Terezinha Elisa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde Julho de 2012) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Teresinha Elisa
Outros nomes Teresinha Eliza, Terezinha Elisa
Nascimento 12 de março de 1940 (77 anos)
São Cristóvão, RJ
Ocupação atriz, humorista, musiclista, cantora e vedete

Terezinha Elisa (São Cristóvão, Rio de Janeiro, nasceu no dia 12 de março de 1940) é uma atriz brasileira. Foi vedete nos 50 até os meados da década de 60.

Em 1960, participou do show Ary Barroso, 1960, ao lado do compositor e de Os Cariocas, Castrinho, Carminha Mascarenhas e Joãozinho da Goméia. O show ficou um ano e meio em cartaz na boate Fred's. Em seguida, participou, ainda com o mesmo elenco de artistas, do show Os quindins de Yá Yá, parcialmente gravado pela Copacabana Discos no compacto duplo Musical Ary Barroso, 1960.

Nos anos 70 migrou para o humor de televisão. Participou dos programas humorísticos Balança Mas Não Cai e Os Trapalhões, dentre outros.

No cinema, atuou nos filmes O Trapalhão e a Luz Azul (1999),no papel de Rainha Flora;[1] O Noviço Rebelde (1997), creditada como Terezinha Eliza, no papel de Dalila;[2] O Casamento dos Trapalhões (1988); O Sexomaníaco (1976).

Trabalhos na Televisão[editar | editar código-fonte]

Trabalhos no Cinema[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Didi fica entre dois mundos em "O Trapalhão e A Luz Azul"». Zaz Cinema. 1 de janeiro de 1999. Consultado em 7 de abril de 2016 
  2. Cinemateca Brasileira Acquária [em linha]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]