Telarca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Telarca precoz em bebê de 12 meses.

Telarca (do grego θηλή thelḗ, “mamilo” e ἀρχή arkhé, começo) é o período que marca o início do desenvolvimento das mamas [1] e ocorre geralmente entre 8 e 13 anos de idade (em média: 10,5 anos). É geralmente o primeiro sinal fenotípico da puberdade em meninas (60%) e ocorre em resposta ao aumento de estrogênios (estradiol) circulantes; ao mesmo tempo produz-se uma estrogenização da mucosa vaginal e o crescimento da vagina e do útero.[2]

O desenvolvimento das mamas continua ao longo da puberdade e adolescência, como descrito por Marshall e Tanner, a partir da qual desenvolveram uma escala de maturação sexual. A telarca é a fase M2 de Tanner. É comum que um mamilo se desenvolva antes do outro e se torne maior.

Telarca prematura[editar | editar código-fonte]

O desenvolvimento das mamas antes dos 8 anos pode ser causado por um cisto ovariano produtor de estrógeno. Pode ocorrer nos primeiros anos de vida. O cisto aparece expontaneamente por causas desconhecidas (provavelmente originado de células germinativas da granulosa) e quase sempre regride expontaneamente sem causar maiores problemas. O aumento das mamas é interrompido até a puberdade. Na adolescência volta a crescer normalmente. Sendo assim raramente é necessário qualquer tratamento.[3]

Telarca tardia[editar | editar código-fonte]

A ausência de desenvolvimento das mamas até os 16 anos, ocorre em 3% das meninas e é sintoma de puberdade atrasada. Pode ser causado por desnutrição, diversas síndromes genéticas, transtornos endócrinos, transtornos alimentares ou excesso de exercícios em atletas.[4]

Ginecomastia[editar | editar código-fonte]

Quando as mamas crescem em homens são chamadas de ginecomastia, frequentemente estão associados a um aumento na produção de estrógeno e decrécimo da produção de testosterona. Recém-nascidos, meninos e idosos podem desenvolver ginecomastia como resultado de mudanças normais nos níveis hormonais, embora outras causas também existam. O aumento pode ser desigual. Em recém nascidos pode ser pelos estrógenos da mãe.[5]

Pode ser causado por diversos medicamentos (exemplo: anabolizantes), transtorno endócrino, por anomalia genética (ex: Síndrome de Klinefelter) ou tumores glandulares secretores de hormônios (ex: adenomas).[6]

Casos moderados podem melhorar com dieta, exercícios e perda de peso, sem necessidade de cirurgia.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dictionary.com > telarca Citando: The American Heritage® Stedman's Medical Dictionary. Copyright © 2002, 2001, 1995; Merriam-Webster's Medical Dictionary, © 2007
  2. C.W. Loughry; et al. (1989). "Breast volume measurement of 598 women using biostereometric analysis". Annals of Plastic Surgery. 22 (5): 380–385. doi:10.1097/00000637-198905000-00002. PMID 2729845.
  3. Paul Kaplowitz, MD and the PES/AAP-SoEn Patient Education Committee. Premature thelarche: A guide for parents and patients. https://www.pedsendo.org/patients_families/PDF/Prematurethelarchefactsheet.pdf
  4. Greenspan, FS; Gardner DG (2004). "Puberty". Basic & Clinical Endocrinology. pp. 617–627. ISBN 0-07-140297-7.
  5. Niewoehner, CB; Schorer, AE (March 2008). "Gynaecomastia and breast cancer in men". BMJ. 336 (7646): 709–713. doi:10.1136/bmj.39511.493391.BE. PMC 2276281. PMID 18369226.
  6. Mayo Foundation for Medical Education and Research; 2016. Enlarged breasts in men (gynecomastia). http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/gynecomastia/symptoms-causes/dxc-20257772
  7. Shulman, DI; Francis, GL; Palmert, MR; Eugster, EA; Lawson Wilkins Pediatric Endocrine Society Drug and Therapeutics Committee (April 2008). "Use of aromatase inhibitors in children and adolescents with disorders of growth and adolescent development.". Pediatrics. 121 (4): e975–983.