Endomísio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Partes do músculo.

Endomísio (do latim Endomysium = dentro do músculo) é uma camada de tecido conjuntivo que encobre uma fibra muscular e é composta principalmente de fibras reticulares. Também contém capilares, nervos e vasos linfáticos. Encontra-se acima da membrana plasmática (sarcolema) da fibra muscular e é o elemento mais profundo e menor do tecido conectivo muscular.

O termo esqueleto cardíaco é as vezes utilizado como sinônimo de endomísio para o coração, Mas o coração refere-se também a combinação do endomísio e perimísio.

Esta fina camada conectiva oferece o ambiente químico ideal para a troca de íons cálcio, sódio e potássio. Fundamental para a despolarização das fibras musculares.

As fibras elásticas de colágeno são as principais proteínas que compõem os tecidos conectivos como o endomísio. O endomísio contém principalmente colágeno tipo I e II, também IV e V em menores quantidades.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Histologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


  1. Champion, A. E., Light, N (1/05/1984). «Characterization of muscle epimysium, perimysium and endomysium collagens» (PDF). Biochemical Journal. p. 3. Consultado em 29/10/2016.