Usuário Discussão:Renato de carvalho ferreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

File-manager.png |Arquivo 2010 ; 2011 ; 2012 ; 2013 ; 2014 ; 2015 ; 2016 ; 2017

Boletim dos conteúdos destacados nº 12[editar código-fonte]


Boletim dos conteúdos destacados nº 12
Cscr-featured1.png

Olá, Renato de carvalho ferreira. Esta é a lista dos artigos candidatados na última semana:

Artigos destacados:

Artigos bons:

Listas destacadas:

Recebeu esta mensagem porque o seu nome está incluído nesta lista. Caso pretenda deixar de receber as notificações, basta remover o seu nome dela.

MediaWiki message delivery (discussão) 13h51min de 10 de dezembro de 2017 (UTC)

Subdivisões de Portugal[editar código-fonte]

Olá amigos (Stegop D​ C​ E​ F e JMagalhães D​ C​ E​ F) você(s) sabe(m) me informar se há algum site ou documento (online se possível) que o governo português mantenha acerca das divisões administrativas do país e possivelmente as localidades dentro de cada zona? Algum linque pro último censo ou coisa do tipo? Eu estou arrumando algumas listas de topônimos romanos de Portugal e toda hora quando eu leio os nomes nas fontes vejo que há muitas regiões homônimas no país e que, ou nós não temos ainda artigo, ou o artigo que se tem é um verdadeiro caos, ou já tem mas pode estar escrito de outra forma.

Por exemplo João Ferreira do Amaral cita que há duas Alcarva(s), uma em Ranhados em Mêda e outra em Penedono, sendo que ambos os nomes podem ter sua origem num hipotético "Arcóbriga". A questão é que quando eu busco nos nossos artigos só há uma menção marginal a segunda Alcarva em Antas (Penedono), mas pela forma como aparece eu não sei dizer se é uma localidade diferente ou se é um nome de Antas. Fora que ainda me gera enorme confusão pela forma como está escrito os artigos quando se é uma conselho, freguesia, vila, alienígena...--Rena (discussão) 18h09min de 12 de dezembro de 2017 (UTC)

O documento oficial é a Carta Administrativa Oficial de Portugal. A última é a CAOP2016. Quer um mapa interativo ou uma lista? JMagalhães (discussão) 22h42min de 12 de dezembro de 2017 (UTC)
Se possível os dóis, mas se não for possível ao menos uma lista. Eu fico muito confuso quando tento ler esses artigos, pois ou eu ainda não entendi direito a noção que se quer passar com a ideia dos conselhos e freguesias, mas salvo engano os artigos das localidades propriamente tem mapas de regiões ao que parece maiores que a malha urbana propriamente (quase que à semelhança dos municípios brasileiros), mas quando se abre o artigo das freguesias, por exemplo, o mapa que se indica é um mapa com bolinha. Eu estou todo confuso, e os autores igualmente não perdoam e muito só citam parte dos nomes das localidades.--Rena (discussão) 22h54min de 12 de dezembro de 2017 (UTC)
A carta administrativa apenas indica freguesias e divisões superiores às freguesias. Não existe nada de oficial para nomes de lugares ou aldeias. De qualquer modo, o site da Direção Geral do Território tem um mapa interativo e uma série de ficheiros para download, inclusive .xls com todas as freguesias ou ficheiros .kml com a divisão territorial para inserir no google earth. link. JMagalhães (discussão) 23h39min de 12 de dezembro de 2017 (UTC)

Discussão de bloqueio:SantosWbte[editar código-fonte]

Info talk.png
Caro administrador(a), foi iniciado um pedido de revisão de bloqueio do(a) usuário(a) SantosWbte.
A discussão está ocorrendo na seguinte página: Wikipédia:Pedidos a administradores/Discussão de bloqueio/SantosWbte.
Lembre-se de que a sua análise do bloqueio deve ocorrer, obrigatoriamente, ao abrigo das políticas e recomendações do projeto e da política de bloqueio, incluindo, na medida do possível, uma síntese cuidadosa dos argumentos expostos.
Sua participação é importante. Grato. Leon saudanha, usando o recurso MassMessage.

21h26min de 15 de dezembro de 2017 (UTC)


Recebeu esta mensagem porque o seu nome está incluído nesta lista. Caso pretenda deixar de receber as notificações, basta remover o seu nome da lista.

Boletim dos conteúdos destacados nº 13[editar código-fonte]



Boletim dos conteúdos destacados nº 13
Cscr-featured1.png

Olá, Renato de carvalho ferreira. Esta é a lista dos artigos candidatados na última semana (10 a 16 de dezembro):

Artigos destacados:

Artigos bons:

Recebeu esta mensagem porque o seu nome está incluído nesta lista. Caso pretenda deixar de receber as notificações, basta remover o seu nome dela.

MediaWiki message delivery (discussão) 12h56min de 17 de dezembro de 2017 (UTC)

Francos[editar código-fonte]

Olá, Renato, tudo bem? Eu fiz a edição presumindo que o primeiro editor a usar o dígrafo <ch> o utilizou ao lê-lo em inglês, francês ou latim.

Em latim, língua em que o nome foi originalmente registrado, o dígrafo apenas poderia ter o som de oclusiva velar surda, como foi demonstrado por William Sidney Allen em seu Vox Latina. Os nomes que mudei todos originavam este dígrafo no proto-germânico *h, reconstruído como uma fricativa velar surda, como consta no artigo en:Proto-Germanic language da Wikipédia anglófona e nas páginas de reconstrução do Wikcionário anglófono, e este som (novamente como mostrado por Allen) também foi importado da língua grega ao latim como <ch>, após ter transicionado de uma oclusiva velar surda aspirada.

Em inglês e francês, o dígrafo <ch> pode ter a mesma função do latim: o de representar uma fricativa velar surda, sons tipicamente ausentes nestas línguas, mas através do som de uma oclusiva velar surda. Exemplos: choir/choeur (grego), loch (gaélico escocês), e, por fim, Childeric/Childéric, o primeiro sendo representado como uma oclusiva velar surda na Wikipédia inglesa (/ˈkɪldərɪk/). O mesmo era possível para o português antes da Reforma Ortográfica de 1911, mas não mais. O dígrafo <ch>, exceto em empréstimos não adaptados, representa uma fricativa pós-alveolar surda. Visto todo o exposto, parece-me evidente que alguém, desconhecendo esta associação complexa de fonemas e grafias, presumiu que, por exemplo, Childericus, Childeric e Childéric deveria ser traduzido como Childerico, enquanto em verdade deveria ser traduzido, segundo a Reforma de 1911, como Quilderico, da mesma forma que química para chimica (originalmente uma grafia especial de adjetivo) e máquina para machina, ao trazer palavras do latim.

Além desta prosódia, poderia citar uma série de fontes em língua espanhola, citando os nomes, associados ou não aos nobres:

--Leefeni (discussão) 22h36min de 17 de dezembro de 2017 (UTC)

Leefeni de Karik D​ C​ E​ F, não, eu não estou questionando o uso, acho que a ideia está perfeita, mas eu sugiro que coloque fonte para que outros editores não revertam seu trabalho.--Rena (discussão) 22h45min de 17 de dezembro de 2017 (UTC)
Compreendi, obrigado! Depois vou condensar a explicação que dei aqui. --Leefeni (discussão) 22h52min de 17 de dezembro de 2017 (UTC)