Véra Clouzot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Véra Clouzot
Henri-Georges e Véra Clouzot em 1953
Nome completo Véra Gibson-Amado
Nascimento 30 de dezembro de 1913
Rio de Janeiro,  Brasil
Nacionalidade Brasileira
Morte 15 de dezembro de 1960 (46 anos)
Paris, França
Ocupação Atriz • Roteirista
Atividade 1953–1957
Cônjuge Léo Lapara (1941–1947)
Henri-Georges Clouzot (1950–1960)
IMDb: (inglês)

Véra Clouzot, nome artístico de Véra Gibson-Amado (Rio de Janeiro, 30 de dezembro de 1913 - Paris, 15 de dezembro de 1960) foi uma atriz e roteirista brasileira que atuou em filmes franceses na década de 50, todos dirigidos pelo marido Henri-Georges Clouzot, sendo eles O Salário do Medo (1953), As Diabólicas (1955) e Les Espions (1957). Ela também co-escreveu o roteiro de La vérité (1960).

Era filha do advogado, escritor, jornalista e diplomata Gilberto Amado[1] e prima do escritor Jorge Amado.[2] Véra morreu em Paris em 1960 aos 46 anos, vítima de um ataque cardíaco. Ela está enterrada no Cemitério de Montmartre em Paris.[3]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Atriz[editar | editar código-fonte]

Roteirista[editar | editar código-fonte]

La vérité (1960)

Referências

  1. «Recordando Gilberto Amado». Brasil 247. 14 de setembro de 2011. Consultado em 9 de maio de 2017 
  2. «Vera Amado Clouzot, atriz de cinema de (As Diabólicas, e O Salário do Medo)». O Explorador. 7 de agosto de 2012. Consultado em 9 de maio de 2017 
  3. «Véra Clouzot (1913 - 1960)». Find A Grave. Consultado em 8 de maio de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Véra Clouzot
Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.