Trevi (rione de Roma)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa do Rione I - Monti.

Trevi é o nome de um dos vinte e dois riones de Roma, oficialmente numerado como Rione II, localizado no Municipio I. A origem do nome é incerta, mas a possibilidade mais aceita é que seria derivado do latim "trivium" ("três vias"), uma referência a três ruas que levavam à Piazza dei Crociferi, uma praça perto da moderna Piazza di Trevi.

História[editar | editar código-fonte]

Brasão de Trevi: três espadas num fundo vermelho.

Na época da República Romana, o território deste rione era parte da Região III e, no período Imperial, foi dividido duas outras regiões: a VI - Alta Semita e VII - Via Lata, a primeira no alto das colinas e a segunda, às margens do Tibre. Neste período, a região era ocupada por casas privadas e alguns edifícios monumentais. Enquanto a Via Lata era o centro das atividades comerciais da cidade, a Alta Semita era uma região residencial mais pacífica. Depois da queda do Império Romano do Ocidente, muitas pessoas se mudaram das colinas para as regiões mais baixas, onde era mais fácil conseguir água depois que os aquedutos romanos deixaram de funcionar e não havia mais escravos para o transporte. E a urbanização seguiu este movimento: enquanto a região perto do rio estava repleta de edifícios, a parte mais alta do rione só foi ocupada novamente no Renascimento.

Em 1600, a urbanização, com novas ruas, igrejas e fontes, provocou algumas mudanças em Trevi, mas nada mudou significativamente até o final do século XIX. O monte Quirinal, parcialmente isolado da parte mais lotada perto do rio, estava lentamente se tornando o centro do poder na cidade por causa da construção de edifícios pertencentes aos papas e seus aliados.

Durante a ocupação napoleônica de Roma, em 1811, o Quirinal foi selecionado para ser a sede do poder francês em Roma, mas o plano não se concretizou por causa da queda de Napoleão. Contudo, a ideia ficou e foi parcialmente realizada depois que Roma se tornou a capital da nova Itália unificada depois de 1870. Atualmente, diversos ministérios do governo da Itália estão no rione Trevi. Este movimento modificou completamente a aparência da parte alta do rione, que até então era repleta de pequenas ruas, igrejas e alguns monumentos.

Vias e monumentos[editar | editar código-fonte]

Antiguidades romanas[editar | editar código-fonte]

Edifícios[editar | editar código-fonte]

Palácios[editar | editar código-fonte]

Museus[editar | editar código-fonte]

Igrejas[editar | editar código-fonte]

Igrejas desconsagradas
Igrejas demolidas
Templos não-católicos

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Trevi (rione de Roma)