The Last Question

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A última pergunta
Capa da revista Science Fiction Quarterly, novembro de 1956
Autor (es) Isaac Asimov
Idioma inglês
País Estados Unidos
Género ficção científica
Série Multivac
Editora Columbia Publications
Lançamento Novembro de 1956

The Last Question (pt-br: A Última Pergunta) é um conto de ficção científica de Isaac Asimov. Sua primeira publicação foi na edição de novembro de 1956 da revista Science Fiction Quarterly e, a partir de então, teve diversas aparições em compilações, como Nove Amanhãs (1959), O Melhor de Isaac Asimov (1973) e Sonhos de Robô, assim como na retrospectiva Opus 100 (1969). É uma parte desconexa de uma série de contos sobre o computador ficcional chamado Multivac[1].

A Última Pergunta é um dos mais aclamados contos do popular autor de ficção científica Isaac Asimov. Foi escolhido por ele próprio como o mais ambicioso e o preferido de sua autoria [carece de fontes?].

Resumo[editar | editar código-fonte]

A pergunta é feita pela primeira vez por um engenheiro embriagado a Multivac, um super computador com milhas de comprimento que havia acabado de desenvolver um método para suprir a humanidade de energia por incontáveis anos. A dúvida toma corpo pois, apesar do extenso período de abastecimento garantido, o universo há de ter um fim e, com ele, as fontes de energia. Faz-se então a pergunta: como salvar a humanidade, ou seja, "como reverter a entropia?" (ver 2ª Lei da Termodinâmica)[1]

O conto segue uma estrutura linear, mas que utiliza saltos de até bilhões de anos na história da humanidade, mostrando como em cada época a pergunta foi repetida a Multivac, e, invariavelmente, recebendo a mesma resposta: "Dados insuficientes para uma resposta significativa". Este ciclo prossegue até o clímax do livro, um misto de religião, filosofia e ciência.

Referências

  1. a b Michio Kaku (2000). Hiperespaço Rocco [S.l.] 8532510469.