primeiro DVD da cantora argentina Sol Alac. Foi gravado nos dias 29 e 30 de junho de 2011 no Espaço Cento e Quatro em Belo Horizonte.

Com um repertório que remete às suas memórias de infância e juventude nos arredores de Buenos Aires, Sol emprestou sua voz a uma seleção de tangos, boleros e bossas que surpreenderm o público num espetáculo intimista, cheio de beleza e sofisticação.

Nostalgias, Vete de Mi, Volver e Grisel são apenas algumas das músicas que se destacam entre as pérolas do cancioneiro latino-americano que Sol interpreta nesse dvd, produzido pela própria artista.

Sol gravou o dvd acompanhada[10] dos músicos Augusto Argañaraz (percussão), Roberto Amerise (contrabaixo), Marcelo Saraceni (violão) e Norberto Vogel (piano e bandoneon). Junto com Marcelo, Norberto assinou os arranjos e também dividiu a direção musical com a artista argentina.

Projeto Negro

2014/15 Nova Turné pelo Brasil, foco nos estados de São Paulo e Belo Horizonte, com apresentação ao vivo das suas primeiras composições. Resultado foi: Casas lotadas, conexão com artistas locais e ótima repercussão mediática. Tambem se apresenta em Madero Tango, Buenos Aires, Argentina.

Sol Alac ja encara seu novo objetivo: o primeiro Album totalmente autoral.

No final de 2015 Sol Alac canta ao vivo no programa NET na Cadena FOX para toda América Latina.

ALBUM 2016

No final do 2015 e durante o ano de 2016 Sol Alac grava seu primeiro Album com todas composições suas e parcerias com músicos do Brasil, Argentina e França. A produção musical do álbum homónimo SOL está assinada pelo produtor Dudu Marote.

"Acho que a Sol é super completa. Consegue fazer tanto músicas mais ousadas quanto músicas total do coração, ou seja, emocionais da verdade. Não se trata de un ecletismo. Mas de varios lados de uma artista que creio ser completa. Charlotte Gainsbourg pode ser uma referencia. Mas não o objetivo" elogia o produtor.

SOL lança no dia 2/6 seu single Pibón em todas as lojas digitais gratuitamente. E no dia 3/6 canta no Programa Altas Horas na Tv Globo suas músicas Pibón e Puentes. Durante seu show no Programa o videoclipe da música Pibón.

VIDEOCLIPE "PIBON" NOS ESTADOS UNIDOS

Em janeiro de 2017 Sol grava o primeiro videoclipe do seu novo álbum SOL. A música escolhida é Pibon, cantada em portugués e espanhol. O diretor do videoclipe é Anselmo Ramos. Um dos melhores publicitarios do mundo, e um dos donos da Agencia David The Agency. Sol conta que "a ideia partiu dele. Somos amigos, mas ele nunca tinha me visto ao vivo. Depois de vir a um show meu em Sampa me propôs: quero fazer um videoclipe de uma música sua! Com ele acreditamos em coisas parecidas; não desistir, ir atrás dos sonhos...e aqui estamos: eu com meu primeiro álbum, e ele dirigindo seu primeiro videoclipe".

Pibón foi gravado em Florida, Estados Unidos e o diretor de fotografia foi o inglés Matthew Woolf. A co-produção do video foi feita pela Canteen e a Elis Ltda.

Anselmo Ramos diretor do clipe Pibón descreve assim a Sol:

"A música da Sol é como o nome dela. Quente, viva, cheia de energia e calor. Cada musica tem um mood diferente. Uma historia por trás. A Sol é uma artista extremamente criativa, então os music video tem que ser um reflexo de quem ela é. Pibón é apenas a primeira historia que a Sol quer contar. É uma musica onde Sol fala "baila conmigo, danço como tonta". É sobre não se importar com nada e entregar-se ao momento. É uma musica tão contagiante que é perfeita para você perder a sua "virgindade da dança". Daí a ideia do music video: "Dance Virgins". Nós publicamos um anuncio classificado no Craigslist e fizemos um casting de pessoas reais, procurando gente que nunca tinha dançado antes, ou que dançava extremamente mal. No video, a Sol ajuda a essa pessoas a perderem a virgindade dançando pela primeira vez. Não tem um ator no video. São todas pessoas reais que realmente não sabem dançar. No final, fica o convite para todo mundo perder sua "dance virginity" usando o hashtag #dancevirgin #dançocomotonta #bailaconmigo É uma ideia que continua além do music video, que todo mundo pode participar. Todo mundo conhece pelo menos uma pessoa da familia ou um amigo que realmente não sabe dançar. Esse video é para essas pessoas. "Dance Virgins" representa os valores da Sol, que aceita todo mundo do jeito que é, e que acredita que para dançar você só precisa ter um corpo. O importante não como você dança, simplesmente dançar. Vamos todos dançar/bailar como tontos".

O videoclipe está no canal de youtube da Sol, youtube.com/solalac E todos vces podem participar nas suas redes sociais postando seus videos como os hashtags indicados.

Depois de Pibón, Sol lançou Baby Girl e Tik Tak e nas próximas semanas continuará lançando novas músicas do álbum SOL, assim como seguirá com sua agenda de shows no Brasil e no exterior. Que vces podem acompanhar nas redes sociais da Sol : instagram.com/sol_alac e Facebook.com/solalacoficial

Claudia Assef, jornalista criadora do site musicnonsto e especialista em novos sons e também DJ diz:

"Pibón: Aqui um mix de referencias musicais que vão do eletrónico dos anos 90 de grupos como Moloko até o atual Hot Chip se encontra com uma loucurinha da letra, que mistura português e espanhol. Delicia para dançar despretensiosamente nas melhores pistas.

Experimente deixar um pouco de Sol entrar em seus ouvidos para decolar numa empolgante viagem sonora sem precisar sair de onde você está"

2018 Shows em Uruguai, Brasil e lançamento

Sol se apresentou em 2018 em Montevideu, Uruguai : no Bar Inmigrantes acompanhada da sua banda Murci Bouscayrol (violão), Matias Dante (Dr.Beat programações), e Baltazar Oliver (teclados). Ja no mes de Agosto cantou em Magma, onde apresentou sua marca de roupas especializada em macacões: Eyddos. Sol foi graffitada ao vivo por graffiteros locais, a intervenção forma parte do seu projeto A.R.D.E ( Amor Resistencia Diversidade Eternidade). O encontro artístico, cultural, e espaço de diálogo do coletivo femenino desembarcou dia 2.10 em Belo Horizonte na Galeria Mama Cadela.

No dia 3.10 Sol Alac com sua banda se apresentaram no Querida Jacinta.

Dia 9.11 será lançado o Album "PUENTES" em todas as plataformas digitales. E dia 20.11 Sol Alac se apresentará junto a sua banda Murci Bouscayrol, Mat Dante e Baltazar Oliver ao vivo em Buenos Aires no CAFF

PUENTES foi produzido por Dudu Marote e Mixado por Maurizio Cersósimo.

Release :

SOL ALAC lanza su Álbum "PUENTES" en el CAFF el martes 20.11

Actualmente Sol Alac revisita su primer trabajo de estudio en un formato electro-pop al mismo tiempo que investiga en nuevas composiciones las posibilidades estéticas que propone su nueva banda, integrada por Murci Bouscayrol, Mat Dante y Baltazar Oliver.

Con impronta rockera y performática, Sol se presenta en vivo como una front woman carismática que conecta con su público y dirige a sus músicos a través de climas que van desde paisajes épicos (Japan) hasta macumbas urbanas (Destroy), pasando por post-punks ochenteros (Puentes), sin abandonar nunca la voz propia.

En sus letras, tanto en español como en inglés y portugués, se escuchan como fábulas las incontables experiencias mundanas de Sol, sus emociones más privadas y sus convicciones más férreas.

Vestida con su propia ropa, Sol deja correr la primera pista mientras algún artista local grafitea su cuerpo y el de los músicos antes de interpelar a quienes escuchan: ‘Si supieras cruzarías los puentes’.

Shows de destaque[editar | editar código-fonte]

  • 2011: La Luz de Mis Ojos[6]
  • 2011: Festival Nomade
  • 2011: Festival Gastronômico de Tiradentes[11]
  • 2012: Savassi Jazz Festival[12][13]
  • 2012: Conservatório de Música da UFMG[14]
  • 2012: Favela Chic, em Paris
  • 2013 Garanhuns Jazz Festival, Pernambuco
  • 2013 Miranda, Rio de Janeiro
  • 2013 Na Mata, São Paulo
  • 2013 Teatro Oi, Brasilia
  • 2014 Madero Tango, Buenos Aires
  • 2014 CCBB, Belo Horizonte
  • 2015 Riviera Bar, São Paulo
  • 2015 F.U.R.O.R, Belo Horizonte
  • 2017 Disjuntor, São Paulo
  • 2018 Inmigrantes e Magma, Montevidéu- Uruguai
  • 2018 Mama Cadela e Querida Jacinta, Belo Horizonte

Referências

  1. «wandamanera». CineNacional. 10 de setembro de 1999. Consultado em 10 de setembro de 2012 
  2. «avantimorocha». YouTube. 15 de novembro de 2000. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  3. «Sorin». UolEsporte. 7 de setembro de 2008. Consultado em 7 de agosto de 2012 
  4. LaVoz. 13 de abril de 2005 http://archivo.lavoz.com.ar/2005/0413/UM/nota319981_1.htm=Contametupassion. Consultado em 13 de setembro de 2012  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  5. RevistaViverBrasil. 7 de dezembro de 2011 http://www.revistaviverbrasil.com.br/78/materias/01/personagem/sol-em-cena/=SolemCena. Consultado em 7 de agosto de 2012  Em falta ou vazio |título= (ajuda)[ligação inativa]
  6. a b «Sol Alac grava seu primeiro dvd La luz de Mis Ojos». Cento e Quatro. 29 de junho de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2012 
  7. «Embalada por amores que inspiram e fazem sofrer». O Tempo. 26 de julho de 2012. Consultado em 18 de dezembro de 2012 
  8. «Programação Festival Nomade». Festival Nomade. 1 de agosto de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2012 
  9. «Sol Alac faz, hoje e amanhã, apresentação do show La luz de mis ojos, que dá origem a DVD». Portal Uai. 29 de junho de 2011. Consultado em 15 de setembro de 2011 
  10. «Sol Alac se prepara para gravar DVD em Belo Horizonte». Portal Uai. 27 de junho de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2012 
  11. «Sol Alac se apresenta nesta sexta no Festival Gastronômico de Tiradentes». Portal UAI. 19 de agosto de 2011. Consultado em 21 de setembro de 2011 
  12. «Sol Alac - Savassi Festival». Sou BH. 24 de julho de 2012. Consultado em 10 de outubro de 2012 
  13. «Ofício da Música recebe Sol Alac». Museu de Artes e Ofícios. 20 de julho de 2012. Consultado em 20 de agosto de 2012 [ligação inativa]
  14. «Cantora argentina Sol Alac se apresenta no Conservatório neste sábado». Notícias da UFMG. 27 de julho de 2012. Consultado em 18 de setembro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons