Troponina T

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Troponina

Troponina T é uma das proteínas da estrutura do músculo cardíaco. Quando o tecido cardíaco é lesionado aumenta a quantidade de troponina T em sangue (maior que 0,1 ng/ml). Assim é um marcador diagnóstico com alta sensibilidade e especificidade para detecção de lesão miocárdica. [1]

Função[editar | editar código-fonte]

Existem três tipos de troponinas: T, I e C (siglas: TNT, TNI e TNC). Juntas elas actuam sobre os filamentos de actina, regulam a força e velocidade da contração muscular. Tem grande afinidade pela tropomiosina.

Marcador de infarto[editar | editar código-fonte]

O valor da troponina T pode ser detectado em exame de sangue como anormal apenas 3 a 4h após o início dos primeiros sintomas do infarto e só atinge seu valor máximo entre 2 a 3 dias depois. Valores maiores a 0,1ng/ml após o surgimento de dor no peito é um mal prognóstico, indicando um risco três vezes maior (12%) de complicações cardíacas.[2]

Referências

  1. García de la Villa B, Díaz-Buschmann AJ, García R, Parra FJ, Medina J, San Martín MA, et al. Valor de la troponina I cardíaca como prueba diagnóstica en el estudio del dolor torácico. Rev Esp Cardiol 1998;51:122-8.
  2. Ildefonso Roldán Torres e col. Valor pronóstico de la troponina T en pacientes hospitalizados con angina o infarto sin elevación del segmento ST. Rev Esp Cardiol. 2003;56:35-42 - Vol. 56 Núm.01 DOI: 10.1157/13042340