The Patriot (filme de 1928)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de The Patriot (1928))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Patriot
O Patriota (PRT)
Alta Traição[1] (BRA)
 Estados Unidos
1928 •  p&b •  113 min 
Direção Ernst Lubitsch
Produção Ernst Lubitsch
Roteiro Hans Kraly
Alfred Neumann (peça)
Ashley Dukes (peça)
Elenco Emil Jannings
Florence Vidor
Lewis Stone
Vera Voronina
Neil Hamilton
Gênero drama
Direção de fotografia Bert Glennon
Direção de arte Hans Dreier
Figurino Ali Hubert
Edição Ernst Lubitsch
Companhia(s) produtora(s) Paramount Pictures
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento Estados Unidos 1 de setembro de 1928
Portugal 4 de novembro de 1929
Idioma inglês
Orçamento US$1,000,000
Página no IMDb (em inglês)

The Patriot (Alta Traição BRA ou O Patriota PRT) é um filme norte-americano de 1928, do gênero drama, dirigido por Ernst Lubitsch e estrelado por Emil Jannings e Florence Vidor.

Produção[editar | editar código-fonte]

The Patriot marca o início da longa parceria entre a Paramount Pictures e o diretor Ernst Lubitsch, que já havia dado um sucesso ao estúdio quatro anos antes -- Forbidden Paradise, com Pola Negri.[2] O filme foi rodado sem qualquer tipo de som, mas depois recebeu acréscimos de música sincronizada, efeitos sonoros e até algum diálogo.[2][3][4]

Último filme mudo de Lubitsch,[2] The Patriot é diferente da maioria das películas hollywoodianas do diretor, pois, ao invés da alegria picante que caracteriza suas obras, ele agora oferece um misto de loucura, conspiração e luta pelo poder.[2]

A produção foi premiada com cinco indicações ao Oscar, inclusive a de Melhor Filme, tendo recebido a estatueta referente ao Melhor Roteiro Adaptado. A atuação contida de Lewis Stone, no papel do Conde Pahlen -- em contraste com a exuberância do Czar Paulo I de Emil Jannings --[2] valeu-lhe a indicação na categoria de Melhor Ator. Valeu-lhe também um contrato de vinte e cinco anos com a MGM.[2]

Além do reconhecimento da Academia, o filme foi eleito um dos melhores do ano pelo Film Daily e figurou entre os dez primeiros na lista de melhores do New York Times.[3]

Segundo o crítico e escritor Ken Wlaschin, The Patriot é um dos dez principais filmes da carreira de Jannings.[5]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O Conde Pahlen é amigo e confidente do Czar Paulo I, na Rússia do século XIX. Apesar de leal ao governante, ele não pode deixar de perceber os arroubos totalitários do amigo e a pobreza da população. Enquanto isso, uma conspiração é tramada pela Mademoiselle Lapoukhine, amante do czar, e pelo guarda Stefan. Ao se envolver com os golpistas, o Conde Pahlen tem de decidir-se entre a amizade e o patriotismo.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Prêmio Categoria Situação
Oscar Melhor Filme
Melhor Ator (Lewis Stone)
Melhor Diretor
Melhor Roteiro Adaptado
Melhor Direcção de Arte
Indicado
Indicado
Indicado
Vencedor
Indicado

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Emil Jannings Czar Paulo I
Florence Vidor Condessa Ostermann
Lewis Stone Conde Pahlen
Vera Voronina Mademoiselle Lapoukhine
Neil Hamilton Príncipe Herdeiro Alexander
Harry Cording Stefan

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Cinearte, 8/5/1929
  2. a b c d e f EAMES, John Douglas, The Paramount Story, Londres: Octopus Books, 1985 (em inglês)
  3. a b MATTOS, A. C. Gomes de e LEEMANN, Sérgio, Huston, Lubitsch e Zinnemann, Rio de Janeiro: EBAL - Editora Brasil-América, 1985
  4. ROBINSON, David, The Coming of Sound, in Movies of the Thirties, editado por Ann Lloyd, Londres: Orbis, 1985 (em inglês)
  5. WLASCHIN, Ken, The World's Great Movie Stars and Their Films, Londres: Peerage Books, 1985 (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]