Spitz alemão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Spitz Alemão
Spitz Alemão
País de origem  Alemanha
Características
Classificação e padrões
Federação Cinológica Internacional
Grupo 5
Seção 4 - Cães de tipo Spitz e de tipo Primitivo - Spitz europeus
Estalão #97 - 5 de março de 1998

A spitz alemão[Nota] (em alemão: Kleinspitz) é uma raça oriunda da Alemanha que possui três distintas variedades de tamanho: o gigante, o standard e o miniatura (popularmente conhecido como lulu-da-pomerânia)[1] . Historicamente, estes animais chegaram à Europa levados pelos vikings, sendo mencionados pela primeira vez na literatura alemã em 1450. Enquanto o canino de porte médio foi criado para o pastoreio, os outros dois foram desenvolvidos para serem cães de companhia. Diz-se que estes cães não gostam de serem comandados e que por isso devem ser adestrados desde cedo. São ainda classificados como alertas e extrovertidos, embora teimosos.[2]

Seu físico chega aos 40 cm e os 19 kg para a variante gigante. Já o standard pode medir 36 cm e atingir os 12 kg, enquanto o toy pesa um máximo de 10 kg e mede 28 cm. A lulu, a versão miniatura do spitz, popularizou-se devido à Rainha Vitória, que a tinha como raça de companhia. Ao contrário das outras variantes, a lulu é facilmente adestrável quando filhote.[3]

De acordo com o padrão estabelecido pela FCI, este canino é aceito em praticamente todas as cores. Apesar do pelo longo, a facilidade em trata-lo contribuiu para a sua popularidade, exigindo apenas escovações periódicas e banhos mensais. Não há tosa específica para a raça, pede-se que apenas os bigodes do focinho e pelos sob as patas sejam aparados.[4] Apesar disso, muitos criadores consideram o padrão quadrado (quando a altura é igual ao comprimento), o lulu perfeito, já que esta característica dá ao cão a aparência de uma bola de pelos.[5]

Temperamento do Lulu da Pomerânia

Saltitante, corajoso e ativo, ele se dá ao máximo todos os dias. É curioso, jovial, autoconfiante (até metido) e atencioso, sempre pronto para caçar e se aventurar. O Lulu da Pomerânia pode ser um pouco distante de estranhos. É o tipo de cachorrro que vê seu dono como um ídolo e estranhos são apenas... estranhos. Eles constumam ser dóceis com os membros da sua família, mas podem desenvolver problemas como possessividade (ciúmes) com pessoas e objetos. São cachorros bastante inteligentes e aprendem fácil o que ensinam para eles. É importante estimular o psicológico dessa raça, com brinquedos inteligentes e brincadeiras interessantes como esconder um objeto pra ele procurar. O Lulu da Pomerânia é bastante dócil com os membros da família, mas cuidado com sua relação com estranhos e outros cães. O Spitz Alemão tem um instinto protetor muito forte, então ele tenta sempre proteger seus donos de outros cães e estranhos, mesmo que esses não apresentem nenhuma ameaça. Por isso, principalmente para essa raça, é importante socializá-lo desde muito cedo com outros cães e pessoas diferentes. Quando ele for filhote, chame pessoas na sua casa para ele se acostumar à presença de estranhos. Depois que ele puder ir passear, leve-o sempre a parques e cachorródromos pra ele interagir com outros cães, com crianças e adultos. Assim seu Lulu da Pomerânia vai se acostumar desde cedo e não estranhará no fututo. O Spitz Alemão Anão tem uma natureza curiosa, dócil, corajosa e ousada. É um cão seguro de si mesmo que se mostra distante com os estranhos, mas dócil e tranquilo com seus donos. É muito brincalhão e adora correr. Possui uma grande inteligência e precisa ser estimulado intelectualmente. O Lulu da Pomerânia é aquele cachorro pequeno que pensa que é um Dogue Alemão. É muito curioso, corajoso e determinado, ele não tem noção do seu tamanho. Mesmo sendo receosa com desconhecidos, a raça passa a aceitar melhor as pessoas que são aceitas e queridas por toda a sua família e, portanto, amigos e convidados de seus proprietário já podem se beneficiar com os carinhos e brincadeiras do Lulu da Pomerânia em pouco tempo de contato.


Referências

  1. http://tudosobrecachorros.com.br/2012/09/lulu-da-pomerania-spitz-alemao-anao.html
  2. Fogle (2009), pág 105
  3. Fogle (2009), pág 70
  4. Spitz alemão FCI - CBKC. Visitado em 21 de julho de 2011.
  5. SPITZ ALEMÃO: UMA BOLA DE PÊLOS UOL em parceria com Cães & Companhia. Visitado em 21 de julho de 2011.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Spitz alemão
Ícone de esboço Este artigo sobre cães, integrado ao Projeto Cães é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.