Lista de personagens de Saint Seiya

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Thor de Phecda)
Ir para: navegação, pesquisa
Ni hon go2.png Este artigo contém texto em japonês.
Sem suporte multilingual apropriado, você verá interrogações, quadrados ou outros símbolos em vez de kanji ou kana.

Este artigo é composto por uma lista dos personagens mais relevantes da obra Saint Seiya (Os Cavaleiros do Zodíaco), escrita e ilustrada por Masami Kurumada.

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O enredo de Saint Seiya começa em 1986 e segue um grupo de cinco guerreiros que lutam em nome da deusa Athena contra deuses malignos que pretendem dominar o mundo. O principal adversário do grupo na primeira fase da obra é o Cavaleiro de Ouro de Gêmeos, que assassinou o representante de Athena e tomou seu posto como líder dos Cavaleiros. Na segunda fase, os Cavaleiros enfrentam o deus dos mares, Poseidon, que, após sequestrar a encarnação mortal de Athena, ameaça submergir o mundo com chuvas incessantes e maremotos para purificá-lo da maldade dos humanos. O oponente seguinte, que surge na terceira fase da obra, é o deus do Mundo Inferior, Hades, inimigo de Athena desde a era mitológica.

Índice

Criação e concepção[editar | editar código-fonte]

Ao desenhar Seiya, Kurumada se inspirou em Ryūji Takane, personagem principal de seu mangá Ring ni Kakero, criado 9 anos antes de Seiya.[1]

Protagonistas[editar | editar código-fonte]

Seiya de Pégaso[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Seiya de Pégaso (Saint Seiya)
(天馬星座ペガサス星矢セイヤ, Pegasasu no Seiya?)
Dublado por: Toru Furuya (Anime e Omega), Masakazu Morita (Hades), Hermes Baroli (Brasil), Rogério Jacques (Portugal)
Seiya é o Cavaleiro de Bronze da constelação de Pegasus. Quando criança, Seiya foi separado de sua irmã, Seika, para fazer o treinamento para Cavaleiro no Santuário de Athena, na Grécia. Graças aos métodos rígidos e disciplinares de sua mentora Marin de Águia, Seiya foi capaz de cultivar um enorme potencial e conquistar a Armadura de Pégaso. Motivado pelo desejo de reencontrar sua irmã, Seiya depois descobre seu destino como um verdadeiro Cavaleiro de Athena, renascendo sempre que a deusa reencarna, para ajudá-la na batalha contra o mal que consome a Terra. Guerreiro de imenso poder, Seiya alcança a vitória em batalhas aparentemente impossíveis e consegue derrotar até mesmo os deuses Poseidon e Hades.
Ataques:
Pegasus Ryūsei Ken - Meteoros de Pégaso
Pegasus Suisei Ken - Cometa de Pégaso
Pegasus Rolling Crush - Turbilhão de Pégaso

Saori Kido[editar | editar código-fonte]

(城戸沙織, Kido Saori?)
Ver artigo principal: Athena (Saint Seiya)
Dublada por: Keiko Han (Anime), Fumiko Orikasa (Hades), Shoko Nakagawa (Omega), Letícia Quinto (Brasil), Isabel Damatta (Portugal)
Jovem grega adotada pelo milionário Mitsumasa Kido e criada como sua neta. Saori é a reencarnação da deusa Athena no século XX, que sempre retorna à Terra quando a humanidade se encontra ameaçada pelo mal. Inicialmente ignorante de suas origens, Saori começa a planejar seu retorno ao Santuário após descobrir seu passado divino e conta com o apoio dos cinco Cavaleiros de Bronze que também protagonizam a obra.

Shiryu de Dragão[editar | editar código-fonte]

(龍星座ドラゴン紫龍シリュウ, Doragon no Shiryū?)
Dublado por: Hirotaka Suzuoki (Anime), Takahiro Sakurai (Hades), Ken Narita (Omega), Élcio Sodré (Brasil), Nuno Távora (Portugal)
Shiryu é o Cavaleiro de Bronze da constelação de Draco. Ele é, entre os cinco Cavaleiros de Bronze que acompanham Saori Kido, o mais sábio, maduro e reservado. Por estar sempre envolvido em combates que superam os seus limites, é bastante comum ver Shiryu gravemente ferido, inconsciente, perdendo a visão ou tendo sérias hemorragias. Shiryu foi treinado nos Cinco Picos Antigos de Rozan, na China, pelo Mestre Ancião (o Cavaleiro de Ouro, Dohko de Libra) para ganhar a Armadura de Dragão. Sua Armadura é conhecida por possuir surpreendentes propriedades ofensivas e defensivas, nas respectivas formar de punho e escudo. Quando Shiryu eleva o seu Cosmo ao máximo, uma imagem de um dragão aparece em suas costas, que começa a desaparecer conforme o Cavaleiro de Dragão está muito perto da morte.
Ataques:
Rozan Shōryū Ha - Cólera do Dragão
Rozan Ryū Hishō - Dragão Voador
Rozan Kōryū Ha - Último Dragão
Excalibur
Rozan Hyakuryū Ha - Cólera dos 100 Dragões

Hyoga de Cisne[editar | editar código-fonte]

(白鳥星座キグナス氷河ヒョウガ, Kigunasu no Hyōga?)
Dublado por: Koichi Hashimoto (Anime), Hiroaki Miura (Hades), Mamoru Miyano (Omega), Francisco Brêtas (Brasil), António Semedo (Portugal)
Hyoga é o Cavaleiro de Bronze da constelação de Cygnus. Nascido no pequeno vilarejo chamado Kohoutek, no leste da Sibéria (Rússia, que na época do lançamento de Saint Seiya era parte da extinta União Soviética). Seu domínio sobre o Cosmo lhe permite criar gelo e neve a temperaturas próximas do zero absoluto. Tal fato, a princípio, parece criar nele certa arrogância. Sendo cristão ortodoxo, Hyoga guarda contigo um rosário com uma cruz que representa a Cruz do Norte (outro nome para sua constelação protetora), única lembrança deixada por sua mãe antes de morrer. De natureza calma, ele normalmente não demonstra suas emoções, mas em determinadas ocasiões aflora um lado mais sentimental.
Ataques:
Diamond Dust - Pó de Diamante
Kol'tso - Círculo de Gelo
Kholodnyi Smerch - Turbilhão de Gelo
Aurora Thunder Attack - Trovão Aurora Ataque
Aurora Execution - Execução Aurora
Freezing Coffin - Esquife de Gelo

Shun de Andrômeda[editar | editar código-fonte]

(アンドロメダ星座のシュン, Andoromeda no Shun?)
Dublado por: Ryo Horikawa (Anime), Yuta Kazuya (Hades), Hiroshi Kamiya (Omega), Ulisses Bezerra (Brasil), Isabel Wolmar (Portugal: ep 001-021), Marco Felgueira (Portugal: ep 022-114)
Shun é o Cavaleiro de Bronze da constelação de Andrômeda. Sua Armadura é conhecida por possuir correntes, que são utilizadas tanto para atacar, quanto para se defender. Misericordioso, humilde e gentil, Shun prefere resolver conflitos sem derramar sangue, só se envolvendo em combate quando realmente for necessário ou quando sua quase infinita paciência for esgotada. Shun é a reencarnação de Hades o Imperador do Inferno, e esteve ligado ao Deus dos Mortos desde sua infância através de um pingente em forma de um pentagrama prateado com a inscrição “Yours Ever” (“Sempre Seu”), que Shun julgava ter ganhado de sua falecida mãe, mas foi salvo pelo sangue de Athena em seu sacrifício.
Ataques:
Nebula Chain - Corrente de Andrômeda
Andromeda Nebula - Nebulosa de Andrômeda
Rolling Defense - Defesa Circular
Thunder Wave - Onda Relâmpago
Nebula Stream - Corrente Nebulosa
Nebula Storm - Tempestade Nebulosa
Wild Trap - Armadilha de Andrômeda
Spiral Duct - Espiral de Andrômeda
Spider Net - Teia de Aranha de Andrômeda
Boomerang Shot - Bumerangue de Andrômeda
Casting Net - Rede de Andrômeda
Great Capture - Grande Captura de Andrômeda

Ikki de Fênix[editar | editar código-fonte]

(鳳凰星座フェニックス一輝イッキ, Fenikkusu no Ikki?)
Dublado por: Hideyuki Horii (Anime), Katsuyuki Konishi (Hades), Tomokazu Sugita (Omega), Leonardo Camilo (Brasil), António Semedo (Portugal)
Ikki é o Cavaleiro de Bronze da constelação de Phoenix. Ikki tem uma personalidade completamente oposta à de seu irmão mais novo Shun de Andrômeda: solitário, frio e agressivo. Ele foi treinado na Ilha da Rainha da Morte por Guilty, que o tornou em um ser movido a ódio puro e capaz de exercer todo o poder da Armadura de Fênix. Ikki era um antagonista no começa e comandou os Cavaleiros Negros em uma vingança contra Saori Kido, mas se arrepende e passar a lutar por Athena, ajudando seus amigos e irmão, porém, por conta própria. Ikki já trinfou em diversas batalhas e sempre que morrer, ele voltará à vida ainda mais forte, tornando-o praticamente invencível.
Ataques:
Hō Yoku Tenshō - Ave Fênix
Phoenix Genma Ken - Golpe Fantasma de Fênix

Cavaleiros de Athena[editar | editar código-fonte]

O exército da deusa Athena é formado por guerreiros conhecidos como Cavaleiros, que por milênios batalham para defender a deusa. Este exército é a principal facção apresentada por Kurumada em sua obra. Apesar de todas as patentes serem leais a deusa, Kurumada apresentou alguns destes personagens inicialmente em papel antagônico, revelando sua verdadeira natureza posteriormente.

Cavaleiros de Bronze[editar | editar código-fonte]

(青銅聖闘士ブロンズセイント, Buronzu Seinto?)

Os Cavaleiros de Bronze formam a patente mais baixa do exército de Athena. Como o controle da essência do Cosmo destes Cavaleiros ainda é de nível básico, os Cavaleiros de Bronze possuem apenas força sobrehumana e uma velocidade máxima de mach 1. Além dos cinco protagonistas, Kurumada apresentou mais seis Cavaleiros de Bronze em sua obra original.

Jabu de Unicórnio[editar | editar código-fonte]

(一角獣星座ユニコーン邪武ジャブ, Yunikōn no Jabu?)
O segundo Cavaleiro de Bronze a aparecer na história foi o japonês Jabu, o Cavaleiro de Unicórnio. Supostamente órfão, ele foi enviado para batalhar por uma das Armaduras de Athena com 99 de seus irmãos pelo seu pai, Mitsumasa Kido. Ele conquistou a Armadura de Unicórnio na Argélia e retornou ao Japão para participar da Guerra Galáctica, um torneio de lutas em que o prêmio era a Armadura de Ouro de Sagitário. Ele derrotou Ban de Lionet com facilidade em sua primeira luta, mas foi eliminado por Shun de Andrômeda. Após o fim do torneio, Jabu voltou para a Argélia para aprimorar suas habilidades. Quando Saori Kido foi ferida por uma flecha, ele voltou para ajudá-la e a protegeu das forças antagônicas do Santuário. Depois, ele passou a viver no Santuário e o protegeu contra os Cavaleiros que Hades reviveu. Jabu também defendeu a irmã de Seiya, Seika, dos ataques do deus da morte.
Ataques:
Recstrinction - Barreira
Unicorn Gallop - Galope de Unicórnio

Ichi de Hidra[editar | editar código-fonte]

(海ヘビ星座ヒドライチ, Hidora no Ichi?)
Assim como os outros Cavaleiros de Bronze que participaram da Guerra Galáctica, o japonês Ichi também é filho de Mitsumasa Kido. Após ser capturado do orfanato onde vivia, foi mandado para a Finlândia para se tornar um Cavaleiro de Athena. Anos depois, ele retorna para participar da Guerra Galáctica e é derrotado por Hyoga de Cisne, que quase o mata congelado. Envergonhado, Ichi volta para a Finlândia para treinar e só retorna quando Saori é ferida no Santuário. A partir deste fato, ele passa a viver no Santuário servindo Athena, protegendo o local contra os Cavaleiros que Hades reviveu e defendendo a irmã de Seiya de Pégaso.
Ataques:
Mellow Poison - Garras Venenosas

Nachi de Lobo[editar | editar código-fonte]

(狼星座ウルフ那智ナチ, Urufu no Nachi?)
O japonês Nachi é um dos 100 órfãos capturados por Mitsumasa para se tornarem Cavaleiros de Athena. Apenas dez destas crianças sobreviveram a tal processo, e se tornaram os Cavaleiros de Bronze. Na Guerra Galáctica, Nachi é derrotado por Ikki de Fênix, cai e decide voltar para a Libéria para dar prosseguimento ao seu treinamento, voltando com os outros Cavaleiros secundários para proteger Athena e permanecendo ao seu lado até a derrota do Cavaleiro de Gêmeos. Durante a saga de Hades, Nachi e Ichi são indicados como comandantes dos guardas do Santuário. Quando os Cavaleiros de Prata mortos em combate retornam e os ataques da dupla se mostram inúteis, são salvos pela intervenção de Jabu.
Ataques:
Dead Howling - Uivo Mortal

Ban de Lionet[editar | editar código-fonte]

(子獅子星座ライオネットバン, Raionetto no Ban?)
O Cavaleiro da constelação de Lionet em 1990 é o japonês Ban. Enviado com outros 99 órfãos pelo mundo para se tornar um Cavaleiro de Athena, Ban conquistou sua Armadura na Tanzânia, e foi um dos únicos dez a concluir seu treinamento. Ao voltar para o Japão para participar da Guerra Galáctica, Ban acabou derrotado por Jabu de Unicórnio e decidiu retomar seu treinamento, mas voltou para proteger Saori, ferida por uma flecha dourada. Depois, ele permaneceu no Santuário e protegeu Seika do ataque de Thanatos.
Ataques:
Lionet Bomber - Bombardeio do Lionet

Geki de Urso[editar | editar código-fonte]

(大熊星座ベアーゲキ, Beā no Geki?)
O japonês Geki também é um dos órfãos filhos de Mitsumasa Kido. Foi enviado para o Canadá, onde conquistou a Armadura de Ursa Maior. Após ser derrotado por Seiya de Pégaso na Guerra Galáctica e partir para refinar suas habilidades no mesmo país onde completou seu treinamento, Geki apoiou os outros Cavaleiros de Bronze na proteção de Athena, ferida pela flecha. Ele também permaneceu no Santuário para participar da guerra contra Hades e protegeu a irmã de Seiya contra Thanatos.
Ataques:
Hanging Bear - Abraço do Urso

June de Camaleão[editar | editar código-fonte]

(カメレオン星座のジュネ, Kamereon no June?)
A etíope June foi parceira de treinamento de Shun de Andrômeda na Ilha de Andrômeda, sob a tutela de Daidalos de Cefeu. Ela sempre protegeu Shun e diversas vezes tentou fazê-lo desistir do treinamento para que não se ferisse. Apesar de suas tentativas, Shun conquistou a Armadura de Andrômeda e voltou para o Japão, deixando June para trás. Ela conseguiu completar seu treinamento com sucesso e conquistou a Armadura de Camaleão, mas seu mestre foi assassinado por Aphrodite de Peixes pouco tempo depois. Quando June descobriu o plano dos Cavaleiros de Bronze de atacar o Santuário, partiu imediatamente para impedir Shun. Apesar de respeitar seus sentimentos, Shun estava decidido a acompanhar os outros guerreiros e a nocauteou após uma breve luta. O Cavaleiro de Andrômeda a deixou na mansão de Kido para que descansasse até seu retorno.
Ataques:
Chameleon Whip - Chicote do Camaleão

Cavaleiros de Prata[editar | editar código-fonte]

(白銀聖闘士シルバーセイント, Shirubā Seinto?)

Os Cavaleiros de Prata compõem a segunda patente dos Cavaleiros de Athena. Especialistas em batalhas, possuem maestria avançada na manipulação do Cosmo, permitindo que alcancem velocidades de mach 2 à 5 e também possuem incrível força física. Quando recebem uma missão vinda do Santuário, partem para qualquer parte do mundo para cumprir seu objetivo, não importando o custo. Eles representam o verdadeiro conceito de um Cavaleiro de Athena.

Outra responsabilidade desta patente é zelar por Armaduras que não possuem donos. É de praxe encontrar Cavaleiros de Prata treinando potenciais candidatos a usar uma Armadura, fortalecendo os números de guerreiros, são missões importantes.[2]

As Armaduras de Prata são mais belas e fortes que as de Bronze. Apenas dezoito Armaduras de Prata foram confirmadas, mas as Armaduras de Taça, Órion, Escudo e Cruzeiro do Sul, criadas por Masami Kurumada para o primeiro filme da série, assim como seus usuários, são consideradas canônicas.

Marin de Águia[editar | editar código-fonte]

(鷲星座イーグル魔鈴マリン, Īguru no Marin?)
Uma enigmática Amazona de Prata de personalidade forte, Marin foi nomeada mentora de Seiya assim que ele chegou ao Santuário, pelo fato de ambos serem japoneses. Ela foi uma instrutora de pulso firme e extrema disciplina, permitindo que seu pupilo cultivasse um enorme potencial. Graças ao código das Amazonas, Seiya nunca viu o rosto de sua mestra, pois ela é obrigada a escondê-lo atrás de uma máscara. Apesar das dificuldades do treinamento, Seiya e Marin formaram laços fortes. A aparência de Marin fez Seiya se questionar se ela e sua irmã Seika seriam a mesma pessoa. Após descobrir a conspiração que ocorria no Santuário, Marin apóia Seiya em sua luta contra os Cavaleiros de Prata e descobre a verdade sobre o falso Grande Mestre e seu plano para chegar ao poder. Ela reaparece durante o conflito das doze casas, salvando a vida de Seiya e prestando apoio para que ele pudesse confrontar o Grande Mestre. Durante a ressurreição de Poseidon, Marin age independentemente, mas reaparece no fim da guerra contra Hades, após conseguir encontrar Seika, acabando com o mistério sobre sua identidade e terminando uma busca que durava anos. Durante a batalha dos Cavaleiros de Bronze contra Thanatos, Marin protege Seika e consegue, após a derrota de Hades, juntar o casal de irmãos.
Ataques:
Ryūsei Ken - Meteoros
Eagle Toe Flash - Lampejo da Águia

Shaina de Serpentário[editar | editar código-fonte]

(蛇遣い星座オピュクスのシャイナ, Opyukusu no Shaina?)
Também conhecida erroneamente por Shina de Cobra, é uma Amazona temperamental e corajosa, a italiana Shaina precisou abandonar sua feminilidade ao iniciar seu treinamento e esconder para sempre seu rosto dos homens. Shaina foi mentora do rival de Seiya de Pégaso, Cassios, cuja derrota aparentemente fez com que a Amazona criasse uma rixa com Seiya. No início da série, Shaina obedecia as ordens do Grande Mestre do Santuário, que eram compatíveis com seu objetivo de eliminar Seiya pela humilhação que a causou. Porém, ela começou a suspeitar de seu superior e tal fato a fez se aliar aos Cavaleiros de Bronze na rebelião contra o Santuário. Shaina salvou a vida de Seiya ao defendê-lo de um ataque de Aioria de Leão, enviado pelo Grande Mestre para matá-lo. Ferida pelo Cavaleiro de Ouro, Shaina revela a Seiya que sua rixa com ele não se deve à derrota de Cassios, e sim porque Seiya foi o primeiro homem a ver seu rosto, que é a maior ofensa possível para uma Amazona. A tradição dos Cavaleiros força a Amazona a escolher uma entre duas opções: matar o ofensor ou se apaixonar por ele, e Shaina havia escolhido a segunda, mesmo sem querer. Inconsciente durante o conflito dos doze templos, Shaina retorna aos seus sentidos posteriormente e se choca com a morte de Cassios, que se sacrificou para proteger Seiya e impedir que Shaina sofresse. Ela então salva a vida de Marin de Águia, e após a derrota do Grande Mestre, jura lealdade a Athena. Apesar de seu amor por Seiya não ser correspondido, Shaina tem um papel importante na batalha contra Poseidon, pois entrega a Armadura de Libra aos Cavaleiros de Bronze e desafia Poseidon sozinha, ainda que sendo derrotada. Poucas semanas depois, Shaina lidera os Cavaleiros de Bronze e os soldados do Santuário para defender o local após a invasão do exército de Hades.
Ataques:
Thunder Claw - Garras de Trovão

Misty de Lagarto[editar | editar código-fonte]

(蜥蜴星座リザドのミスティ, Rizado no Misuti?)
Nascido na França, Misty era um narcisista que só se considerava inferior à própria deusa Athena. Enviado ao Japão para eliminar os Cavaleiros de Bronze, Misty causa um deslizamento de terra com o objetivo de enterrá-los, mas não consegue sucesso, pois Mu de Áries cria uma ilusão que faz os Cavaleiros Negros parecerem os de Bronze e teleporta os oito para longe dali. Alguns Cavaleiros de Prata são enganados pela ilusão e partem em busca dos Cavaleiros Negros, mas Marin e Misty encontram o verdadeiro Cavaleiro de Pégaso. Para tentar salvar seu pupilo, Marin ataca Seiya com um golpe falso e o sepulta. Porém, Misty não se deixa enganar, desenterrando o Cavaleiro e partindo para o ataque. Depois de uma dura batalha, Seiya supera os ataques de Misty e o mata. Na adaptação do anime da saga de Hades, Misty é trazido de volta à vida com outros Cavaleiros de Prata e enviado para enfrentar Seiya e companhia. Ele é rapidamente derrotado por Hyoga de Cisne. Assim como os Cavaleiros de Ouro trazidos de volta por Hades, os Cavaleiros de Prata juram lealdade ao deus da morte, mas secretamente continuam sendo na verdade Cavaleiros de Athena.
Ataques:
Mavrou Tripa - Furacão das Trevas

Moses de Baleia[editar | editar código-fonte]

(白鯨星座ホエールのモーゼス, Hoēru no Mōzesu?)
Devido ao crime dos Cavaleiros de Bronze contra o Santuario (participação na Guerra Galáctica), o Grande Mestre do Santuário ordena a morte dos jovens. O neozelandês Moses foi um dos Cavaleiros de Prata enviados para cumprir essa missão, mas graças à intervenção de Mu, acaba matando o Dragão Negro ao invés do real. Vendo a missão como finalizada, ele parte com Asterion de Cães de Caça, mas os dois retornam devido ao atraso de Misty e Babel. Com o apoio de Asterion, Moses ataca e derrota Marin, amarrando-a ao mar como isca para Seiya. O plano falha e Moses acaba morto pelo Cavaleiro de Pégaso.
Ataques:
Kaitos Spouting Bomber - Força Explosiva de Kaitos

Babel de Centauro[editar | editar código-fonte]

(ケンタウルス星座のバベル, Kentaurusu no Baberu?)
O iraquiano Babel foi o segundo Cavaleiro de Prata a ser derrotado na série. Mestre em pirocinese, foi enviado com Misty, Asterion e Moses para eliminar os Cavaleiros de Bronze. Com a intervenção de Mu, eles acabam matando os Cavaleiros Negros por engano. Acreditando que sua missão foi cumprida, eles decidem partir para o Santuário, mas Misty fica para trás para confirmar agumas suspeitas. Após algum tempo, Babel, preocupado, retorna e encontra Misty morto em uma praia. Hyoga chega logo depois e desafia Babel, que se surpreende por acreditar já ter eliminado o Cavaleiro de Cisne. Os dois se enfrentam e Babel, mesmo confiante e pensando ter vantagens na batalha com suas chamas, acaba morto pelo Cavaleiro de Cisne.
Ataques:
Fotia Roufihtra - Chamas de Babel

Asterion de Cães de Caça[editar | editar código-fonte]

(猟犬星座ハウンドのアステリオン, Haundo no Asuterion?)
O dinamarquês Asterion foi enviado pelo Santuário com a missão de dar fim aos Cavaleiros de Bronze. Moses foi um dos Cavaleiros de Prata enviados com ele para cumprir essa missão, mas graças à intervenção de Mu, acaba matando o Dragão Negro ao invés do real. Vendo a missão como finalizada, os dois decidem partir para o Santuário, mas retornam devido ao atraso de Misty e Babel. Como Asterion é um dos poucos Cavaleiros capazes de usar telepatia, rapidamente descobre que Marin havia traído o Santuário. Após derrotá-la, os dois a amarram ao mar como isca para Seiya. O Cavaleiro de Pégaso retorna e mata Moses, mas é derrotado pelos poderes de Asterion. Enquanto isso, Marin consegue se libertar e ataca o Cavaleiro de Prata. Fechando sua mente, Marin consegue derrotá-lo, mas o deixa viver para que possa mandar um aviso ao Grande Mestre. Na saga de Hades no mangá, é revelado que Asterion foi morto após voltar ao Santuário, pois um túmulo com seu nome é visto no cemitério.
Ataques:
Million Ghost Attack - Ataque de Um Milhão de Fantasmas

Jamian de Corvo[editar | editar código-fonte]

(烏座クロウのジャミアン, Kurō no Jamian?)
Conhecido no Santuário como o Cavaleiro que controlava corvos como seus próprios membros, o inglês Jamian fez parte da segunda equipe de Cavaleiros de Prata enviada para sequestrar Saori Kido e destruir o Coliseu em que a Guerra Galáctica aconteceu. Ele consegue capturar a jovem, mas é seguido por Seiya. Após derrotar o Cavaleiro de Pégaso, Jamian sofre com a retaliação de Saori, que usa o Cosmo de Athena para fazer seus corvos se voltarem contra ele. Confuso e ultrajado, ele a chama de bruxa e ataca, mas é desafiado por Ikki de Fênix e morre na luta.
Ataques:
Black Wing Shaft - Pluma Negra

Algol de Perseu[editar | editar código-fonte]

(ペルセウス座のアルゴル, Peruseusu no Arugoru?)
O árabe Algol foi um dos Cavaleiros de Prata enviados para destruir o Coliseu que hospedou a Guerra Galáctica e sequestrar Saori Kido. Após a morte de Jamian pelas mãos de Ikki, Algol, Capella e Dante aparecem. Algol transforma Shun em pedra com o Escudo da Medusa, capaz de petrificar oponentes quando abre seus olhos. Algol então enfrenta Shiryu de Dragão, mas se vê em desvantagem depois que o Cavaleiro de Bronze cega seus próprios olhos para não ver o Escudo da Medusa, como último recurso para impedir Algol e salvar seus amigos. Após uma longa batalha, Algol tenta um ataque final, mas é morto por Shiryu, que usa seu Cosmo para "ver" além de sua cegueira.
Ataques:
Ra's al-Ghul Gorgonio - Górgona Demoníaca

Capella de Auriga[editar | editar código-fonte]

(御者座アウリガのカペラ, Auriga no Kapera?)
O grego Capella foi enviado juntamente com Jamian, Algol e Dante para destruir o Coliseu em que aconteceu a Guerra Galáctica e capturar Saori Kido. Após matar Jamian, Ikki provoca os outros Cavaleiros de Prata e desenha uma linha entre ele e seus oponentes que não deveria ser atravessada. Capella o desafia e atravessa a linha, e como resultado é atacado por Ikki e acaba inconsciente. Após despertar, Capella desafia Ikki novamente e o ataca com seus discos, mas é superado pelas técnicas de ilusão de Ikki e morto por ele.
Ataques:
Saucer Kōgeki - Discos Mortais

Dante de Cérbero[editar | editar código-fonte]

(地獄の番犬座ケルベロスのダンテ, Keruberosu no Dante?)
Assim como Jamian, Algol e Capella, o italiano Dante tinha como missão destruir a Fundação Graad e o Coliseu em que a Guerra Galáctica ocorreu e trazer Saori Kido para o Santuário. Após a morte de Jamian, Dante aparece acompanhado de Algol e Capella para confrontar Ikki. Após derrotar Capella, Ikki se defende do ataque de Dante e destrói as bolas de ferro que o Cavaleiro de Prata utiliza em seus ataques. Ikki deixa Dante inconsciente para enfrentar Capella novamente. Enquanto isso, os outros Cavaleiros de Bronze chegam à cena e Shun acaba derrotando Dante em combate.
Ataques:
Jigoku no Kōkyūsa - Maça Infernal

Algethi de Hércules[editar | editar código-fonte]

(ヘラクレス星座のアルゲティ, Herakuresu no Arugeti?)
Quando Aiolia foi enviado ao Japão para eliminar os Cavaleiros de Bronze, três Cavaleiros de Prata receberam a missão de observá-lo. Um destes foi o sul-africano Algethi, o Cavaleiro de maior força física do Santuário. Quando Aoilia decidiu poupar a vida de Seiya, Algethi e os outros entraram em cena para eliminar o Cavaleiro de Pégaso. Após receber os ataques dos três, Seiya recebe a ajuda inesperada da Armadura de Ouro de Sagitário, que se une ao corpo de Seiya para protegê-lo. O trio ignora o aviso de Aiolia de manter distância e tenta atacar Seiya, sendo eliminado pela Armadura de Sagitário em segundos.
Ataques:
Kornephoros - Poder Supremo de Hércules

Dio de Mosca[editar | editar código-fonte]

(銀蝿座ムスカのディオ, Musuka no Dio?)
O mexicano Dio e outros dois Cavaleiros de Prata tinham a missão de vigiar Aiolia para verificar se ele realmente mataria os Cavaleiros de Bronze. Ao perceber que Aiolia não o faria, o trio entra em cena para acabar com Seiya. O Cavaleiro de Mosca e seus parceiros tentam finalizar o serviço rapidamente, mas os planos do trio são interrompidos quando a armadura de Sagitário surge repentinamente e veste Seiya. Com a armadura de Ouro, Seiya teve o poder de seus golpes aumentados, e com um ataque vence todos.
Ataques:
Dead End Fly - Voo Mortal

Sirius de Cão Maior[editar | editar código-fonte]

(巨犬座カニスマヨルのシリウス, Kanisumayoru no Shiriusu?)
O alemão Sirius era líder de uma expedição enviada para vigiar Aiolia de Leão, que tinha a missão de matar Seiya. Ao perceber que Aiolia não cumpriria as ordens do Santuário, Sirius e seus comandados entram em cena para acabar com Seiya. Mas eles nada puderam fazer, pois a desaparecida Armadura de Sagitário surge do céu e veste Seiya. Munido de mais poder, o Cavaleiro de Pégaso mata os três de uma única vez.
Ataques:
Great Mountain Smasher - Grande Punho Esmagador

Ptolemy de Sagitta[editar | editar código-fonte]

(矢座サジッタのトレミー, Sajitta no Toremī?)
Quando Seiya e os outros chegam ao Santuário, o egípcio Ptolemy os recepciona como um guia que ali estava a mando do Grande Mestre. Ao falar das doze casas e levá-los até as escadarias da Casa de Áries, Ptolemy revela sua verdadeira identidade e atinge Athena com uma flecha dourada, fazendo com que começassem as lutas contra os Cavaleiros de Ouro. Ptolemy acaba vencido por Seiya, e antes de morrer diz que os Cavaleiros de Bronze tem doze horas para chegar até o Grande Mestre, caso contrário Athena morrerá.
Ataques:
Phantom Arrow - Flechas Fantasmas

Daidalos de Cefeu[editar | editar código-fonte]

(ケフェウス星座のダイダロス, Kefeusu no Daidarosu?)
Mentor de Shun e June de Camaleão, treinou a dupla na Ilha de Andrômeda. Ele foi assassinado por Aphrodite de Peixes por concordar com o pensamento de que o Santuário estaria corrompido pelo mal. Ele não se concentra em um tipo específico de ataque, e concentra suas habilidades em anular os ataques dos oponentes. O argentino Daidalos sabia manipular armas de outras Armaduras, apesar da sua não possuí-las. Assim como Orphée de Lira, ele é considerado um Cavaleiro de Prata de poder equivalente a um de Ouro. No anime, Daidalos foi substituído por Albiore de Cefeu, um personagem com aparência diferente, mas papel similar.

Orphée de Lira[editar | editar código-fonte]

(琴座ライラのオルフェ, Raira no Orufe?)
Nascido na Grécia, um Cavaleiro de Prata que dizem ser tão poderoso como um Cavaleiro de Ouro, e também um virtuoso musico da lira. Assim como o herói grego trágico Orphée, ele tinha uma amante chamada Eurydice que havia falecido, e com determinação, ele se encontrou com o Imperador Submundo, Hades, e tocou sua música para ter Eurydice de volta. Tendo seu desejo realizado, ele foi orientado a não olhar para trás durante a viagem de volta ao mundo dos vivos, até que ele chegou à superfície, infelizmente, Pharaoh de Esfinge falsificou uma luz do sol e enganou Orphée em virar. Eurydice se transformou no meio do caminho em pedra e, portanto, Orphée decidiu ficar com ela para sempre no submundo. Quando os Cavaleiros de Athena invadiram os domínios de Hades, ele libertou Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda das garras de Pharaoh. Essa ação levou à revelação de que Pharaoh tinha enganado Orphée e em uma batalha de música O Cavaleiro matou o Espectro. Renovando seus votos como um Cavaleiro de Prata de Athena, Orphée em seguida, fez a escolha para ajudar seus companheiros de Bronze a derrotar Hades, e os levou para a sala do trono do deus. Com doce melodia, ele enfeitiçou os 3 juízes e Pandora, mas seu truque não funcionou em Rhadamanthys de Wivern que eventualmente o matou.
Ataques:
Stringer Nocturn - Acorde Noturno
Stringer Fine - Acorde Perfeito
Death Trip Serenade - Serenata da Viagem da Morte

Cavaleiros de Ouro[editar | editar código-fonte]

(黄金聖闘士ゴールドセイント, Gōrudo Seinto?)

Os mais poderosos Cavaleiros do exército de Athena e integrantes de sua guarda pessoal. Eles utilizam as 12 Armaduras de Ouro que correspondem às constelações e signos zodiacais. Os Cavaleiros de Ouro são mestres do sétimo sentido, a essência do Cosmo. Tal maestria os garante habilidades miraculosas, como superar em muitas vezes a velocidade da luz. Eles também são os 12 guardiões das 12 casas do zodíaco. No final da batalha do santuário, os 5 cavaleiros de ouro ficam a favor dos 5 cavaleiros de bronze contra o Saga de Gêmeos. Na batalha contra o Asgard, os 5 Cavaleiros de Ouro consertaram as 5 armaduras de bronze, que ficaram novinhas em folha. Na batalha contra o Poseidon, as armaduras de bronze ficam douradas por conta das forças dos Cavaleiros de Ouro. Os Cavaleiros de Ouro não podiam sair do Santuário, pois eles acreditavam que não podiam ajudar os Cavaleiros de Athena. Mas naquele momento, as armaduras douradas de Sagitário, Aquário e Libra salvaram a vida de Seiya, Hyoga e Shiryu.

Mu de Áries[editar | editar código-fonte]

(牡羊座アリエスのムウ, Ariesu no Mū?)
Cavaleiro de Áries do século XX. Díscipulo e sucessor de Shion de Áries e mentor de Kiki. Jovem tranquilo cujo semblante sereno oculta enorme poder, o tibetano Mu também é um homem de muitos talentos, ao ponto de ser considerado o Cavaleiro de Ouro com maior perícia em psicocinese, além de hábil na arte de restaurar Armaduras. Mu deixou o Santuário logo após o assassinato de Shion, pois não acreditava na legitimidade do Grande Mestre. Ele passa a viver na distante região de Jamir. Importante aliado dos Cavaleiros de Bronze, ele restaura as Armaduras dos jovens em diversos momentos da obra. Mu salvou a vida dos Cavaleiros de Bronze durante as batalhas contra os Cavaleiros Negros e ajudou Seiya no duelo contra Misty de Lagarto. Durante o conflito das 12 casas, ele se afilia a Dohko de Libra e aos Cavaleiros de Bronze, revelando aos jovens o segredo do sétimo sentido e se opondo à tirania do Grande Mestre. Durante a guerra contra Poseidon, ele impede que os outros Cavaleiros de Ouro partam para a batalha, pois o retorno de Hades estava próximo. Durante a guerra contra Hades, Mu demonstra grande poder e habilidade de combate e derrota diversos Espectros, mas acaba derrotado por Rhadamanthys de Wyvern, que o aprisiona. Posteriormente, ele é revitalizado pelo Cosmo de Athena e se sacrifica com os outros Cavaleiros de Ouro para romper o Muro das Lamentações. Tem o título de O Homem que Conhece a Essência das Armaduras e sua casa é conhecida como O Templo do Carneiro Branco (白羊宮, Hakuyokyū?).
Ataques:
Crystal Wall - Muralha de Cristal
Stardust Revolution - Revolução Estelar
Starlight Extinction - Extinção Estelar
Crystal Net - Rede de Cristal
Athena Exclamation - Exclamação de Athena (executado em conjunto com Aiolia e Milo)

Aldebaran de Touro[editar | editar código-fonte]

(牡牛座タウラスのアルデバラン, Taurasu no Arudebaran?)
Um Cavaleiro de bom coração, com imensa força física e velocidade inigualável graças às suas técnicas similares ao princípio de combate iai. O brasileiro Aldebaran foi um Cavaleiro de Ouro verdadeiramente dedicado ao papel de proteger a paz e a justiça na Terra. Durante o conflito dos doze templos, inicialmente se opõe aos Cavaleiros de Bronze, pois foi enganado pelo Grande Mestre, que os declarou como traidores. Aldebaran enfrentou Seiya de Pégaso, cuja determinação em batalha fez suas suspeitas contra o Grande Mestre crescerem ainda mais. Seiya prometeu arrancar um dos chifres do elmo de Aldebaran para provar que sua causa era justa. Aldebaran aceita, mas não acredita que o rapaz conseguiria cumprir tal feito. Para sua surpresa, Seiya cumpre a promessa, e Aldebaran o permite prosseguir. No ápice da batalha entre Seiya e Saga de Gêmeos, Aldebaran percebe que suas suspeitas contra o Santuário estavam corretas e jura lealdade a Athena ao encontrá-la. Na saga de Poseidon, Aldebaran protege os Cavaleiros de Bronze moribundos contra um ataque de Sorrento de Sirene e acaba derrotado. Na saga de Hades, Aldebaran é morto por Niobe de Deep, mas consegue eliminar o Espectro antes de morrer. Após ser revitalizado pelo Cosmo de Athena, se sacrifica com os outros Cavaleiros de Ouro para romper o Muro das Lamentações. Tem o título de O Furioso Touro Dourado e sua casa é conhecida como O Templo do Touro Dourado (金牛宮, Kingyūkyū?).
Ataques:
Great Horn - Grande Chifre

Saga de Gêmeos[editar | editar código-fonte]

(双子座ジェミニのサガ, Jemini no Saga?)
O principal Cavaleiro de Gêmeos e um dos Cavaleiros mais poderosos do século XX e irmão de Kanon. No passado, o grego Saga era a personificação do Cavaleiro ideal, amado por todos e de alma pura. Apesar de sua devoção à Athena, Saga começou a demonstrar traços de dupla personalidade, graças a um plano de seu irmão Kanon para desviá-lo do caminho da justiça. Influenciado pelo lado maléfico de sua personalidade, Saga decide tomar conta do Santuário e assassinar Athena para dominar o mundo com mão de ferro. Para isso, ele assassina o Grande Mestre e assume sua identidade, mas não consegue matar Athena, salva ainda bebê pela intervenção de Aiolos de Sagitário. Saga continuou sob a alcunha de Grande Mestre até quando a rebelião dos Cavaleiros de Bronze expôs seus planos. Os jovens conseguem derrotar o cosmo maligno que dominava a sua mente, e após se ver livre de seu lado maléfico, Saga comete suicídio para pagar pelas atrocidades que cometeu. Meses depois, é ressuscitado junto com Camus de Aquário e Shura de Capricórnio por Hades e jura lealdade a ele, mas se mantém fiel a Athena. Fingindo querer a morte da deusa, Saga revela a ela a estratégia de vitória contra Hades e assiste desesperado o suicidio de Athena. Pouco tempo depois, Saga volta ao mundo dos mortos, pois a vida que Hades lhe deu era apenas temporária. Na conclusão da batalha contra o submundo, Athena o traz de volta à vida mais uma vez e ele se junta aos outros Cavaleiros de Ouro, num sacrifício final para destruir o Muro das Lamentações. Tem o título de A Encarnação de um Deus e sua casa é conhecida como O Templo dos Gêmeos (双児宮, Soujikyū?).
Ataques
Galaxian Explosion - Explosão Galáctica
Another Dimension - Outra Dimensão
Genrō Maō Ken - Satã Imperial
Athena Exclamation - Exclamação de Athena (executado em conjunto com Shura e Camus)
Kanon de Gêmeos[editar | editar código-fonte]
(双子座ジェミニのカノン, Jemini no Kanon?)
Nascido na Grécia, Kanon é irmão gêmeo do Cavaleiro de Ouro Saga de Gêmeos, que tinha o propósito de substituir Saga como Cavaleiro de Gêmeos, caso algo ocorresse com o mesmo. Kanon sempre teve uma atitude oposta a de seu irmão; enquanto Saga era bondoso, Kanon era maléfico e planejava destruir o Santuário e, por este motivo ele foi aprisionado na prisão do Cabo Sounion, um lugar onde ninguém conseguiria sair sem a ajuda de um Deus. Várias vezes ele esteve perto da morte, porém, sempre foi salvo pelo Cosmo da deusa Athena. Nesta prisão, Kanon acaba encontrando uma caverna com o Tridente de Poseidon, que, ao retirá-lo da rocha, acaba caindo diretamente no templo submarino do deus no fundo do Mar Egeu. Despertando Poseidon, Kanon finge ser seu General Marina de Dragão Marinho e consegue enganar o deus, a fim de realizar o seu desejo maligno de tornar-se um deus e dominar a Terra. Como protetor do pilar do Oceano Atlântico Norte, Kanon lutou conta Ikki de Fênix, mas Sorento de Sirene, depois de descobrir das reais intenções de Kanon, aparece e o detém para Ikki destruir o pilar. Por todas as suas ações malignas, Kanon é desacreditado pelos outros Cavaleiros de Ouro quando afirma estar arrependido. Porém, depois de passar pela provação de Milo de Escorpião sem reagir e proteger o Santuário contra a invasão dos Espectros de Hades, Kanon é perdoado por seus pecados e começa a vestir a Armadura de Ouro de Gêmeos. Kanon e Dohko de Libra partem para o Mundo dos Mortos, e lá enfrenta diversos Espectros, incluindo o Juiz do Inferno Rhadamanthys de Wyvern, contra quem Kanon se sacrifica para poder derrotar, pondo fim à sua penitência e sendo uma peça importantíssima na vitória de Athena contra Hades. Kanon também é conhecido como O Imortal.
Ataques
Golden Triangle - Triângulo de Ouro
Galaxian Explosion - Explosão Galáctica
Genrō Maō Ken - Satã Imperial
Another Dimension - Outra Dimensão

Deathmask de Câncer[editar | editar código-fonte]

(蟹座キャンサーのデスマスク, Kyansā no Desumasuku?)
Também conhecido como Máscara da Morte, Cavaleiro de Ouro Câncer no Sec. XX, o italiano Deathmask é um sádico e sanguinário assassino que acredita que, para um objetivo maior, alguns sacrifícios são inevitáveis. Seu codinome é justamente para caracterizar sua personalidade horrível e de um senso de humor extremamente ácido. Com o seu golpe Ondas do Inferno, é capaz de mandar seus adversários para a fronteira entre o Mundo dos Mortos e dos Vivos. É derrotado por Shiryu de Dragão na Batalha das Doze Casas. Quando o Dragão estava prestes a ser jogado no Sekishiki, a armadura de Câncer abandona o corpo de Deathmask, ao passo que Shiryu queimava seu cosmo ao máximo, sendo o próprio Deathmask jogado no Sekishiki. Na Guerra Santa, volta como espectro de Hades, arrependido de seus atos em vida e disposto a avisar Athena sobre os planos de Hades. Mas é derrotado junto de Aphrodite de Peixes (também como espectro) por Mu na Casa de Áries, quando este se entrega à fúria. Também se sacrifica para derrubar o Muro das Lamentações, morrendo como um verdadeiro Cavaleiro. Tem o título de O Homem que Aprecia as Lutas e Massacres e sua casa é conhecida como O Templo do Caranguejo Gigante (巨蟹宮, Kyokaikyū?).
Ataques:
Sekishiki Meikai Ha - Ondas do Inferno

Aiolia de Leão[editar | editar código-fonte]

(獅子座レオのアイオリア, Reo no Aioria?)
Cavaleiro de Leão no sec. XX, é irmão mais novo de Aiolos de Sagitário. Humilde, cortês e muito sábio, o grego Aioria é exemplo para todos os outros Cavaleiros. Aiolia é capaz de disparar até 100.000.000 de golpes por segundo. Foi o Segundo Cavaleiro de Ouro a aparecer, mas sem revelar sua posição. Sempre sofreu com a falsa história sobre seu irmão ser um traidor de Athena, sendo constrangido por muitas pessoas do Santuário. Quando o Mestre Ares (Saga de Gêmeos) chama Milo de Escorpião para aniquilar Saori e os Cavaleiros de Bronze, Aioria intervém e pede para que a missão lhe seja incumbida, ameaçando até entrar em confronto contra o Escorpião, tudo isso para "limpar" o nome de seu irmão. Mas Aiolia descobre a verdade sobre Ares e vai tirar satisfação com Ares, entrando em confronto contra Shaka de Virgem. Na Batalha das Doze Casas, sob o controle de Ares, quase mata Seiya de Pégaso com o seu enorme poder, mas acaba recobrando a consciência depois de matar Cassios. Shaina vê Aioria carregando Cassios em seus braços e fica sabendo o que aconteceu. Shaina relutante ao perder seu pupilo, decide ir ao Santuário acertar contas com o Mestre Ares, mas Aioria a detém e enterra Cassios. Na Guerra Santa, Aioria vence vários espectros que invadem a Casa de Leão, quando é paralisado por Raimi de Verme, mas acaba vencendo. Na saga Inferno, Aiolia de Leão, Mu de Áries e Milo de Escorpião são castigados, e posteriormente mortos por um dos 3 juízes do inferno, Rhadamanthys de Wyvern, porque os Cavaleiros de Ouro só podiam usar no máximo 10% de seus poderes por causa da proteção e maldição de Hades. Volta à vida e se sacrifica no Muro das Lamentações junto aos outros onze Cavaleiros de Ouro. Tem o título de Um Modelo de Cavaleiro e sua casa é conhecida como O Templo do Leão (獅子宮, Shishikyū?).
Ataques:
Lightning Bolt - Cápsula do Poder
Lightning Plasma - Relâmpago de Plasma
Athena Exclamation - Exclamação de Athena (executado em conjunto com Mu e Milo)

Shaka de Virgem[editar | editar código-fonte]

(乙女座バルゴのシャカ, Barugo no Shaka?)
Cavaleiro de Virgem do sec. XX, um dos cavaleiros mais poderosos do século XX. É conhecido como O Homem mais Próximo de Deus (Buda), título recebido em função do indiano Shaka ser considerado a reencarnação de Buda, ou de estar sempre próximo ao mesmo e também de ser o cavaleiro que possui o cosmo mais próximo dos deuses, é o primeiro da era atual a atingir o Oitavo Sentido. Shaka nasceu e treinou na Índia, e mantinha contato telepático com Buda, que lhe revelava as respostas a muitas de suas perguntas. Ao longo dos anos, Shaka aprendeu muito com seu antepassado, incluindo a habilidade de selar o cosmo, aumentando seu cosmo nos olhos com seus mantras de meditação sagrados. Pouco antes da Batalha das Doze Casas, Shaka de Virgem e Aiolia de Leão se desentendem após Aiolia descobrir a verdade sobre o falso Mestre, o que quase gerou um confronto de mil dias entre os dois. Após isso, derrotou facilmente Seiya de Pégaso, Shiryu de Dragão e Shun de Andrômeda na casa de Virgem. Logo em seguida surge Ikki de Fênix para confrontá-lo, mas o mesmo não resiste ao imenso poder de Shaka. Após uma intensa batalha o Cavaleiro de Bronze se utiliza de um golpe suicida como último recurso para vencer Shaka, Ikki havia perdido todos os seus sentidos depois que o Cavaleiro de Virgem abriu seus olhos durante a luta, mas o golpe de Ikki apenas os mandou para uma outra dimensão, ambos continuaram vivos e Ikki contou a Shaka a verdade sobre o Mestre. Na Guerra Santa, confronta por duas vezes os cavaleiros revividos por Hades, Saga de Gêmeos, Shura de Capricórnio e Camus de Aquário. Aparentemente ele os vence na Casa de Câncer, mas eles chegam disfarçados até Casa de Virgem, onde Shaka é morto propositalmente a fim de ir atrás de Hades no inferno acompanhando Athena. Também se sacrifica junto aos outros 11 Cavaleiros de Ouro no Muro das Lamentações. Tem o título de O Homem mais Próximo de Deus e sua casa é conhecida como O Templo da Donzela (処女宮, Jyojyōkyū?).
Ataques:
Ohm
Kahn
Tenma Kōfuku - Rendição Divina
Rikudō Rinne - Ciclo das Seis Existências
Tenbu Hōrin - Tesouro do Céu
Tenkū Haja Chimimōryō - Invocação dos Espíritos Malignos

Dohko de Libra[editar | editar código-fonte]

(天秤座ライブラ童虎ドウコ, Raibura no Dōko?)
Conhecido também como Mestre Ancião (老師, Rōshi?), o libriano é o mais velho de todos os Cavaleiros de Athena. Possui personalidade extremamente equilibrada, além de ser muito calmo, sábio, esclarecido e correto, sendo o mais resistente, poderoso e respeitado entre todos os Cavaleiros conforme o mangá e anime. O chinês Dokho aparece em quase todos os Mangás e Animes da série, devido aos seus 261 anos de idade. Foi o mestre de Shiryu de Dragão. Ele e Shion de Áries foram os únicos sobreviventes da Guerra Santa em 1743, sendo que este se tornou o Grande Mestre do Santuário, e Dokho ficou encarregado de vigiar o selo que aprisionava Hades, sendo que nunca saía dos 5 picos antigos da China. Posteriormente, com a queda de Saga de Gêmeos como Grande Mestre, foi intitulado neste posto, sem sair dos 5 picos, e sua primeira determinação foi que nenhum dos Cavaleiros de Ouro sairíam do Santuário, porque ele já previa a Guerra Santa. Na saga Santuário, na batalha contra os espectros de Hades, usou sua técnica Misopethamenos, possibilitado pelo envelhecimento retardado concedido por Athena, que permitiu que o coração dele batesse apenas 100.000 vezes por ano (100.000 é o número médio de batimentos diários do coração), assim, em 243 anos, Dohko envelheceu o equivalente a apenas 243 dias. A técnica o faz sair de sua forma de velho Gnomo para uma aparência e vigor de quando tinha 18 anos de idade, sendo que finalmente veste a armadura de Libra no anime, depois de muitos episódios e espera, e aplica em Shion o poderoso Golpe Cólera dos Cem Dragões. Na saga de Hades, se sacrifica junto com os outros 11 Cavaleiros de Ouro para derrubar o Muro das Lamentações utilizando a técnica da criação do sol que pode destruir qualquer coisa. Tem o título de A Balança Entre o Bem e o Mal e sua casa é conhecida como O Templo da Balança (天秤宮, Tenbinkyū?).
Ataques:
Rozan Shōryū Ha - Cólera do Dragão
Rozan Hyakuryū Ha - Cólera dos 100 Dragões
Armas de Libra:
  • Gold Sword - Espada de Ouro
  • Gold Trident - Tridente de Ouro
  • Gold Shield - Escudo de Ouro
  • Gold Tongfa - Tonfa de Ouro
  • Gold Nunchaku / Gold Twin Barre - Barra Dupla de Ouro
  • Gold Sansetsukon / Gold Triple Barre - Barra Tripla de Ouro

Milo de Escorpião[editar | editar código-fonte]

(蠍座スコーピオンのミロ, Sukōpion no Miro?)
Cavaleiro de escorpião do Sec. XX, o grego Milo possui um dos Golpes mais fatais de todos: o Agulha Escarlate. De personalidade por vezes altiva, porém protetor, nobre e justo, Milo destrói a Ilha de andrômeda, por ordem do Grande Mestre. Trava uma árdua batalha contra o Cavaleiro de Prata Albiore de Cefeu, mestre de Shun de Andrômeda, e só vence por causa da essencial ajuda de Aphrodite de Peixes. Na Batalha das Doze Casas, confronta contra Hyoga de Cisne. Milo castiga Hyoga com suas agulhas escarlates, mas por respeito à seu amigo Camus de Aquário, que é Mestre do Cisne, e por uma ponta de bondade, dá a chance de Hyoga desistir da luta e abandonar o Santuário, ja que este estava a um golpe de morrer (se forem aplicadas 15 agulhas escarlates, o oponente morre). Mas a persistência de Hyoga em continuar e ajudar seus amigos faz Milo desconfiar do Mestre e após levar o Pó de Diamante, percebeu que o Cisne poderia tê-lo vencido na batalha, senão fosse pela Armadura de Ouro de Escorpião. Milo cura Hyoga de sua hemorragia e para de lutar, deixando-o prosseguir. Situação idêntica ocorre em sua batalha contra Kanon de Gêmeos, e ao final, reconhece que este estava ao lado da justiça. Por Milo ter um senso de justiça muito aguçado, ao cavaleiro de escorpião é normalmente dado o fardo de julgar aqueles que se dizem arrependidos por seus pecados, como aconteceu com Kanon de Gêmeos. Após a morte de Shaka, o Cavaleiro de Escorpião vai até a Casa de Virgem para derrotar os espectros de Saga de Gêmeos, Shura de Capricórnio e Camus de Aquário, por julga-los inimigos do Santuário após terem atacado um ex-companheiro. Foi morto por Rhadamanthys de Wyvern na saga Inferno e também sucumbiu ao sacrifício dos Cavaleiros de Ouro para derrubar o Muro das Lamentações. Tem o título de O Impacto Rubro e sua casa é conhecida como O Templo do Escorpião Celestial (天蝎宮, Tenkatsukyū?).
Ataques:
Scarlet Needle - Agulha Escarlate
Antares Scarlet Needle - Agulha Escarlate de Antares
Recstrinction - Barreira
Athena Exclamation - Exclamação de Athena (executado em conjunto com Mu e Aiolia)

Aiolos de Sagitário[editar | editar código-fonte]

(射手座サジタリアスのアイオロス, Sajitariasu no Aiorosu?)
Cavaleiro de Ouro de Sagitário no Sec. XX, o grego Aioros foi o salvador de Athena das mãos de Saga de Gêmeos, quando aquela ainda era bebê. Mas por armação de Saga, foi declarado traidor do Santuário e julgado como o que tentou matar Athena. O sagitariano foge com o bebê e é perseguido, sendo gravemente ferido pela excalibur de Shura de Capricórnio. Antes de morrer em decorrência dos ferimentos, Aioros encontra o empresário japonês Mitsumasa Kido. Ele explica a situação para Mitsumasa lhe confiando a bebê Athena e a urna com a Armadura de Sagitário, morrendo pouco depois. Além de suas habilidades de luta, tinha excelente personalidade, caráter, humildade e grande senso de justiça, passos seguidos por seu irmão mais novo, Aiolia de Leão. Ele pode ser considerado um verdadeiro exemplo de Cavaleiro de Athena por continuar a protegê-la, bem como a ajudar seus companheiros, mesmo após a morte. Tem o título de Um Cavaleiro Exemplar e sua casa é conhecida como O Templo do Centauro (人馬宮, Jinbakyū?).
Ataques:
Atomic Thunderbolt - Trovão Atômico

Shura de Capricórnio[editar | editar código-fonte]

(山羊座カプリコーンのシュラ, Kapurikōn no Shura?)
O espanhol Shura de Capricórnio é o Cavaleiro de Ouro que protege a Casa de Capricórnio no Santuário. Detém o título de Cavaleiro mais leal à Athena, recebendo da Deusa a espada sagrada Excalibur como recompensa a este status. Possui uma estátua na Casa de Capricórnio que ilustra Athena entregando-lhe a Espada. Com um orgulho grandioso, suas técnicas de luta corporal são as mais avançadas entre os Cavaleiros de Ouro e sua principal técnica, Excalibur, é um golpe capaz de cortar tudo e todos como uma espada, que pode ser utilizada com os seus dois braços e pernas. Shura, mesmo sendo amigo de Aiolos, não deixou seus ideais de fidelidade à Athena de lado e achando que o Cavaleiro de Sagitário era um traidor, passou a enfrentá-lo em um combate. Shura feriu Aiolos gravemente, o que ocasionou sua morte. Na Batalha das Doze Casas, Shura confronta Shiryu de Dragão, de quem corta toda a armadura de bronze e atinge mortalmente o coração do Dragão com a Excalibur. Sem saída, o Dragão acaba aplicando o golpe suicida, O Último Dragão em Shura, golpe que é capaz de destruir qualquer um, segundo Dohko que o ensinou que acaba por matá-lo, mesmo Shiryu tendo anulado o golpe por perceber que Shura descobriu a verdade no cavaleiro de bronze e o salva protegendo-o com sua armadura sagrada o enviando para terra e presenteando-o com o golpe Excalibur. Posteriormente, Shura reaparece na Saga de Hades junto a Saga de Gêmeos e Camus de Aquário, como expectro de Hades, com a aparente missão de matar Athena e levar sua cabeça até o Deus dos Mortos. Mas, ao fim revela-se que sua missão era na verdade alertar Athena sobre os planos de Hades e mostrar-lhe a sua armadura. Shura também ressuscita e se sacrifica para derrubar o Muro das Lamentações. Tem o título de O Homem que Levou Seus Membros ao Limite Para Chamá-los de Espada Sagrada e sua casa é conhecida como O Templo do Bode Montês (磨羯宮, Makatsukyū?).
Ataques:
Excalibur
Jumping Stone - Pedras Saltitantes
Athena Exclamation - Exclamação de Athena (executado em conjunto com Saga e Camus)

Camus de Aquário[editar | editar código-fonte]

(水瓶座アクエリアスのカミュ, Akueriasu no Kamyu?)
Cavaleiro de índole impecável e exemplar, apesar de sua extrema frieza e aparente indiferença aos sentimentos humanos, o francês Camus foi mestre de Hyoga de Cisne e do General Marina Isaac de Kraken. Ele ensinou aos seus pupilos as lições dos Cavaleiros, para que fossem capazes de proteger a paz na Terra. Apesar de suspeitar do Grande Mestre, Camus se opõe aos Cavaleiros de Bronze por pensar que são traidores. Durante o conflito dos doze templos, Camus enfrentou seu pupilo Hyoga em um terrível duelo. Por pensar que Hyoga não era forte o suficiente para aquela batalha e com medo que outro Cavaleiro de Ouro o matasse em tal batalha, Camus resolve prender Hyoga em um caixão de gelo. Porém, Hyoga é libertado por Shiryu e trava outra batalha contra Camus, que dessa vez, usa todo seu poder para assassinar seu discípulo. Ele revela para Hyoga, que numa batalha entre dois cavaleiros do gelo, vence aquele que estiver com o poder mais próximo do zero absoluto. Camus é derrotado por Hyoga e morre, mas suas memórias e ensinamentos continuam vivos, dentro do Cavaleiro de Cisne. Posteriormente, Camus seria revivido na Saga de Hades. Junto com Saga e Shura, através do poder de Hades e aparentemente jura lealdade a ele, mas mantém lealdade a Athena. Camus e os outros, na verdade enganaram Hades para entregar á Athena sua armadura Durante a guerra com Hades, ele se sacrifica com os outros Cavaleiros de Ouro para romper o Muro das Lamentações. Tem o título de O Mago da Água e do Gelo e sua casa é conhecida como O Templo da Urna Preciosa (宝瓶宮, Hōheikyū?).
Ataques:
Aurora Execution - Execução Aurora
Freezing Coffin - Esquife de Gelo
Diamond Dust - Pó de Diamante
Athena Exclamation - Exclamação de Athena (executado em conjunto com Saga e Shura)

Aphrodite de Peixes[editar | editar código-fonte]

(魚座ピスケスのアフロディーテ, Pisukesu no Afurodīte?)
Cavaleiro de Peixes do século XX, considerado o Cavaleiro mais belo, cuja beleza rivaliza apenas com sua força. Aphrodite, acabou se desviando do caminho da virtude e jurando lealdade ao Grande Mestre do Santuário, mesmo sabendo de suas más intenções, com a justificativa que a justiça deve estar na mão dos mais fortes. Aphrodite eliminou Daidalos de Cefeu, mestre de Shun de Andrômeda e June de Camaleão, como punição por desobedecer o Santuário. Durante o conflito dos doze templos, Aphrodite é morto por Shun após uma longa batalha, como vingança pelo assassinato de seu mentor. Durante a saga de Poseidon, é revelado que Aphrodite reencontrou sua lealdade a Athena após sua morte. Na saga de Hades, Aphrodite é trazido de volta à vida como lacaio de Hades, mas mantém secretamente sua lealdade a Athena. Após um conflito com Rhadamanthys de Wyvern, ele se sacrifica com os outros Cavaleiros de Ouro para romper o Muro das Lamentações. Tem o título de O Guerreiro Cuja Beleza Transcende o Céu e a Terra e sua casa é conhecida como O Templo dos Peixes Gêmeos (双魚宮, Sogyōkyū?).
Ataques:
Royal Demon Rose - Rosas Diabólicas Reais
Piranhan Rose - Rosas Piranhas
Bloody Rose - Rosa Sangrentas

Grande Mestre Shion[editar | editar código-fonte]

(教皇きょうこうシオン, Kyōkō Shion?), outrora conhecido como Shion de Áries (牡羊座アリエスのシオン, Ariesu no Shion?)
Antigo Cavaleiro de Áries e Mestre do Santuário, o tibetano Shion nascido em 30 de Março de 1725 é um sobrevivente da guerra contra Hades no século XVIII. Após a derrota de Hades, foi eleito o Grande Mestre do Santuário, sua fama percorreu o mundo e era muito respeitado por todos dentro e fora do Santuário pela sua sabedoria por seu grande poder sua experiência e atos de justiça, seu mandato durou até o final do século XX, quando foi assassinado por Saga de Gêmeos quando velho e fraco em uma cilada dentro do Star Hill, que roubou seu posto. Shion sobreviveu todo esse tempo graças a habilidade natural do seu povo, fazendo com que envelheça lentamente e assim viva muitos anos, também é junto à Dohko um dos dois cavaleiro mais poderosos a serviço de Athena. Ele foi mentor de Mu de Áries e lhe ensinou a mitologia dos Cavaleiros e as artes de restauração de Armaduras. Shion foi trazido de volta à vida 13 anos após sua morte por Hades, que lhe ofereceu vida eterna em troca de sua lealdade. Leal a Athena mesmo depois da morte, Shion aceitou a proposta mas continuou fiel à deusa em segredo e sua estatégia foi seguida pelos outros Cavaleiros revividos. A verdadeira missão de Shion era encontrar Athena e lhe dar sua Armadura, mas não consegue fazê-lo pois sua nova vida era apenas temporária. Ao invés disso, Shion orienta os Cavaleiros de Bronze a respeito da Armadura de Athena e revela o segredo do último estágio de evolução das Armaduras após serem banhadas em sangue divino. Ainda no século XX, Shion emite sua última ordem como Grande Mestre aos Cavaleiros de Bronze: invadir o submundo e eliminar Hades, antes de exalar seu último suspiro.
Ataques:
Crystal Wall - Muralha de Cristal
Stardust Revolution - Revolução Estelar

Guerreiros Azuis[editar | editar código-fonte]

Alexer[editar | editar código-fonte]

(アレクサー, Arekusā?)
Com o intuito de dominar todas as terras do leste da Sibéria, o príncipe de Bluegraad Alexer matou o próprio pai, mas acabou perdendo para Hyoga de Cisne. Quando Hyoga está prestes a acabar com a vida de Alexer, Yakov o avisa que Natassia, estava presa no gelo. Hyoga a liberta e parte de Bluegraad, deixando Alexer para trás com vida. Ele ainda lhe pergunta por que Cisne salvou sua irmã e Hyoga responde dizendo que sua mãe tinha o mesmo nome dela, Natassia.
Ataques:
Blue Impulse - Impulso Azul

Piotr[editar | editar código-fonte]

(ピョートル, Pyōtoru?)
Em seus incansáveis esforços ajudaram a reconstruir a pequena nação de Bluegraad uma vez devastada. Piotr pretendia restaurar o país à sua antiga glória, mas seu filho Alexer queria expandir suas terras invadindo as regiões ensolaradas ao sul. Não vendo alternativa, Piotr bane Alexer de Bluegraad, mas o herdeiro reúne os lendários Guerreiros Azuis e, em seguida, retorna para Bluegraad e assassina Piotr para conduzir o país no seu lugar.

Natassia[editar | editar código-fonte]

(ナターシャ, Natāsha?)
Filha mais nova de Piotr de Bluegraad e irmã de Alexer. Depois de libertar Hyoga, preso numa masmorra, ela lhe pede para deter a loucura de Alexer, caso contrário ela se mataria. É libertada por Hyoga quando estava presa no gelo.

Reino Marinho[editar | editar código-fonte]

Da mesma forma que Athena tem seus Cavaleiros, Poseidon tem um exército de guerreiros com armaduras que tem o ajudado desde a Idade dos Mitos, os Marinas (海闘士マリーナ, Marīna?). Usando como base o templo submarino de Poseidon no fundo do Mar Egeu, os Marinas são formados por centenas de soldados rasos e comandado por sete poderosos guerreiros conhecidos como Generais Marinas, cujo Cosmo rivaliza ao de um Cavaleiro de Ouro. O dever dos Generais Marinas é proteger os pilares dos Sete Mares que sustentam o templo de Poseidon. O pilar mais forte, no entanto, é defendido pelo próprio Poseidon.

Poseidon[editar | editar código-fonte]

(ポセイドン, Poseidon?)
O deus grego Poseidon é o governante dos mares e dos oceanos e irmão de Zeus e Hades. Em Saint Seiya, Poseidon reencarna na Terra no corpo de um membro da família Solo da Grécia, cujo comércio marítimo é o mais poderoso do mundo há gerações, graças às bênçãos do deus dos mares. No século XX, Poseidon escolhe o corpo do jovem herdeiro da família, Julian Solo (ジュリアン · ソロ, Jurian Soro?), como avatar para atacar a Terra com chuvas torrenciais e maremotos para exterminar a raça humana, considerada por ele como maléfica e sem o direito de gozar das bênçãos dos deuses. Seu plano é construir uma sociedade utópica após a erradicação dos humanos e se vingar de Athena por ter aprisionado sua alma em uma batalha que havia ocorrido séculos atrás. Para isso, Poseidon prende Athena em seu templo submarino, mas Athena foi salva pelos seus Cavaleiros e Poseidon é novamente selado em sua ânfora. Após recobrar a consciência, o jovem Julian Solo decide viajar pelo mundo para ajudar as pessoas que sofreram na catástrofe causada por Poseidon, usando a sua fortuna para assim fazer e tendo ao seu lado Sorrento, o ex-General Marina de Sirene. Mais tarde, Poseidon prova que não é um deus tão perverso, como ele rapidamente desperta para ajudar os Cavaleiros de Bronze na batalha contra Thanatos e Hypnos, enviando para eles as Armaduras de Ouro.

Thetis de Sereia[editar | editar código-fonte]

(人魚姫マーメイドのテティス, Māmeido no Tetisu?)
Uma leal serva de Poseidon, Thetis foi salva por Julian Solo, quando ele ainda era uma criança. Na época, Thetis era um belo peixe que ficou preso na praia, mas foi devolvida ao mar por Julian, fato que ela jamais esqueceu e pelo quê lhe foi sempre grata. Durante o ataque de Poseidon contra as forças de Athena, ela age como mediadora entre as duas facções em conflito. Thetis é uma guerreira de média patente, com poder equivalente ao de um Cavaleiro de Prata, pois é superior aos soldados rasos e subordinada aos Generais Marinas. A guerreira não consegue ajudar seus superiores, pois é derrotada por Shaina de Serpentário. A Amazona poupa sua vida e Thetis consegue salvar Julian Solo em meio ao colapso do templo submerso depois que Athena remove a alma de Poseidon de seu corpo. Thetis se transforma em peixe novamente ao morrer e Julian a devolve ao mar mais uma vez quando a encontra. Na versão do anime, Thetis é uma sereia meio mulher e meio peixe, e aparece nadando livre no mar próximo a Julian desacordado na praia.
Ataques:
Death Trap Coral - Cilada de Coral

Marinas sem patente[editar | editar código-fonte]

(雑兵の海闘士マリーナ, Zōhyō no Marīna?)
A grande maioria do exército de Poseidon, em mais de centenas. Os Marinas sem patente possuem algum nível de controle sobre o Cosmo, até certo ponto, uma vez que exercem uma força sobre-humana. Acredita-se que tenham um poder equivalente ao de um Cavaleiro de Bronze. Eles, também, vestem versões mais fracas das Escamas de seus superiores, os Generais Marinas.

Generais Marinas[editar | editar código-fonte]

Os sete mais poderosos guerreiros do exército de Poseidon, os Generais Marinas (海闘士将軍マリーナジェネラル, Marīna Jeneraru?). Com poderes similares ou superiores ao de um Cavaleiro de Ouro, os Generais Marinas vestem proteções corporais conhecidas como Escamas (鱗衣スケイル, Sukeiru?), que são modeladas por criaturas de lendas marítimas. O dever dos Generais Marinas é proteger os pilares dos Sete Mares que sustentam o templo de Poseidon. Do mesmo que os Cavaleiros de Athena, os sete Generais Marinas provem de diferentes partes do globo terrestre, uma forma de mostrar que Poseidon comanda todos os oceanos na Terra.

Baian de Cavalo Marinho[editar | editar código-fonte]

(海馬シーホースのバイアン, Shīhōsu no Baian?)
Nascido no Canadá, Baian era o guardião do pilar do Oceano Pacífico Norte, um dos oito que impedem o alagamento do templo submarino de Poseidon. Seiya de Pégaso foi o primeiro a alcançá-lo e, inicialmente, quase foi derrotado pelo General Marina. Meses antes, Seiya tinha derrotado o Cavaleiro de Prata, Misty de Lagarto, um homem que, como Baian, usava correntes de ar para formar uma barreira impenetrável. Com a experiência desta batalha e a sua Armadura fortalecida, Seiya derrota Baian.
Ataques:
God Breath - Sopro Divino
Rising Billows - Ventos de Furacão

Io de Scylla[editar | editar código-fonte]

(スキュラのイオ, Sukyura no Io?)
Nascido no Chile, Io era o dedicado guardião do pilar do Oceano Pacífico Sul. Com a chegada de Shun de Andrômeda, Io tentou enganar o Cavaleiro de Bronze com a ilusão de uma jovem mulher, mas seu plano não funciona e ambos entram em combate. Io utilizou ataques similares aos das seis criaturas que compõem a besta Scylla da mitologia grega, mas Shun consegue desenvolver uma estratégia para combater todos eles, vencendo um por um. Shun poupa a vida de Io após derrotá-lo, mas, quando estava prestes a destruir o pilar. Io saltou na frente para proteger o pilar do ataque de Shun. Sua tentativa falha e Io acaba morto.
Ataques:
Eagle Clutch - Águia Poderosa
Wolf's Fang - Fúria do Lobo
Queen Bee's Stinger - Ferrão da Abelha Rainha
Vampire Inhale - Ataque Vampiro
Serpent Strangler - Serpente Assassina
Grizzly Slap - Urso Infernal
Big Tornado - Tornado Violento

Krishna de Chrysaor[editar | editar código-fonte]

(クリュサオルのクリシュナ, Kuryusaoru no Kurishuna?)
Nascido no Sri Lanka, Krishna era o guardião do pilar do Oceano Índico. Ele utilizava uma lança dourada e o poder espiritual derivado da energia chamada Kundalini, semelhante ao Cosmo dos Cavaleiros. Krishna se identificava verdadeiramente com os ideais de purificações da Terra de Poseidon. O adversário de Krishna foi Shiryu de Dragão. Sua lança dourada provou ser poderosa demais para o Cavaleiro de Dragão, até que Shiryu se lembra de que o espírito da Excalibur descansava em seu braço direito, herdado do Cavaleiro de Ouro Shura de Capricórnio. Assim, Shiryu foi capaz de destruir a sua lança dourada, mas Krishna não se abateu e meditou para explodir seu Cosmo ao máximo, desencadeando um ataque final para acabar com Shiryu. O combate termina com Shiryu destruindo os pontos de chakra de Krishna, matando-o e ficando cego. Shiryu, então, consegue destruir o pilar com a ajuda de Kiki.
Ataques:
Flashing Lancer - Lança Relâmpago
Mahā Roşni - Maha Roshini

Kasa de Lymnades[editar | editar código-fonte]

(リュムナデスのカーサ, Ryumunadesu no Kāsa?)
Nascido em Portugal, ele é conhecido como "caçador de corações" e é considerado o Marina mais selvagem e sádico. Kasa era o guardião do pilar do Oceano Antártico e protegia o pilar através de técnicas traiçoeiras. Kasa era capaz de vasculhar o interior do adversário e se disfarçar de algum ente querido. Com suas ilusões, Kasa consegue derrotar Seiya de Pégaso, Hyoga de Cisne e Shun de Andrômeda. Porém, quando Ikki de Fênix surge para enfrentá-lo, Kasa não consegue sentir qualquer sentimento para usar contra o Cavaleiro de Bronze e só encontra um, preso no fundo do seu coração, a lembrança de Esmeralda. Isso, no entanto, enfurece Ikki, que executa o General Marina.
Ataques:
Salamander Shock - Salamandra Satânica

Isaac de Kraken[editar | editar código-fonte]

(クラーケンのアイザック, Kurāken no Aizakku?)
Nascido na Finlândia, Isaac foi um aprendiz de Cavaleiro sob a tutela de Camus de Aquário (na versão do anime, do Cavaleiro de Cristal), na mesma época que Hyoga, até sofrer um acidente ao salvar Hyoga de um afogamento. Isaac perde um dos olhos e cai no fundo do oceano desacordado, mas foi salvo pelo kraken e levado para o templo submarino de Poseidon. Lá, Isaac se torna um General Marina e guardião do pilar do Oceano Ártico. Após o ataque dos Cavaleiros de Bronze ao templo de Poseidon, Isaac confronta Hyoga, culpando-o por tudo que deu errado em sua vida. Hyoga acaba vencendo Isaac, após muita relutância.
Ataques:
Aurora Borealis - Aurora Boreal

Sorrento de Sirene[editar | editar código-fonte]

(海魔女セイレーンのソレント, Seirēn no Sorento?)
Nascido na Áustria, Sorrento é o único General Marina que não nasceu em um país banhado por mares e oceanos. Ele é o guardião do pilar do Oceano Atlântico Sul e é um talentoso flautista, usando o som da sua flauta como arma de batalha. Durante os ataques de Poseidon, Sorrento foi designado para matar os Cavaleiros de Bronze, que estavam em coma em um hospital. Ele acabou enfrentando Aldebaran de Touro, mas Athena interrompe a batalha e pede que Sorrento a leve para encontrar Poseidon, que obedece e a leva para o templo submarino de Poseidon. Mais tarde, Sorrento enfrentou Shun de Andrômeda, que conseguiu derrotar Sorrento e destruir o seu pilar. Durante os eventos, Sorrento desconfiou do General Marina Kanon de Dragão Marinho, acreditando que a ressurreição de Poseidon e a guerra que se seguiu foram resultados de sua ambição. Quando Kanon enfrenta Ikki de Fênix, as suspeitas de Sorrento se confirmam. Após Athena selar a alma de Poseidon e voltar para a superfície, Sorrento fez o mesmo e procurou por Julian Solo, a reencarnação de Poseidon. Sorrento e Julian decidiram viajar pelo mundo para ajudar as pessoas que sofreram na catástrofe causada por Poseidon. Sorrento ainda estava ao lado de Julian quando Poseidon despertou novamente e enviou as Armaduras de Ouro para ajudar os Cavaleiros de Bronze na batalha contra Thanatos.
Ataques:
Dead End Symphony - Sinfonia Final da Morte
Dead End Climax - Climax Final da Morte

Kanon de Dragão Marinho[editar | editar código-fonte]

(海龍シードラゴンのカノン, Shīdoragon no Kanon?)
Nascido na Grécia, Kanon é irmão gêmeo do Cavaleiro de Ouro Saga de Gêmeos, que tinha o propósito de substituir Saga como Cavaleiro de Gêmeos, caso algo ocorresse com o mesmo. Kanon sempre teve uma atitude oposta a de seu irmão; enquanto Saga era bondoso, Kanon era maléfico e planejava destruir o Santuário e, por este motivo ele foi aprisionado na prisão do Cabo Sounion, um lugar onde ninguém conseguiria sair sem a ajuda de um Deus. Várias vezes ele esteve perto da morte, porém, sempre foi salvo pelo Cosmo da deusa Athena. Nesta prisão, Kanon acaba encontrando uma caverna com o Tridente de Poseidon, que, ao retirá-lo da rocha, acaba caindo diretamente no templo submarino do deus no fundo do Mar Egeu. Despertando Poseidon, Kanon finge ser seu General Marina de Dragão Marinho e consegue enganar o deus, a fim de realizar o seu desejo maligno de tornar-se um deus e dominar a Terra. Como protetor do pilar do Oceano Atlântico Norte, Kanon lutou conta Ikki de Fênix, mas Sorrento de Sirene, depois de descobrir das reais intenções de Kanon, aparece e o detém para Ikki destruir o pilar. Por todas as suas ações malignas, Kanon é desacreditado pelos outros Cavaleiros de Ouro quando afirma estar arrependido. Porém, depois de passar pela provação de Milo de Escorpião sem reagir e proteger o Santuário contra a invasão dos Espectros de Hades, Kanon é perdoado por seus pecados e começa a vestir a Armadura de Ouro de Gêmeos. Kanon e Dohko de Libra partem para o Mundo dos Mortos, e lá enfrenta diversos Espectros, incluindo o Juiz do Inferno Rhadamanthys de Wyvern, contra quem Kanon se sacrifica para poder derrotar, pondo fim à sua penitência e sendo uma peça importantíssima na vitória de Athena contra Hades.
Ataques:
Golden Triangle - Triângulo de Ouro
Galaxian Explosion - Explosão Galáctica
Genrō Maō Ken - Satã Imperial

Submundo[editar | editar código-fonte]

Hades[editar | editar código-fonte]

(ハーデス, Hadesu?)
O deus grego Hades é o senhor do Submundo e irmão mais velho de Poseidon e Zeus. Em Saint Seiya, Hades é o verdadeiro inimigo da deusa Athena, se envolvendo com ela em um conflito pela dominação da Terra que percorre milênios. No século XX, Hades retorna para assumir o corpo do ser humano mais puro da época, para poder enfrentar Athena mais uma vez e alcançar o seu objetivo de dominar o mundo. Hades desencadeia um eclipse de proporções apocalípticas, que transformará o planeta no verdadeiro inferno e um cemitério envolto nas trevas e sem condições de abrigar qualquer ser vivo. Na batalha final, Hades precisou reviver o seu verdadeiro corpo, porque o corpo que ele escolheu para reencarnar foi o de Shun de Andrômeda, que resiste bravamente à esse destino. Depois de envolver todos em uma batalha até à morte, ele é finalmente morto por Saori Kido com a ajuda dos cavaleiros de bronze, assim salvando a Terra do Grande Eclipse. Hades, antes de morrer, avisa que eles também morreram, porque os Campos Elísios e o Mundo dos Mortos serão destruídos junto ele.

Pandora[editar | editar código-fonte]

(パンドラ, Pandora?)
Depois de libertar Hypnos e Thanatos de uma caixa mística e testemunhar toda sua família ser morta, a alemã Pandora foi designada pelos deuses gêmeos para proteger a alma de Hades que nasceria da barriga de sua mãe e encontrar o ser humano mais puro da época para o Deus dos Mortos possuir. Pandora descobre ser o pequeno Shun o hospedeiro de Hades, sem imaginar que ele se tornaria um dos Cavaleiros de Athena mais próximos e confiáveis da deusa. Ela recebe, também, a missão de comandar o exército de Espectros de Hades. Bastante fria e indiferente, Pandora parece sentir uma forte atração por Ikki de Fênix e permite que ele vá aos Campos Elísios atrás de Hades. Pandora foi, então, morta por Thanatos por sua traição.

Thanatos[editar | editar código-fonte]

(タナトス, Tanatosu?)
O Deus da Morte que tem olhos e cabelos prateados e é irmão gêmeo de Hypnos, Thanatos tem uma personalidade bastante impiedosa, explosiva e sanguinária. Ele e Hypnos residiam no Campos Elísios e como subordinados mais próximos e confiáveis de Hades, os irmãos manipulavam Pandora e os Espectros e planejavam exterminar os seres humanos da Terra. Depois que os Cavaleiros de Bronze chegam aos Elísios, Thanatos foi rápido em atacá-los, considerando sua transgressão uma blasfêmia. Com um enorme poder de batalha que transcende a dos Cavaleiros, Thanatos consegue destruir até mesmo as Armaduras de Ouro que foram enviadas por Poseidon para ajudá-los na batalha. Quando foi atingido por Seiya de Pégaso, mesmo que tal ataque não tenha surtido nenhum efeito, Thanatos se enfurece e tenta matar a irmã de Seiya, Seika. Sua tentativa, porém, falha quando Seiya desperta sua Armadura Divina e consegue matá-lo.
Ataques:
Terrible Providence - Terrível Providência
Path of The Gods - Caminho dos Deuses
Tartaros Phobia - Fobia do Tártaro

Hypnos[editar | editar código-fonte]

(ヒュプノス, Hyupunosu?)
O Deus do Sono que tem olhos e cabelos dourados e é irmão gêmeo de Thanatos, Hypnos tem uma personalidade bastante cautelosa e reservada. Ele e Thanatos residiam no Campos Elísios e como subordinados mais próximos e confiáveis de Hades, os irmãos manipulavam Pandora e os Espectros e planejavam exterminar os seres humanos da Terra. Foi Hypnos quem levou o corpo de Athena até Hades, decidindo aprisioná-la em um vaso sagrado que sugará todo o seu sangue, ao invés de matá-la de uma vez. Hypnos optou por não ajudar seu irmão na batalha contra os Cavaleiros de Athena, mas foi obrigado a agir quando os Cavaleiros despertaram uma forma mais elevada de poder, como ele pensou que eles seriam perigosos para os próprios deuses. Em seu esforço para parar Seiya de Pégaso, Hypnos foi, porém, interrompido pelos outros Cavaleiros de Bronze, porque cada um deles tinha despertado suas próprias Armaduras Divinas. Depois de colocar Shun de Andrômeda em um sono eterno, Hypnos foi gravemente ferido por Hyoga de Cisne e Shiryu de Dragão, mas viveu tempo suficiente para sentir o momento em que Hades despertaria com o seu verdadeiro corpo.
Ataques:
Eternal Drowsiness - Sonolência Eterna
Encounter Another Field - Encontro Com Outra Realidade
Deadly Nightmare - Pesadelo Mortal

Espectros[editar | editar código-fonte]

(冥闘士スペクター, Supekutā?) É o exército de guerreiros que servem ao Deus do Submundo, Hades. Os Espectros são formados por 108 estrelas maligna: 36 estrelas celestiais e 72 estrelas terrestres. A prova do estatuto dos Espectros são encontradas nas armaduras protetoras que vestem, chamadas de Surplice (冥衣サープリス, Sāpurisu?, lit. "Sobrepeliz"), que dizem brilhar como o ébano. Os Espectros de Hades são comandados por Pandora e pelos três Juízes do Inferno, cujo poder ultrapassa o dos Cavaleiros de Ouro.

Rhadamanthys de Wyvern[editar | editar código-fonte]

(ワイバーンのラダマンティス, Waibān no Radamantisu?), a Estrela Celeste da Fúria (天猛星, Tenmōsei?)
Nascido na Inglaterra, Rhadamanthys é um dos três Juízes de Inferno e é o protetor da 1ª esfera da 8ª Prisão do Inferno, chamada como Kaina. Contra as ordens de Pandora, Rhamanthys enviou um grupo de Espectros ao Santuário de Athena para vigiar os Cavaleiros de Ouro ressuscitados e garantir que concluam a missão de matar Athena. Como os Espectros falham, Rhadamanthys é punido por Pandora, mas permanece na Terra no Castelo de Hades. Graças a barreira protetora do Castelo de Hades, que reduz o poder de qualquer um que não seja um Espectro em apenas 10%, Rhadamanthys conseguiu derrotar com facilidade os Cavaleiros de Ouro, Mu de Áries, Deathmask de Câncer, Aiolia de Leão, Milo de Escorpião e Aphrodite de Peixes. Quando os Cavaleiros de Bronze chegam ao Castelo de Hades, Rhadamanthys permite que seus subordinados cuidem deles, para assim ficar livre para descer ao Submundo. Com sua chegada ao submundo, Rhadamanthys enfrenta Kanon de Gêmeos, mas a luta é interrompida por Pandora. Mais tarde, Rhadamanthys matou Orphée de Lira, depois que Orphée tenta matar Hades. Posteriormente, Rhadamanthys enfrentou Kanon novamente e, depois de uma longa batalha, Kanon abandona sua Armadura de Ouro e realiza uma técnica suicida em Rhadamanthys, acabando com suas vidas.
Ataques:
Greatest Caution - Destruição Máxima

Minos de Griffon[editar | editar código-fonte]

(グリフォンのミーノス, Gurifon no Minosu?), a Estrela Celeste da Nobreza (天貴星, Tenkisei?)
Nascido na Noruega, Minos é um dos três Juízes do Inferno e é o Guardião da 1ª Prisão do Inferno, conhecida como "A Casa do Julgamento". Como tal, Minos era o responsável por julgar os pecados dos mortos e lançá-los em uma prisão adequada. Ele e Aiakos de Garuda aparecem para ajudar Rhadamanthys de Wyvern que encontrava dificuldades para derrotar Kanon de Gêmeos. Minos resolve lutar contra Kanon, mas a batalha foi interrompida por Ikki de Fênix. Mais tarde, Minos aparece para batalhar contra os Cavaleiros de Bronze, mas Hyoga de Cisne decide ficar para lutar contra Minos e consegue derrotar o Juíz do Inferno. Minos tinha, porém, segurado Hyoga e queria continuar a batalha, mas foi ignorado pelo Cavaleiro de Cisne, que continua o seu caminho para os Campos Elísios. Minos tenta persegui-lo e entra na hiperdimensão, onde é pulverizado pela pressão dimensional.
Ataques:
Cosmic Marionation - Marionete Cósmica

Aiakos de Garuda[editar | editar código-fonte]

(ガルーダのアイアコス, Garūda no Aiakosu?), a Estrela Celeste do Heroísmo (天雄星, Tenyūsei?)
Nascido no Nepal, Aiakos é um dos três Juízes do Inferno e é o protetor da 2ª esfera da 8ª Prisão do Inferno, conhecida como Antenora. Ele e Minos de Griffon aparecem para ajudar Rhadamanthys de Wyvern que encontrava problemas para derrotar Kanon de Gêmeos. Aiakos foi, porém, adversário de Ikki de Fênix que aparece para ajudar Kanon. Depois de uma batalha difícil, Aiakos acaba morto pelo Cavaleiro de Fênix.
Ataques:
Garuda Flap - Voo da Garuda
Galactica Illusion - Ilusão Galática

Charon de Aqueronte[editar | editar código-fonte]

(アケローンのカロン, Akerōn no Karon?), a Estrela Celeste do Hiato (天間星, Tenkansei?)
Nascido na Itália, Charon era o responsável por transportar os mortos ao longo do rio Aqueronte no Mundo dos Mortos. Charon tinha um talento especial para cantar e sempre cantava nas viagens, em que ele cobrava uma moeda de prata para realizar. Certo dia, os Cavaleiros de Athena Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda chegam, Charon brigou com eles, mas garantiu que poderia transportá-lo se pudessem pagá-lo. Shun ofereceu seu pingente, mas Charon devolveu quando pensou que Shun realmente tinha uma chance de entrar no Campos Elísios. Com Seiya, Charon não estava satisfeito e depois de alcançar a outra margem, eles fizeram um impasse onde Seiya foi o vencedor.
Ataques:
Rolling Oar - Remo Giratório
Eddying Current Crusher - Redemoinho Esmagador

Lune de Balron[editar | editar código-fonte]

(バルロンのルネ, Baruron no Rune?), a Estrela Celeste da Eminência (天英星, Ten'eisei?)
Na ausência de Minos de Griffon, o norueguês Lune era o responsável por julgar os pecados dos mortos e lançá-los em uma prisão adequada. Quando Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda chegam, Lune trata de mostrar os pecados que Seiya cometeu em vida, mas Lune já estava sob o efeito da ilusão do Cavaleiro de Ouro Kanon de Gêmeos. Como tal nada ocorre, mesmo ele cortando Shun em pedaços, que em breve seria o corpo de Hades. Aterrorizado por sua blasfêmia, Lune correu para procurar o corpo que havia desaparecido misteriosamente e encontra Rhdamanthys de Wyvern, que expôs a ilusão de Kanon. Lune pegou Kanon com seu chicote, mas o Cavaleiro de Ouro enviou uma faísca de Cosmo através do chicote que destruiu tanto o chicote como Lune.
Ataques:
Fire Whip - Chicote de Fogo
Reincarnation - Reencarnação

Pharaoh de Esfinge[editar | editar código-fonte]

(スフィンクスのファラオ, Sufinkusu no Farao?), a Estrela Celeste da Besta (天獣星, Tenjūsei?)
Nascido no Egito, Pharaoh já foi um dos Espectros favoritos de Hades, mais favorecido devido aos seus talentos musicais em sua "Harpa Demoníaca". Ele é o Guardião da 2ª Prisão do Inferno, onde mora com o seu amado animal de estimação o Cão do Inferno Cérbero. No entanto, quando um dos Cavaleiros de Athena chamado Orphée de Lira chegou ao inferno para libertar a sua amada, Pharaoh foi ordenado por Pandora para enganar Orphée para que ele permanecesse no Submundo para sempre. Isto, porém, levou para um grande desgosto de Pharaoh, pois Orphée se tornou o novo músico favorito de Hades. O Espectro, então, faria qualquer coisa para recuperar a sua favorecida posição. Quando Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda chegam à sua prisão, Pharaoh enviou Cérbero para atacá-los, mas com pouco efeito. No entanto, Orphée interfere na batalha e disse ao Espectro que veio para eliminar os invasores. Pharaoh não acreditou nele e o segue, descobrindo que Orphée não matou Seiya e Shun. Para sua alegria, pois finalmente ele podia desmascarar o Cavaleiro de Lira perante seus superiores, Pharaoh revelou que ele era o único que tinha enganado Orphée. Isto, porém, serviu apenas para ele ser executado por Orphée, depois de uma feroz batalha musical.
Ataques:
Balance of Curse - Balança da Maldição
Kiss in the Darkness - Beijo na Escuridão

Sylphid de Basilisco[editar | editar código-fonte]

(バジリスクのシルフィード, Bajirisuku no Shirufīdo?), a Estrela Celeste da Perspicácia (天捷星, Tenshōsei?)
Nascido na Bélgica, Sylphid era o líder dos Espectros, Gordon de Minotauro e Queen de Alraune. Os três aparecem para impedir que os Cavaleiros de Bronze fossem aos Campos Elísios. No entanto, Shiryu de Dragão resolve ficar para enfrentá-los e, mesmo sendo subestimado por Sylphid, conseguiu derrotar os três Espectros com todo o seu poder. Gravemente ferido, Sylphid ainda tentou perseguir os Cavaleiros de Bronze, atravessando a dimensão que levava até os Campos Elísios, mas foi pulverizado.
Ataques:
Annihilation Flap - Voo do Extermínio

Queen de Alraune[editar | editar código-fonte]

(アルラウネのクィーン, Aruraune no Kuīn?), a Estrela Celeste Demoníaca (天魔星, Tenmasei?)
Nascido na Alemanha, Queen era o mais carismático entre os Espectros, Sylphid de Basilisco e Gordon de Minotauro. Os três aparecem para impedir que os Cavaleiros de Bronze fossem aos Campos Elísios. No entanto, Shiryu de Dragão resolve ficar para enfrentá-los e, mesmo sendo subestimado por Queen, conseguiu derrotar os três Espectros com todo o seu poder.
Ataques:
Blood Flower Scissors - Guilhotina da Flor Sangrenta

Gordon de Minotauro[editar | editar código-fonte]

(ミノタウロスのゴードン, Minotaurosu no Gōdon?), a Estrela Celeste do Cárcere (天牢星, Tenrōsei?)
Nascido na Polônia, Gordon era o mais agressivo entre os Espectros, Sylphid de Basilisco e Queen de Alraune. Um dos mais fortes Espectros do exército de Hades, Gordon, Sylphid e Queen aparecem para impedir que os Cavaleiros de Bronze fossem aos Campos Elísios. No entanto, Shiryu de Dragão resolve ficar para enfrentá-los e, mesmo sendo subestimado por Gordon, conseguiu derrotar os três Espectros com todo o seu poder.
Ataques:
Grand Axe Crusher - Grande Machado Esmagador

Valentine de Harpia[editar | editar código-fonte]

(ハーピーのバレンタイン, Hāpī no Barentain?), a Estrela Celeste do Clamor (天哭星, Tenkokusei?)
Nascido no Chipre, Valentine é o Guardião da 8ª Prisão do Inferno, o inferno de gelo Kokytos. Ele foi convencido por Seiya de Pégaso para libertá-lo da prisão, porque Seiya dizia estar com a Armadura da deusa Athena. O Espectro, então, liberta Seiya e começa uma difícil batalha. Ainda com o corpo enfraquecido por causa do gelo, Seiya não consegue reagir aos ataques de Valentine, que demonstrou ser muito poderoso. Mas, Valentine acabou morto pelo Cavaleiro de Pégaso, quando ele sente o Cosmo da deusa Athena.
Ataques:
Greed the Live - Devorador de Vidas
Sweet Chocolate - Doce Chocolate

Phlegyas de Lycaon[editar | editar código-fonte]

(リュカオンのフレギアス, Ryukaon no Furegiasu?), a Estrela Celeste do Crime (天罪星, Tenzaisei?)
Nascido na África do Sul, Phlegyas é o Guardião da 4ª Prisão do Inferno, o Pântano das Trevas. Na batalha contra os Cavaleiros de Athena, Phlegyas é confrontado por Shiryu de Dragão e Hyoga de Cisne, que desejam atravessar o pântano em sua balsa, mas são derrotados pelo Espectro. Phlegyas foi morto por Kanon de Gêmeos com um único golpe, já que Kanon era muito mais poderoso do que ele.
Ataques:
Howling Inferno - Uivo Infernal

Rock de Golem[editar | editar código-fonte]

(ゴーレムのロック, Gōremu no Rokku?), a Estrela Celeste do Chifre (天角星, Tenkakusei?)
Nascido em Madagascar, Rock era o Guardião da 3ª Prisão do Inferno, junto com Iwan de Troll. Considerado invencível, Rock atacou Kanon de Gêmeos, Hyoga de Cisne e Shiryu de Dragão, com um deslizamento de terra. Sua tentativa falha e Rock tenta atacar os Cavaleiros com todo o seu poder, mas, apenas para ser morto por Shiryu.
Ataques:
Rolling Bomber Stone - Avalanche Explosiva

Iwan de Troll[editar | editar código-fonte]

(トロルのイワン, Tororu no Iwan?), a Estrela Celeste da Derrota (天敗星, Tenpaisei?)
Nascido na antiga União Soviética, Iwan era o Guardião da 3ª Prisão do Inferno, junto com Rock de Golem. Iwan é um dos maiores Espectros em relação ao tamanho e à força física, mas apesar disso foi facilmente derrotado por Hyoga de Cisne após tentar se apresentar aos Cavaleiros de Athena invasores.
Ataques:
Greatest the Perestroika - Máxima Perestroika

Stand de Besouro Mortal[editar | editar código-fonte]

(デッドリー・ビートルのスタンド, Deddorī Bītoru no Sutando?), a Estrela Celeste da Feiura (天醜星, Tenshūsei?)
Nascido na Austrália, Stand é o Guardião da 5ª Prisão do Inferno, os Túmulos de Fogo. O Espectro de maior força física e de maior tamanho, Stand foi, porém, rapidamente derrotado por Kanon de Gêmeos.
Ataques:
Stand by Me - Fica Comigo
Big Wall - Grande Parede

Gigant de Ciclope[editar | editar código-fonte]

(サイクロプスのギガント, Saikuropusu no Giganto?), a Estrela Terrestre da Violência (地暴星, Chibōsei?)
Nascido na Iugoslávia, Gigant era o líder dos Espectros enviados por Rhadamanthys de Wyvern para vigiar os Cavaleiros de Ouro ressuscitados, que tinham como missão de matar a deusa Athena. Os Cavaleiros de Ouro, no entanto, desaparecem e Espectros resolvem continuar a missão por conta própria. Gigant e seus subordinados conseguiram chegar na Casa de Virgem e quando ele suspeita que haja traidores entre os Espectros, mas foi interrompido por Shaka de Virgem. Durante o encontro, foi revelado que os Cavaleiros de Ouro tinham matado e se disfarçado de alguns dos Espectros. Quando os Cavaleiros de Ouro foram autorizados por Shaka a passar o Templo e assim, Gigant e seus subordinados achavam que também foram autorizados. Mas Shaka rapidamente atacou e matou Gigante e os Espectros. Antes de morrer, Gigant diz que não tem medo da morte, pois Hades lhe prometeu vida eterna. No entanto, Shaka responde dizendo que desde pequeno, ele nunca ouviu falar de um humano que tivesse sido concedido tal benefício. Gigante, então, percebe horrorizado que ele e os outros Espectros foram enganados por Hades.
Ataques:
Big Knuckle - Junta Gigante
Giant Hold - Abraço do Gigante

Myu de Papillon[editar | editar código-fonte]

(パピヨンのミュー, Papiyon no Myū?), a Estrela Terrestre Sinistra (地妖星, Chiyōsei?)
Nascido na Áustria, Myu foi um dos Espectros enviados por Rhadamanthys de Wyvern para o Santuário de Athena, para vigiar os Cavaleiros de Ouro ressuscitados por Hades. Myu foi um dos poucos que foram fisicamente mudados completamente quando despertou como um Espectro, sendo uma forma de substância gelatinosa viva. Quando os Espectros prendem Mu de Áries para interrogá-lo sobre o paradeiro de seus guias, os Cavaleiros de Ouro ressuscitados. Myu lhes disse para se afastarem, porque ele queria lutar contra o mais forte Cavaleiro psíquico do Santuário, que ele também foi reivindicado a ser no exército de Hades. Durante a batalha, ele passou por dois estágios de evolução, a partir da substância gel para uma lagarta monstruosa, para uma crisálida em que se submeteram a sua transformação final em um humano entomomórfico. Sua luta foi uma demonstração de força psíquica que, no final, foi vencido pelo Cavaleiro de Ouro.
Ataques:
Ugly Eruption - Erupção Horrenda
Silky Thread - Fios de Seda
Fairy Thronging - Encantamento das Fadas

Niobe de Deep[editar | editar código-fonte]

(ディープのニオベ, Dīpu no Niobe?), a Estrela Terrestre das Trevas (地暗星, Chiansei?)
Nascido na Bolívia, Niobe foi um dos Espectros enviados em segredo por Rhadamanthys de Wyvern para atacar o Santuário de Athena. Como os Espectros chegam na Casa de Touro, Niobe se adiantou e derrotou Aldebaran de Touro, com sua fragrância mortal. Ele escolhe ficar para trás, enquanto os outros Espectros continuam em frente. Quando Mu de Áries chega na Casa de Touro, Niobe se revela e se vangloria de sua vitória sobre Aldebaran. No entanto, Aldebaran tinha deixado uma dica sobre a fragrância mortal de Niobe em seu Cosmo para Mu. Depois de tentar envolver Mu em combate, Niobe foi ignorado por ele, que o considerou como morto. Niobe foi, então, dilacerado pelo efeito tardio do Grande Chifre de Aldebaran.
Ataques:
Deep Fragrance - Fragrância Profunda
Dead Perfume - Perfume Mortal

Raimi de Verme[editar | editar código-fonte]

(ワームのライミ, Wāmu no Raimi?), a Estrela Terrestre da Submissão (地伏星, Chifukusei?)
Nascido no Laos, Raimi foi um dos Espectros enviados em segredo por Rhadamanthys de Wyvern para atacar o Santuário de Athena. Quando os Espectros chegam na Casa de Leão, Aiolia de Leão, rapidamente parte para o ataque e mata vários deles. Com os outros Espectros continuando o ataque, Raimi viu isso como uma abertura e enrola os seus tentáculos no Cavaleiro de Ouro, dizendo que ele seria sua vítima. No entanto, Raimi subestimou Aioria e, depois de permitir que os Espectros restantes fosse para a Casa de Virgem, ele logo foi morto por Aioria.
Ataques:
Worm's Bind - Tentáculos do Verme
Roar Blood - Rugido Sangrento

Zelos de Sapo[editar | editar código-fonte]

(フログのゼーロス, Furogu no Zērosu?), a Estrela Terrestre Bizarra (地奇星, Chikisei?)
Nascido no Camboja, Zelos foi quem enviou os Espectros para o Santuário de Athena por ordem de Rhadamanthys de Wyvern. Ele é um dos mais fracos Espectros de Hades, pelo que demonstrou. Zelos agiu como mensageiro dos acontecimentos no Santuário para Rhadamanthys. Quando os Cavaleiros de Ouro ressuscitados chegam ao Castelo de Hades, Zelos tenta os impedir de machucar Pandora, mas é facilmente derrubado pelo ar frio de Camus de Aquário. Quando Camus e os outros Cavaleiros de Ouro agonizavam no chão devido ao seu limite de tempo, Zelos descontou a sua frustação chutando Camus. Isso, porém, apenas despertou a raiva de Hyoga de Cisne, que o mata congelado.
Ataques:
Jumping Smash - Salto Esmagador

Cube de Dullahan[editar | editar código-fonte]

(デュラハンのキューブ, Dyurahan no Kyūbu?), a Estrela Terrestre da Sombra (地陰星, Chi'insei?)
Nascido em Cuba, Cube foi enviado por Rhadamanthys de Wyvern para manter o controle sobre os Cavaleiros de Ouro ressuscitados. Cube foi morto por Saga de Gêmeos, que ainda roubou a sua Surplice. A Surplice de Dullahan cobria a maior parte do corpo de Cube, de modo que era um disfarce perfeito para Saga poder fugir da vigilância dos Espectros.
Ataques:
Death Messenger - Mensageiro da Morte
Blood Spray - Spray de Sangue

Mills de Elfo[editar | editar código-fonte]

(エルフのミルズ, Erufu no Miruzu?), a Estrela Terrestre da Depreciação (地劣星, Chiretsusei?)
Nascido na Irlanda, Mills foi enviado por Rhadamanthys de Wyvern para manter o controle sobre os Cavaleiros de Ouro ressuscitados. Ele foi morto rapidamente e teve sua Surplice roubada por Camus de Aquário, do mesmo modo que aconteceu com Cube de Dullahan e Ochs de Górgona.
Ataques:
Natural Terror - Terror Natural
Earthquake Mixer - Mistura de Terremotos

Ochs de Górgona[editar | editar código-fonte]

(ゴーゴンのオクス, Gōgon no Okusu?), a Estrela Terrestre da Corrida (地走星, Chisōsei?)
Nascido na Dinamarca, Ochs foi enviado por Rhadamanthys de Wyvern para manter o controle sobre os Cavaleiros de Ouro ressuscitados. Da mesma forma que aconteceu com Cube de Dullahan e Mills de Elfo, Ochs foi derrotado rapidamente e teve sua Surplice roubada, porém, por Shura de Capricórnio.
Ataques:
Eye of Charge - Olho da Custódia
Lock the Bay - Cadeado Mortal

Markino de Esqueleto[editar | editar código-fonte]

(スケルトンのマルキーノ, Sukeruton no Marukīno?)
Um dos Esqueletos do Mundo dos Mortos que trabalha como guia da 1ª Prisão do Inferno. Markino guiou Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda, assim eles chegaram até Lune de Balron, que substituía Minos de Griffon. Sempre prezando o silêncio na 1ª Prisão, de gênio esquentado, perdeu a cabeça ao gritar com Seiya pelo mesmo motivo: a quebra de silêncio. No fim acabou sendo executado pelo chicote de Lune, que o fatiou por completo.
Ataques:
Big Fart - Grande Peido
Little Belch - Pequeno Arroto

Personagens de apoio[editar | editar código-fonte]

Cassios[editar | editar código-fonte]

(カシオス, Kashiosu?)
Anteriormente um aprendiz de Cavaleiro sob a tutela de Shaina de Serpentário. Gigantesco e de enorme força física, Cassios disputou com Seiya pela Armadura de Pégaso e o status de Cavaleiro. Ele foi, porém, vencido pelo rapaz, que ainda cortou uma de suas orelhas. Cassios sempre teve um grande respeito e apreço por Shaina, além de secretamente ser apaixonado por ela, mas percebe a atração que sua mestra sente por Seiya. Motivado por isso, Cassios toma o lugar de Seiya e morre durante uma luta contra Aiolia de Leão, tentanto libertar o Cavaleiro de Ouro do controle do Grande Mestre. No anime, Cassios é o irmão caçula de Docrates, um personagem exclusivo do anime.

Guilty[editar | editar código-fonte]

(ギルティー, Girutī?)
Mestre de Ikki de Fênix durante o seu treinamento na Ilha da Rainha da Morte. Também conhecido como Cavaleiro do Diabo, Guilty se tornou uma criatura movida a ódio puro após ser submetido ao golpe Satã Imperial do Grande Mestre. Duro, implacável e cruel, Guilty esconde seu rosto atrás de uma máscara oni. Ele aplicava métodos brutais no treinamento de Ikki, a fim de torná-lo em um ser movido a ódio puro e capaz de exercer o poder da Armadura de Fênix. Guilty foi responsável pela morte de Esmeralda e foi morto por Ikki, como parte do teste final do seu discípulo para se tornar um Cavaleiro, mas, não sem antes revelar para Ikki o segredo do seu nascimento. Masami Kurumada nunca revelou a constelação de Guilty, apesar de ele ser reconhecidamente um Cavaleiro de Athena.

Natassia[editar | editar código-fonte]

(ナターシャ, Natāsha?)
Uma das amantes de Mitsumasa Kido e falecida mãe de Hyoga de Cisne. Depois de morrer em um naufrágio de navio, seu corpo permaneceu intacto, preservado pelas águas geladas do mar da Sibéria. Ela também é conhecida no mangá e no anime como Mãe de Hyoga (氷河の母親, Hyōga no Māma?).

Kiki[editar | editar código-fonte]

(貴鬼, Kiki?)
Aprendiz e auxiliar de Mu de Áries em Jamir, Kiki é um grande amigo de Shiryu e ajuda os Cavaleiros de Bronze sempre que necessário. Assim como seu mestre, Kiki tem duas pintas em sua testa no lugar de sobrancelhas e descende do mesmo povo do extinto continente de Mu. Como outros habitantes de Jamir, Kiki detém uma poderosa telecinese e teletransporte. Na Saga de Poseidon, Kiki foi designado para entregar as armas da Armadura de Ouro de Libra aos Cavaleiros de Bronze e consegue cumprir sua missão, mesmo colocando a própria vida em risco e chegando a "lutar" contra um dos Generais Marinas. Na Saga de Hades, Kiki se uniu a Marin, Shaina e os Cavaleiros de Bronze secundários para proteger Seika dos ataques mortais de Thanatos, conseguindo sobreviver aos ataques e salvar a vida de Seika.

Esmeralda[editar | editar código-fonte]

(エスメラルダ, Esumeraruda?)
Uma escrava da Ilha da Rainha da Morte que foi vendida para um fazendeiro local por apenas três sacas de grãos. Em momentos de delírios causados pelo treinamento cruel, Ikki a confundia com seu irmão Shun, porque ela e Shun tinham semblantes parecidos, exceto pela cor do cabelo e pelo sexo. Ela foi morta por Guilty, mestre de Ikki, para forçá-lo a usar o poder do seu ódio. Ela tem um histórico similar na versão do anime, porém ela é filha de Guilty.

Yakov[editar | editar código-fonte]

(ヤコフ, Yakofu?)
Yakov (Яков, variação russa do nome Jacob) é um menino do vilarejo Kohoutek, no leste da Sibéria. É um grande amigo de Hyoga de Cisne e o ajuda em diversas tarefas domésticas, além de cuidar do sono eterno da mãe de Hyoga quando ele está ausente. Yakov assume um papel importante na história especial "O Conto do Cisne - Natassia do País do Gelo", e nos episódios fillers em que o Cavaleiro de Cristal é controlado pelo Mestre Arles.

Mitsumasa Kido[editar | editar código-fonte]

(城戸光政, Kido Mitsumasa?)
Um milionário que criou Saori Kido como sua neta, após encontrá-la ainda bebê nos braços do moribundo Aiolos de Sagitário na acrópole de Atenas, que lhe designou a responsabilidade de garantir a proteção do bebê. Mitsumasa é o pai biológico de todos os órfãos enviados pelo mundo para treinarem como Cavaleiros de Athena (no anime, ele apenas selecionou as crianças de vários orfanatos). Antes de morrer, Mitsumasa disse para Saori toda a verdade sobre o seu encontro com Aiolos no Santuário, suas origens divinas e o propósito de seu nascimento nesta época.

Miho[editar | editar código-fonte]

(美穂, Miho?)
Uma amiga de infância de Seiya, que trabalha como monitora do orfanato em que viveu com ele quando criança, junto com Seika, antes de Seiya ser enviado para treinar como Cavaleiro na Grécia. Miho é apaixonada por Seiya e representa o ponto de vista das pessoas normais, que são meras testemunhas e vítimas das batalhas entre os deuses. Na dublagem brasileira, o seu nome é Mino.

Seika[editar | editar código-fonte]

(星华, Seika?)
Irmã mais velha de Seiya, com quem o rapaz perdeu o contato ao ser enviado para a Grécia em treinamento. Depois que Seiya foi levado embora, Seika viaja pelo mundo procurando por ele. Diversos personagens, inclusive Seiya, acreditavam que Marin de Águia, mentora de Seiya, poderia ser Seika. Talvez pelo fato de Marin compartilhar muitas características em comum com Seika: ambas tem a mesma idade, mesma data de nascimento, mesma altura, mesma terra natal. Além disso, a própria Marin tem um irmão mais novo com quem perde contato e estava procurando. No entanto, Seika reaparece no final da Saga de Hades, em estado de amnésia, após seguir Seiya até a Grécia sozinha, tendo sido salva por um senhor da vila Rodorio. Foi à voz de Seika que, mais do que qualquer outro, auxiliou Seiya na batalha contra Thanatos, permitindo que Seiya despertasse a sua Armadura Divina e vencesse o deus.

Shunrei[editar | editar código-fonte]

(春麗, Shunrei?)
Uma garota órfã criada pelo Mestre Ancião após ter sido encontrada ainda bebê na Aldeia de Rozan, na China. Shunrei é amiga de infância de Shiryu, por quem é apaixonada e se preocupa profundamente. Suas orações pelo bem do Cavaleiro de Dragão, sempre o ajudam em seus combates mais difíceis, principalmente em seus combates contra Deathmask de Câncer, bem como contra o trio de Espectros Sylphid de Basilisco, Gordon de Minotauro e Queen de Alraune.

Tokumaru Tatsumi[editar | editar código-fonte]

(辰巳徳丸, Tatsumi Tokumaru?)
Mordomo, guarda-costa e braço direito de Saori Kido, Tatsumi é um homem verdadeiramente dedicado em protegê-la. Ele foi encarregado de supervisionar os órfãos que estavam para serem enviados por todo o mundo para serem treinados como Cavaleiros, devido ao seu comportamento abusivo e severo, muitos dos órfãos eram ressentidos em relação à Tatsumi. No entanto, Tatsumi começa a temer os Cavaleiros após a Guerra Galáctica. Ele é o 3° Dan em kendô e utiliza uma espada de bambu. Mesmo sendo um humano comum, Tatsumi conseguiu derrotar alguns soldados rasos do Santuário que foram enviados para matar Saori.

Eurydice[editar | editar código-fonte]

(ユリディース, Yuridīsu?)
Esposa de Orphée de Lira, Eurydice gozava da sua grande felicidade ao lado do Cavaleiro de Prata, até o dia da sua morte precoce por causa de uma picada de cobra. Triste pela sua morte, Orphée desceu ao Mundo dos Mortos para pedir que Hades a trouxesse de volta à vida. Tocado pela belíssima melodia de Orphée, Eurydice foi autorizada a voltar para a Terra pelo Deus do Submundo, mas, graças a um plano arquitetado pelo Espectro Pharaoh de Esfinge. Ela foi condenada a permanecer presa no Mundo dos Mortos transformada em pedra, exceto pela cabeça. Mais tarde, Eurydice tentou ajudar Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda para fazerem Orphée retomar a sua lealdade à deusa Athena.

O Iluminado[editar | editar código-fonte]

(仏陀, Budda?)
Um ser com quem Shaka de Virgem mantinha contato telepático quando criança, lhe ensinando o verdadeiro significado na vida e revelando as respostas para muitas de suas perguntas. Embora Kurumada sugira a verdadeira identidade deste ser como Siddharta Gautama, ele não confirma se foi ele quem instruiu Shaka nos caminhos dos Cavaleiros.

Cérbero[editar | editar código-fonte]

(ケルベロス, Keruberosu?)
O Cérbero é cão demoníaco de três cabeças que guardava a entrada para o Submundo. Selvagem e grotesco, ele deixava as almas entrarem, mas jamais saírem e despedaçava qualquer mortal que por lá se aventurasse. O Espectro Pharaoh de Esfinge era o encarregado de cuidar da criatura, e o enviou para atacar os Cavaleiros de Athena Seiya de Pégaso e Shun de Andrômeda, sendo temporariamente derrotado.

As Ninfas[editar | editar código-fonte]

(ニンフ, Ninfu?)
As ninfas são seres de aparência femininas que residem nos Campos Elísios. Elas cantam, servem as bebidas e os alimentos aos deuses, entre outras atividades.

Personagens exclusivos do anime[editar | editar código-fonte]

Aqui estão os personagens que não existem no mangá Saint Seiya, mas que se fazem presentes apenas em sua adaptação para anime, permanecendo fora do status canônico deste universo fictício. Kurumada não se envolveu no processo de criação destes personagens e apesar dos mesmos terem algum tipo de envolvimento com o enredo, hoje são desconsiderados da continuidade da adaptação animada para mantê-la mais próxima da obra original impressa e considerados como Fillers . Os personagens vão desde papéis secundários até aliados e facções antagônicas.

Cavaleiros de Aço[editar | editar código-fonte]

(鋼鉄聖闘士スチールセイント, Suchīru Seinto?)

  • Sho da Armadura do Céu (スカイクロスのショウ, Sukai Kurosu no Shō?)
  • Daichi da Armadura da Terra (ランドクロスの大地ダイチ, Rando Kurosu no Daichi?)
  • Ushio da Armadura do Mar (マリンクロスのウシオ, Marin Kurosu no Ushio?)
As Armaduras dos Cavaleiros de Aço foram criadas pelo Dr. Asamori, que inicialmente tinha o apoio de Mitsumasa Kido. Diferentes dos Cavaleiros de Athena, os poderes do trio têm origem em suas Armaduras robóticas e não do Cosmo. Como não existem no mangá de Kurumada, sua participação se inicia nas batalhas contra os Cavaleiros de Prata e termina antes da viagem dos Cavaleiros de Bronze para o Santuário. Daichi usa a Armadura da Terra, que pode gerar terremotos. Ushio usa a Armadura do Mar, com a qual pode produzir ondas de som. Já Sho, veste a Armadura do Céu, que lhe dá a habilidade de absorver ataques inimigos.[3]

Cavaleiros de Prata (exclusivos do anime)[editar | editar código-fonte]

Albiore de Cefeu[editar | editar código-fonte]

(ケフェウス星座のアルビオレ, Kefeusu no Arubiore?)
O equivalente do anime ao personagem Daidalos de Cefeu do mangá. Mentor de Shun e June. Apesar de ter a mesma personalidade e história do personagem original e participar dos mesmos eventos, sua aparência, Armadura e nome o diferem de Daidalos.

Arachne de Tarântula[editar | editar código-fonte]

(タランチュラのアラクネ, Taranchura no Arakune?)
Um dos Cavaleiros de Prata com a missão de exterminar os Cavaleiros de Bronze. Tenta matar Seiya quando o mesmo viaja para Jamir para ajudar Shiryu, mas foi derrotado rapidamente pelo Cavaleiro de Pégaso. Apesar de ser considerado um Cavaleiro de Prata, não existe a constelação Tarântula, que é uma possível menção à Nebulosa de Tarântula.
Ataques:
Tarantula Net - Teia de Tarântula

Shiva de Pavão[editar | editar código-fonte]

(孔雀座パーヴォのシヴァ, Pāvo no Shiva?)
Um dos discípulos de Shaka de Virgem. Juntamente com Aghora de Lótus, tentou assassinar Ikki na Ilha Kanon. Assim como seu mestre, Shiva era adepto do Budismo e utilizava cânticos e preces da doutrina Shingon para paralisar seus oponentes. Apesar de ser budista, Shiva não era praticante dos preceitos de paz e misericórdia de sua religião. Ele foi morto por Ikki. Shiva é o único Cavaleiro criado exclusivamente para o anime a ser protegido por uma das 88 constelações da astronomia moderna.
Ataques:
Senju Shin'on Ken - Golpe dos Mil Braços

Aghora de Lótus[editar | editar código-fonte]

(蓮座ロータスのアゴラ, Rotasu no Agora?)
Díscipulo de Shaka, é enviado para a Ilha Kanon para eliminar Ikki. Da mesma forma que seu parceiro Shiva, Aghora utilizava um estilo de luta baseado em cânticos Shingon. Tal estilo foi ineficaz contra o Cavaleiro de Fênix, que o matou. Apesar de ser considerado um Cavaleiro de Prata, não existe a constelação Lótus, que é uma possível menção à extinta constelação Lírio, ou à constelação hindu de Lótus, conhecida como Shatabhisha.
Ataques:
Renge Bakusai Ken - Golpe Explosivo de Lótus

Arles e seus lacaios[editar | editar código-fonte]

Arles[editar | editar código-fonte]

(アーレス, Āresu?)
A identidade adotada por Saga de Gêmeos enquanto se disfarçava de Grande Mestre do Santuário. No mangá, Saga não recebe um nome alternativo. Arles foi a principal mente por trás da corrupção do Santuário de Athena.[4]

Gigas[editar | editar código-fonte]

(ギガース, Gigāsu?)
Aliado de Arles, Gigas era o executor dos planos do Grande Mestre para recuperar a Armadura de Sagitário.

Phaeton[editar | editar código-fonte]

(パエトン, Paeton?)
Assistente de Gigas, Phaeton recebe a missão de acompanhar a eliminação dos Cavaleiros de Bronze.

Cavaleiros sem constelação[editar | editar código-fonte]

(その他の聖闘士, Sonota no Seinto?) Os Cavaleiros sem constelação são guerreiros de Athena com capacidade semelhante aos demais Cavaleiros, porém não sabendo se são regidos por alguma constelação. As vestimentas de alguns deles possuem particularidades exclusivas, diferenciando-se das demais Armaduras de Athena, não se encaixando nas patentes de Bronze, Prata ou Ouro. Alguns atuavam como a guarda pessoal do Grande Mestre. Todos os Cavaleiros sem Constelação vistos na série são do século XX, e exclusivos do anime.

Cavaleiro de Cristal[editar | editar código-fonte]

(水晶聖闘士, Kurisutaru Seinto?)
Primeiramente apresentado como o mestre de Hyoga de Cisne no anime e pupilo de Camus de Aquário. Cavaleiro honrado e justo, foi considerado uma ameaça pelo Grande Mestre e acabou tendo sua mente controlada por ele. Após enfrentar Hyoga, o Cavaleiro de Cristal se sacrifica para impedir que o Santuário tomasse o controle da Sibéria. Após sua morte, ele foi gradativamente substituído por Camus como o mestre de Hyoga e os eventos que participou foram ignorados pela continuidade para mantê-la mais próxima do mangá.[5]
Ataques:
Diamond Dust - Pó de Diamante
Tō Kekken - Golpe Congelante

Docrates[editar | editar código-fonte]

(ドクラテス, Dokuratesu?)
Um Cavaleiro gigante e subordinado ao Grande Mestre. Irmão de Cassios.
Ataques:
Herakles Mōshū Ken - Punho de Hércules

Cavaleiro de Fogo[editar | editar código-fonte]

(炎熱聖闘士, Ennetsu Seinto?)
Um Cavaleiro sem constelação, mas com poderes de fogo, enviado pelo Grande Mestre para recuperar a Armadura de Sagitário. Morto por Ikki de Fênix.
Ataques:
Fire Screw - Poder do Fogo

Spartan[editar | editar código-fonte]

(スパルタン, Suparutan?)
Um Cavaleiro com habilidades telecinéticas enviado com Algol de Perseu e Shaina de Serpentário para assassinar os Cavaleiros de Bronze. Sua missão falha e ele retorna ao Santuário.[6]

Geist[editar | editar código-fonte]

(ガイスト, Gaisuto?)
Outrora Amazona de Athena, Geist foi banida do Santuário pelo Grande Mestre e exilada na Ilha do Espectro, por afundar diversas embarcações de forma sanguinária e prejudicar a vida marinha. Anos mais tarde, quando Gigas precisa de alguém para recuperar o elmo da Armadura de Sagitário, recorre a ela por recomendação de Shaina que é sua aliada. Geist também é líder dos Cavaleiros Fantasmas.
Ataques:
Phantom Genwaku Ken - Força do Espectro
Thunder Claw - Garras de Trovão

Leda e Spica[editar | editar código-fonte]

(レダ, Reda?) e (スピカ, Supika?)
Aprendizes de Cavaleiro sob a tutela de Albiore e antigos parceiros de treinamento de Shun. Acabam mortos pelo Cavaleiro de Andrômeda após tentarem assassiná-lo.
Ataques:
Double Nebula Chain - Corrente Nebulosa Dupla (ataque em conjunto)

Cavaleiros Fantasmas[editar | editar código-fonte]

(幽霊聖闘士ゴーストセイント, Gōsuto Seinto?)

  • Serpente Marinha (シーサーペント, Shī Sāpento?)
  • Golfinho (ドルフィン, Dorufin?)
  • Medusa (クラッグ, Kuraggu?)
Os Cavaleiros Fantasmas são um grupo de caçadores de recompensas que residem na Ilha do Inferno. O grupo é enviado por Geist, através de ordens do Grande Mestre, para recuperar a Armadura de Ouro de Sagitário, mas acabam mortos pelos Cavaleiros de Bronze.[7]

Asgard[editar | editar código-fonte]

Asgard é a terra santa dos deuses do norte. É um local muito frio, com relevo cheio de montanhas e desfiladeiros, o que dificulta o acesso de pessoas estrangeiras. Nos altos montes de Asgard se situa o Palácio Valhala, templo de Odin, onde atualmente residem os seus representantes. Atrás do Palácio possui uma gigantesca estátua erigida em homenagem ao Senhor de Asgard, Odin.[8] Os personagens da saga de Asgard só aparecem na adaptação animada.[9]

Odin[editar | editar código-fonte]

(オーディーン, Ōdīn?)
Odin (em nórdico antigo Óðinn), é o deus supremo de Asgard. Seu papel, como o de muitos deuses nórdicos, é complexo; é o deus da sabedoria, da guerra, e da morte, embora também, em menor escala, da magia, da poesia, da profecia, da vitória e da caça. Odin nunca foi visto em sua forma humana, fazendo com que seu representante na terra fosse uma sacerdotisa.

Hilda de Polaris[editar | editar código-fonte]

(ポラリスのヒルダ, Porarisu no Hiruda?)
Irmã mais nova de Frey e irmã mais velha de Freya. Uma bela e poderosa jovem que age como representante de Odin na Terra e sacerdotisa de Asgard. Ela é possuída pelo Anel Nibelungo (controlado por Poseidon) após rejeitar sua influência e direciona seus esforços para dominar o mundo em nome de Odin. Sua irmã caçula Freya então entra em contato com Saori e solicita a ajuda dos Cavaleiros.
Saori rapidamente cria uma estratégia: ela toma o lugar de Hilda e reza para impedir o derretimento do gelo polar, enquanto os Cavaleiros de Bronze enrentam os Guardiões de Hilda. Hilda é rapidamente libertada após um confronto com Seiya e volta a ser responsável por seus atos. É também revelado que Poseidon havia prendido o espírito da jovem no Anel Nibelungo enquanto tomava posse de seu corpo, torturando-a psicologicamente com as imagens da morte de seus guerreiros.

Freya[editar | editar código-fonte]

(フレア, Furea?)
Irmã caçula de Frey e Hilda de Polaris. Após perceber a drástica mudança no comportamento de sua irmã, ela pede ajuda a Saori e aos Cavaleiros de Bronze, liberta Hyoga de uma prisão e se junta a ele, sendo então declarada como traidora. Freya tenta ainda impedir a batalha entre Hägen de Merak (seu melhor amigo) e Hyoga, sem sucesso.

Guerreiros Deuses[editar | editar código-fonte]

(神闘士ゴッドウォーリアー, Goddo Uōriā?) São os guerreiros que lutam em nome do deus nórdico, Odin, que defendem a sua terra sagrada, Asgard. Trajam vestimentas sagradas, chamadas de Robe (神法衣ゴッドローブ, Goddo Rōbu?, lit. "Robe Divino"), que geralmente representam criaturas ou seres relacionados à mitologia nórdica. Cada Guerreiro Deus é resentado por uma estrela da constelação Ursa Menor.

Siegfried de Dubhe[editar | editar código-fonte]

(ドゥベのジークフリート, Doube no Jīkufurīto?), a Estrela Alpha (アルファ星, Arufa-sei?)
O mais poderoso dos Guerreiros Deuses e o mais leal a Hilda junto com Hägen. Diz a lenda, que seu ancestral derrotou o dragão Fafnir e se banhou com seu sangue porém, uma folha o cobriu em ponto de suas costas, semelhante ao do Shiryu, de modo que, não se molhou ali. Por também ser um guerreiro com poderes baseados em dragões, tem um único ponto fraco, assim como Shiryu, mas mesmo assim sobreviveu após levar três golpes neste ponto, sendo um mais forte que o outro. Abateu facilmente os cavaleiros, mas quando finalmente ia ser derrotado por Seiya, Sorento de Sirene surge, conta a verdade sobre Hilda e o Anel e diz que Siegfried deveria se submeter a Poseidon. Siegfried, já ferido do combate com Seiya, não tem mais forças para combater Sorento e usa um ataque final suicida, tal qual o Último Dragão de Shiryu, sumindo no horizonte junto com Sorento (que sobrevive ao ataque e volta para Poseidon). Seu Robe representa o dragão mitológico Fafnir.
Ataques:
Odin Sword - Espada de Odin
Dragon Bravest Blizzard - Vendaval do Dragão

Hägen de Merak[editar | editar código-fonte]

(メラクのハーゲン, Meraku no Hāgen?), a Estrela Beta (ベータ星, Bēta-sei?)
Um dos guerreiros mais leais a Hilda, e também um dos mais poderosos juntamente com Siegfried. Têm uma relação especial com Freya, a irmã de Hilda o que fez a sua raiva contra Hyoga aumentar, pois ele acreditava que o Cavaleiro de Cisne estava manipulando ela. Desde sua infância, Hägen vive no Palácio de Valhalla e treina em picos de gelo e montanhas vulcânicas de Asgard para proteger Hilda e Freya. Domina tanto o fogo quanto o gelo. Com ciúmes do relacionamento de Hyoga com Freya, Hägen o enfrenta e acaba morto sem acreditar que Hilda estava enfeitiçada. Seu Robe representa Sleipnir, o cavalo de Odin.
Ataques:
Universe Freezing - Força Congelante
Greatest Ardent Pressure - Raio de Fogo

Thor de Phecda[editar | editar código-fonte]

(フェクダのトール, Fekuda no Tōru?), a Estrela Gamma (ガンマ星, Ganma-sei?)
Thor era um cidadão de Asgard que roubava dos ricos para dar aos pobres, similar a Robin Hood. Em determinado momento, porém, ele foi seriamente ferido por guardiões do Palácio de Valhalla enquanto caçava. À beira da morte, é perdoado e curado por Hilda de Polaris. Após sentir seu Cosmo puro e acolhedor e movido pela motivação de Hilda de ajudar a todos os cidadãos de Asgard, Thor jura lealdade a Hilda. Mesmo percebendo a mudança no Cosmo de Hilda, ele enfrenta os Cavaleiros de Athena na esperança que ela voltasse a ser a pessoa gentil que sempre foi. Ele chega a atacar Saori e arremessa um de seus machados contra ela, e elogia seu poder quando a moça rebate a arma com seu Cosmo. Por fim, ele pede a Seiya que resgate Hilda após ser derrotado. Seu Robe representa a serpente marinha Jörmungandr.
Ataques:
Mjölnir Hammer - Martelo Mjölnir
Titanic Heracles - Hércules Titânico

Alberich de Megrez[editar | editar código-fonte]

(メグレスのアルベリッヒ, Meguresu no Aruberihhi?), a Estrela Delta (デルタ星, Deruta-sei?)
Era o único dos Guerreiros Deuses que sabia que Hilda estava dominada pelo feitiço do anel do Nibelungo, tendo inclusive visto a cena. Tendo em vista tal situação, resolveu se aproveitar da luta entre os guerreiros deuses e os cavaleiros de bronze para conquistar o mundo. Aproveitando-se da sua inteligência e desonestidade acaba quase vencendo todos os cavaleiros de Athena mesmo não sendo muito poderoso, mas acaba sendo derrotado por Shiryu que aprendeu a lidar com seus golpes. Pretendia conseguir todas as safiras de Odin para conseguir a armadura de Odin e controlar o mundo no lugar de Hilda. Seu Robe representa espíritos elementais Vaettir aprisionados em forma de ametista.
Ataques:
Amethyst Shield - Couraça Ametista
Nature Unity - Unidade da Natureza
Honō no Ken - Espada de Fogo

Fenrir de Alioth[editar | editar código-fonte]

(アリオトのフェンリル, Arioto no Fenriru?), a Estrela Epsilon (イプシロン星, Ipushiron-sei?)
Fenrir quando criança perdeu seus pais, mortos por um gigantesco urso e foi abandonado pelas pessoas que ele acreditava serem amigas. Fenrir foi salvo por uma alcatéia de lobos e desde então passou a não confiar em humanos. Enfrenta Shiryu de Dragão e quase o mata com a ajuda dos seus amigos lobos, não acreditando no que o cavaleiro lhe dissera sobre Hilda e a amizade, porém no fim Shiryu vendo que não podia atacá-lo diretamente usou um Cólera do Dragão em uma cachoeira congelada para acabar com ele. Seu Robe representa Fenrir, o lobo filho de Loki.
Ataques:
Wolf Cruelty Claw - Garra do Lobo Assassino
Northern Gunrō Ken - Golpe do Lobo Imortal

Syd de Mizar[editar | editar código-fonte]

(ミザールのシド, Mizāru no Shido?), a Estrela Zeta (ゼータ星, Zēta-sei?)
Ele foi o primeiro Guerreiro Deus à aparecer na série. Ele foi enviado ao Santuário para "declarar" guerra contra Athena, e derrotou Aldebaran de Touro com um único golpe (mas tarde é revelado que só conseguiu com a ajuda de seu irmão). Então ele foi ao Japão para matar Athena e foi parado por Seiya e Shun, então retornando para Asgard, e esperando os Cavaleiros virem combatê-lo. Foi derrotado pela Corrente Nebulosa de Shun no Palácio de Valhalla. Antes de sua morte, ele revelou que sempre soube de seu irmão gêmeo, Bud de Alcor, e que tanto ele quanto os pais, se arrependiam tê-lo abandonado quando pequeno, mas que ele não podia fazer nada. Seu Robe representa um Smilodon.
Ataques:
Viking Tiger Claw - Garras do Tigre Negro
Blue Impulse - Impulso Azul
Bud de Alcor[editar | editar código-fonte]
(アルコルのバド, Arukoru no Bado?), a Estrela Zeta (ゼータ星, Zēta-sei?)
Syd e Bud eram gêmeos que nasceram numa família muito rica de Asgard. Devido às superstições locais, de que gêmeos trazem má sorte para a família, os pais de Bud o abandonaram por ser o gêmeo mais novo. Um homem pobre criou Bud como seu próprio filho, até que um dia, durante uma caçada, Bud encontrou seu irmão Syd e seus pais que o haviam abandonado. Hilda fez de Bud um Guerreiro Deus das sombras, dizendo que ele substituiria Syd quando este morresse. Ele guardava muito ódio de seu irmão Syd por causa disso, mas depois de lutar contra Ikki, e receber o Golpe Fantasma da Fênix, ele precebeu que todas as suas ações, como ajudar Syd a derrotar Aldebaran e ajudá-lo na luta contra Shun, eram devido ao fato de amar muito o irmão, mas ainda não o admitia. Por fim, Bud segue para dentro de uma nevasca carregando o corpo de Syd, onde ele aparentemente morre, desejando que eles possam renascer como irmãos de novo numa próxima encarnação. Seu Robe, assim como o de seu irmão, representa um Smilodon, só que albino.
Ataques:
Shadow Viking Tiger Claw - Garras do Tigre das Sombras

Mime de Benetnasch[editar | editar código-fonte]

(ベネトナーシュのミーメ, Benetonasshu no Mīme?), a Estrela Eta (エータ星, Ēta-sei?)
Quando tinha onze anos, Mime matou seu pai de criação Folker, após descobrir que o mesmo havia matado seus verdadeiros pais. Depois disso, parou de demonstrar sentimentos, e lutando contra Ikki de Fênix, o guerreiro se lembra da verdade sobre seu pai e acaba se arrependendo dos seus pecados e confia seu sonho a Ikki antes de morrer. Seu Robe representa a harpa de Bragi.
Ataques:
String Requiem - Réquiem de Cordas

Outros personagens de apoio[editar | editar código-fonte]

Dr. Asamori[editar | editar código-fonte]

(麻森博士, Asamori Hakase?)
Criador das Armaduras mecânicas dos Cavaleiros de Aço, sob a supervisão de Mitsumasa Kido.

Crianças do Orfanato[editar | editar código-fonte]

Akira (アキラ?), Makoto (マコト?), Tatsuya (タツヤ?) e Mimiko (ミミ子?)
Crianças que vivem no orfanato e admiradores de Seiya. Apesar de suas aparências serem baseadas em órfãos do mangá de Kurumada, seus nomes são revelados apenas na adaptação de anime. Eles também aparecem em alguns filmes da série.[7]

Ohko[editar | editar código-fonte]

(王虎, Ōko?)
Ohko foi um parceiro de treinamento de Shiryu de Dragão e se tornou seu rival.

Jaki[editar | editar código-fonte]

(ジャキ, Jaki?)
Um antigo aprendiz de Cavaleiro que, após falhar em seu objetivo, resolve viver uma vida guiada pela violência com a enorme força que conseguiu obter. Ele morre após cair de um penhasco enquanto enfrentava Marin de Águia.

Hayate[editar | editar código-fonte]

(ハヤテ号, Hayate-gō?)
Um cão policial que ajudou Seiya a rastrear a Armadura de Sagitário.

Referências

  1. Kappa Magazine, número 80 (em Japanese). [S.l.: s.n.] 1999 
  2. Enciclopédia Cavaleiros do Zodíaco, página 61
  3. Shūkan Shōnen Jump's Saint Seiya Anime Special - Gold Selection, páginas 101-104, 1988, pela Shueisha (em japonês)
  4. Shūkan Shōnen Jump's Saint Seiya Anime Special - Gold Selection, páginas 40-46, 1988, pela Shueisha (em japonês)
  5. Shūkan Shōnen Jump's Saint Seiya Anime Special - Gold Selection, páginas 28-31, 1988, pela Sueisha (em japonês)
  6. Shūkan Shōnen Jump's Saint Seiya Anime Special 2, páginas 127-128, pela Shueisha (em japonês)
  7. a b Shūkan Shōnen Jump's Saint Seiya Anime Special - Gold Selection, páginas 99-112, 1988, pela Shueisha (em japonês)
  8. Coleção Anime Classics, A Grande Batalha dos Deuses, Ed. Conrad - Edição 01, Pg: 10-15
  9. Shūkan Shōnen Jump's Saint Seiya Anime Special 3 - Jump Gold Selection, página 105, 1989, pela Shueisha (em japonês)