Tácito de Almeida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tácito de Almeida
Nascimento 14 de junho de 1889
Campinas,  São Paulo
Morte 3 de setembro de 1940 (51 anos)
São Paulo,  São Paulo
Nacionalidade  Brasil
Ocupação jurista, jornalista, escritor, poeta
Books-aj.svg aj ashton 01.png A Wikipédia possui o
Portal de Literatura

Tácito de Almeida (Campinas, 14 de junho de 1889São Paulo, 3 de setembro de 1940), foi um advogado, escritor, poeta e jornalista brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Tácito de Almeida foi o quarto filho de Estevam de Araújo Almeida, jurista, professor de direito e jurisconsulto, e de Angelina de Andrade. Casou-se com Guilhermina Pinho, de quem enviuvou, tendo o filho Flávio Pinho de Almeida. Casou-se em segundas núpcias com Nina Von Riesenkampf, de nacionalidade russa, tendo os filhos Eduardo Luís e Beatriz de Almeida.[1]

Tácito de Almeida formou-se pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo em 1920. Foi nomeado delegado de polícia de Rio Claro e posteriormente promotor público de Taubaté. Colaborou para a fundação da Escola de Sociologia e Política de São Paulo, onde lecionou na cadeira de Ciências Políticas. Foi consultor jurídico da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo e do Instituto de Engenharia. Membro ativo do grupo realizador da Semana de Arte Moderna de 1922, e colaborador da revista Klaxon. Destacou-se na Revolução Constitucionalista de 1932, quando organizou o Batalhão de Defesa Paulista, tendo participado com bravura da célebre luta no setor de Cunha, juntamente com seu irmão, o poeta, jornalista e também advogado, Guilherme de Almeida, “príncipe dos poetas brasileiros". Um dos fundadores do Partido Democrático, dissidência do Partido Republicano Paulista. Dirigiu o Diário Nacional e presidiu a Liga de Defesa Paulista, após a Revolução de 1930.[2]

Foi homenageado na cidade de São Paulo com a denominação da rua Tácito de Almeida, no bairro tombado do Pacaembu.[3]

Referências

  1. Blog Retalhos do Modernismo: [1], acesso em 9 de janeiro de 2012.
  2. Amaral, Antonio B. do. Dicionário de História de São Paulo. São Paulo, 2006 [1903], Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, coleção paulística.
  3. SOARES DE CAMARGO, Luís. - História das Ruas de São Paulo.