The Walt Disney Studios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Walt Disney Studios
Divisão
Indústria Entretenimento
Fundação 16 de outubro de 1923; há 95 anos[1]
Sede Burbank, Califórnia, E.U.A
Área(s) servida(s) Mundo
Pessoas-chave
Produtos Filmes, editora musical e produções teatrais
Serviços Produção cinematográfica, marketing e distribuição
Empresa-mãe The Walt Disney Company
Divisões
Subsidiárias
Website oficial www.waltdisneystudios.com

The Walt Disney Studios é uma divisão que desenvolve roteiros e supervisiona a produção cinematográfica, teatral e musical da The Walt Disney Company. A divisão engloba as produções da Walt Disney Studios Motion Pictures, Disneynature, Walt Disney Animation Studios, Disney Music Group, Disney Theatrical Group, Disney Studio Services e Walt Disney Studios Marketing. Os filmes produzidos pela The Walt Disney Studios, incluindo títulos das subsidiárias Walt Disney Pictures, Pixar Animation Studios, Marvel Studios e Lucasfilm Ltd., são distribuídos mundialmente pela Walt Disney Studios Motion Pictures.

História[editar | editar código-fonte]

O grupo foi iniciado em 1998 por Joe Roth para centralizar as diversas unidades de produção da Disney, e tornar filmes live-action de produção na Disney mais custo-eficientes.

O nome vem da "Buena Vista" vem da Buena Vista Distribution, uma companhia fundada por Walt Disney como uma filial para distribuir filmes e curtas produções em 1953. Esse nome, por sua vez, veio da rua South Buena Vista Street, localizada em Burbank nos Estados Unidos, onde o complexo dos Walt Disney Studios foi estabelecido primeiramente. Em 2007, a Disney retira o nome "Buena Vista".

Em 2003, é lançado o primeiro filme pela Walt Disney Pictures classificado como PG-13 nos Estados Unidos como que, deve ser advertido rígidamente pelos pais segundo a Motion Picture Association of America: Pirates of the Caribbean: The Curse of the Black Pearl (Piratas do caribe): A Maldição do Pérola Negra), um filme baseado em uma famosa atração do Disneyland. A teve algumas abordagens muito rigorosas com violência e outros elementos eventualmente maduros nos filmes live-action da Disney, desde o início da marca Touchstone Pictures até a liberação da série Pirates of the Caribbean. [carece de fontes?]

Em julho de 2006, a Disney anunciou uma mudança de estratégia, que icentivava liberar mais títulos com a marca "Disney" ― ou seja, Walt Disney Pictures ― e menos títulos com a marca da Touchstone. Com o movimento, se esperava reduzir a força do grupo de trabalho por cerca de 650 postos em todo o mundo, incluindo o da sua então presidente Nina Jacobson.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. «The Walt Disney Studios». The Walt Disney Company. Consultado em July 7, 2013. Cópia arquivada em November 5, 2015  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)