The Downward Spiral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Downward Spiral
Álbum de estúdio de Nine Inch Nails
Lançamento 8 de Março de 1994
Gravação 1993-1994 Le Pig, Beverly Hills
Record Plant Studios & A&M Studios, Los Angeles
Gênero(s) art rock, rock industrial
Duração 65:02 (lançamento original)
70:38 (versão japonesa)
135:40 (Deluxe Edition)
Gravadora(s) Nothing
Produção Trent Reznor, Flood
Cronologia de Nine Inch Nails
Pretty Hate Machine
(1989)
The Fragile
(1999)

The Downward Spiral é o terceiro álbum de estúdio da banda Nine Inch Nails lançada em 8 de março de 1994 pela Interscope Records. Foi considerado um dos melhores álbuns da década pouco após seu lançamento, tendo sido incluído na lista de discos essenciais de publicações prestigiadas como a Spin ou a Rolling Stone.

O álbum é levemente conceitual, focado em um personagem que perde as suas crenças neste mundo e, desprovido de valores, entra numa espiral de decadência que acaba em sua morte. Durante o percorrer das faixas, o disco oferece outras metáforas cuja interpretação fica por conta do ouvinte, além de envolver temas como solidão, loucura, descrença religiosa e repulsa social. Muitos deles foram inspirados em discos como The Wall do Pink Floyd e Low do David Bowie.[1]

Durante as turnês da época, Trent Reznor praticamente encarnou o personagem do disco através de performances semi-teatrais e improvisadas, que geralmente envolviam a destruição de instrumentos (principalmente quando estes apresentavam algum defeito) ou mesmo agressão fisíca aos outros integrantes da banda (algumas vezes não-intencionais).

The Downward Spiral tem participações especiais de músicos como Adrian Belew, guitarrista do King Crimson e Stephen Perkins, baterista do Jane's Addiction. Em termos de estrutura, o disco apresenta arranjos diferenciados e técnicas expansivas como o uso de trítonos dissonantes (Hurt), mudanças bruscas de dinâmica (Mr. Self Destruct) e assinaturas de tempo não-convencionais (March of the Pigs). Diversos efeitos foram manipuladas no estúdio para criar timbres originais, além do processamento de faixas de guitarra a ponto de torná-las quase aleatórias. Entre os diversos equipamentos que Reznor utilizou, estão o Pro Tools, o TurboSynth da digidesign, um rack head da Marshall, um sintetizador Prophet VS, e várias guitarras Jackson e Gibson.[2][3]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Versão Original[editar | editar código-fonte]

  1. "Mr. Self Destruct" - 4:30
  2. "Piggy" - 4:24
  3. "Heresy" - 3:54
  4. "March of the Pigs" - 2:58
  5. "Closer" - 6:13
  6. "Ruiner" - 4:58
  7. "The Becoming" - 5:31
  8. "I Do Not Want This" - 5:41
  9. "Big Man With a Gun" - 1:36
  10. "A Warm Place" - 3:22
  11. "Eraser" - 4:54
  12. "Reptile" - 6:51
  13. "The Downward Spiral" - 3:57
  14. "Hurt" - 6:13
  • A versão japonesa contém a faixa bônus Dead Souls, cover de Joy Division e parte da trilha sonora do filme The Crow

Versão Deluxe[editar | editar código-fonte]

Disco 1[editar | editar código-fonte]

  • É idêntico à versão original. Uma curiosidade é que todas as músicas tiveram seu volume aumentado em 1 decibel.

Disco 2[editar | editar código-fonte]

  1. "Burn" (trilha sonora do filme Natural Born Killers) - 5:00
  2. "Closer (Precursor)" (do halo Closer to God) (remixada por Danny Hyde) - 7:16
  3. "Piggy (Nothing Can Stop Me Now)" (do halo Further Down the Spiral) (remixada por Rick Rubin) - 4:03
  4. "A Violet Fluid" (do hal] March of the Pigs) - 1:04
  5. "Dead Souls" (trilha sonora do filme The Crow) (cover do Joy Division - 4:53
  6. "Hurt (Quiet)" (do halo Further Down the Spiral (US version)) (remixada por Trent Reznor) - 5:08
  7. "Closer to God" (do halo Closer to God) (remixada por Trent Reznor, Sean Beavan e Brian Pollack) - 5:06
  8. "All the Pigs, All Lined Up" (do halo March of the Pigs) - 7:26
  9. "Memorabilia" - 7:22 (do halo Closer to God) (cover de Soft Cell)
  10. "The Downward Spiral (The Bottom)" (do halo Further Down the Spiral) (remixada por John Balance, Peter Christopherson e Drew McDowall) - 7:32
  11. "Ruiner (Demo)" - 4:51
  12. "Liar (Reptile Demo)" - 6:57
  13. "Heresy (Demo)" - 4:00

Recepção e crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 4 de 5 estrelas.[4]
Punknews.org 5 de 5 estrelas.[5]
Rolling Stone 4 de 5 estrelas.[6]
Sputnikmusic 5 de 5 estrelas.[7]

O álbum recebeu críticas positivas. Em Allmusic.com, o crítico Steve Huey afirma que o hit "Closer" fez de Trent Reznor uma espécie de "shaman pós-moderno" dos Anos 90. O disco foi um sucesso comercial, certificado pela RIAA como disco de platina quádruplo, Na Billboard 200 o álbum alcançou o 2º lugar, passando 115 semanas no chart.[8] Aparece na lista da Revista Spin, 125 Best Albums of the Past 25 Years (Os 125 melhores álbuns dos últimos 25 anos), na 10º posição.[9]

Referências

  1. Steffan Chirazi (April 1994). Techno Fear!. Kerrang!. Bauer Media Group. Consultado em January 21, 2009  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  2. Huxley 1997, p. 109–110.
  3. Alan Di Perna (April 1994). Machine Head. Guitar World. NewBay Media  Verifique data em: |date= (ajuda)
  4. Steve Huey. «Nine Inch Nails:The Downward Spiral > Review» (em inglês). Allmusic. Consultado em 01 Julho 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  5. «Nine Inch Nails - The Downward Spiral» (em inglês). Punknews.org. Consultado em 01 Julho 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  6. «The Downward Spiral by Nine Inch Nails» (em inglês). Rolling Stone. Consultado em 01 Julho 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  7. «Nine Inch Nails - The Downward Spiral» (em inglês). Sputnikmusic. Consultado em 01 Julho 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  8. «Chart history de Nine Inch Nails na Billboard» (em inglês). Billboard.com. Consultado em 01 Julho 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  9. «125 Best Albums of the Past 25 Years - Spin Magazine» (em inglês). Spin.com. Consultado em 01 Julho 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)


Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Nine Inch Nails é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.