Tatuquara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tatuquara
Mapa do Tatuquara
Subprefeitura Tatuquara
Área 11,23 km²
População 54.315 hab.
Densidade 42,24 hab/km²
Bairros Limítrofes Campo de Santana, Cidade Industrial, Pinheirinho, Sítio Cercado e Umbará.
Principais Vias Avenida Pero Vaz de Caminha
Avenida Santa Rita de Cássia dos Impossíveis
Rodovia Régis Bittencort
Rodovia do Xisto
Pontos de referência Ceasa
Reserva Parque do Bugio

O Tatuquara é um bairro da cidade de Curitiba, no estado brasileiro do Paraná.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Tatuquara" é um termo tupi que significa "toca de tatu", através da junção dos termos tatu ("tatu") e kûara ("toca").[1]

História[editar | editar código-fonte]

É conhecido por possuir, em seu território, a central de abastecimento inaugurada em 8 de Agosto de 1976. O bairro, porém, só começou a receber grandes investimentos e implantação de infraestrutura básica a partir de 1993, quando a Companhia de Habitação Popular de Curitiba passou a direcionar seus projetos habitacionais para o local, constituindo grandes conjuntos habitacionais, como as vilas Santa Rita, Jardim da Ordem, Santa Cecília, Moradias Monteiro Lobato, Moradias Paraná, Vila Evangélica, Vila Pompeia, Jardim Ludovica, Moradias Timburi, dentre outras.

Características[editar | editar código-fonte]

Hoje, conta com uma infraestrutura completa, com postos de saúde, rua da cidadânia, armazéns da família, sacolão da família, liceu de ofícios, farol do saber, creches e várias escolas municipais e estaduais, se destacando os colégios estaduais Desembargador Guilherme de Alburquerque Maranhão e Beatriz Faria Ansay, Monteiro Lobato e as escolas municipais Darci Ribeiro, Dona Pompília, Osvaldo Arns e Margarida Orso Dalagassa.

O Tatuquara conta com uma população de mais de 54 315 de habitantes estimados para o ano de 2011. O bairro também faz limite com o município de Araucária.

Reserva Natural[editar | editar código-fonte]

O bairro abriga a maior reserva natural de Curitiba e a maior em ambiente urbano do Brasil na categoria “Refúgio de Vida Silvestre”, que é a Reserva Parque do Bugio.[2][3]

Jardim Ludovica[editar | editar código-fonte]

O Jardim Ludovica é uma subdivisão do bairro Tatuquara. Também é conhecido como Moradias Monteiro Lobato e Vila Evangélica.[4]

Referências

  1. «FFLCH». Consultado em 7 de junho de 2012. Arquivado do original em 7 de junho de 2012 
  2. Natureza Agradeçe Jornal Tribuna do Povo - edição de 2015
  3. Inaugurada em Curitiba a Reserva do Bugio, o maior refúgio urbano de vida silvestre do País Agência de notícias do município de Curitiba - edição de 2015
  4. URBS [ligação inativa]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]