X-9 (escola de samba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de X-9 de Santos)
Ir para: navegação, pesquisa
GRCES X-9
Fundação 1 de maio de 1944 (73 anos)
Cores

Verde

vermelho

Branco
Símbolo Coroa
Bairro Macuco
Presidente Ditinho
Intérprete oficial Bolinha
http://www.x9fabricadossonhos.com

O Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba X-9 é uma escola de samba da cidade de Santos. Seu nome foi inspirado numa revista em quadrinhos que levava o nome Agente X-9.

Dentre seus maiores incentivadores estão o casal Tia Inês e Cabo Roque, ambos já falecidos. Seu pavilhão foi batizado pela Estação Primeira de Mangueira. A agremiação é a escola que mais títulos conquistou no município, um total de dezoito e por ser a mais antiga agremiação em atividade na cidade, é conhecida como "A Pioneira".

História[editar | editar código-fonte]

Dentro dos padrões que definem uma agremiação carnavalesca como uma escola de samba, a X-9 foi a primeira a surgir em toda a região. Existem relatos que enumeram, entre 1936 e 1941, a ocorrência de atividades envolvendo antigos sambistas que, supostamente, teriam criado escolas de samba. Nenhum deles, porém, evidencia que, antes da X-9 tenha existido uma agremiação que possa ser definida como as escolas de samba que conhecemos.

Quanto ao pioneirismo da X-9, é preciso esclarecer que as agremiações surgidas anteriormente ( Não é o que dizem, 39; Dois Pingüins, 40; Número 1 do Canal 3, 41, e Aí Vem Favela, 42), não passavam de meros grupamentos de samba, com cerca de 40 a 60 componentes. A X-9 também teve a mesma origem, mas logo ganhou nova e definitiva configuração.

Primeira na Baixada, a X-9 também é uma das pioneiras no Brasil. A mãe de todas as escolas é a Deixa Falar, fundada em 1928, pelo imortal Ismael Silva, responsável também pela criação da expressão Escola de Samba. Vizinha Faladeira, outra agremiação também extinta como a Deixa Falar, também está entre as primeiras. Mangueira e Portela vieram no rastro.

A X-9 foi efetivamente fundada em 1º. De maio de 1944, mas sua origem remonta aos carnavais de 39 a 41, quando da existência do Rancho Carnavalesco dos Carvoeiros, fundado por estivadores. Esse Rancho deu origem ao Conjunto Mensageiros do Samba e pouco depois a um grupamento de samba, que saia da Rua Almirante Tamandaré, no Macuco.

O nome X-9 vem de uma revista policial da época. Um pequeno grupo de batuqueiros (Manezinho, Catarina, Acácio e outros) foi animar um baile pré-carnavalesco do Santos Dumont F.C, em 44. Logo na entrada, o percussionista da Banda que tocada no clube, Waldomiro da Silva Ferreira, o Tricolor, emitiu um gracejo que acabou dando nome à primeira das escolas de samba de Santos: “Aí vem uma quadrilha de bandidos da Revista X-9”. Naquele tempo, os batuqueiros não eram vistos com bons olhos.

No Carnaval daquele ano o grupo desfilou pelas ruas do bairro e no dia 1º de maio transformou-se em escola de samba, conservando o fortuito cognome X-9. O grupo saiu pela primeira vez da Rua Almirante Tamandaré nº 9 e posteriormente, já escola, ficou provisoriamente no número 104 da mesma rua. Do ponto final do bonde da linha 5, na Vila Macuco, foi para junto do final da Linha 15, na Bacia do Macuco, reduto da pesada, onde predominavam os botequins, a malandragem e as batucadas.

Tendo surgido numa época romântica e aventureira (de guerra), cheia de preceitos e preconceitos, participou da chamada resistência do samba, uma vez que, naqueles áureos tempos, os batuqueiros não eram vistos com bons olhos e enquadrados como malandros e desordeiros. Em 1946 a pequena escola foi para o número 94 da Almirante Tamandaré, tendo sido até então adotada pelo casal Cabo Roque-Tia Inês, incorporando-se definitivamente naquela modesta e acolhedora casa através de um místico e maravilhoso ciclo, consagrando-se como um verdadeiro reduto de bambas, um relicário do samba.

Já vitoriosa em Santos, foi disputar concursos em São Paulo, a partir de 1948, tornando-se a primeira escola de samba do Interior a triunfar na capital bandeirante. Prosseguiu com toda a sua mística nos anos 50, destacando-se, inclusive, na capital paulista, iniciando ainda, em meados daquele decênio, um intercâmbio com o mundo do samba do Rio de Janeiro.

Pela sua constante atividade, a casa da legendária Tia Inês ganhou a pomposa denominação de Quartel General do Samba Praiano Bandeirante, onde, no despontar dos anos 60, deu início ao movimento de se fazer samba o ano inteiro, inclusive comemorar o I Dia Nacional do Samba (2 de dezembro de 1963).

Dois fatos marcantes ocorreram ainda na década de 60: o batismo do seu pavilhão, que foi sacramentado pela tradicional Estação Primeira da Mangueira, sua escola-madrinha, e quando teve a primazia de desfilar como convidada de honra no Carnaval em Maio no Méier, consagrando-se então (1968) na capital do samba.

Anos Dourados[editar | editar código-fonte]

Além de vencer em São Paulo em 1948, 1949 (Taça Diários Associados), 1950, 1954 (Taça Radio Record), 1959 (Carnaval no Brás), 1964 (Concurso de Âmbito Estadual da Lapa) e 1969 (Campeã do Interior no Anhangabaú), a escola de samba teve a primazia de desfilar no "Grande Carnaval de Maio no Meyer", no Rio de Janeiro, em 1968, graças ao trabalho do Cabo Batucada e do apoio do legendário Natal da Portela.Nos anos 70, alguns integrantes da escola fundaram na cidade de São Paulo, a escola de samba "Filhotes da X-9", posteriormente denominada X-9 Paulistana, que mais tarde viria a ser campeã do Carnaval da capital. O pentacampeonato obtido nos anos setenta, marcou o período de ouro da escola, com sambas antológicos, como: Hoje é dia de Feira (1975); Peixinho Dourado (1976); entre outros. Os enredos e os desfiles foram assinados pelo arquiteto, figurista e cenógrafo José Carlos Serroni, hoje renomado no meio artístico paulistano e brasileiro e José Roberto Arduim.

Virada de Mesa[editar | editar código-fonte]

Em 2006, após obter nota máxima em todos os quesitos, terminou em penúltimo lugar no grupo principal, devido a falta de número mínimo de baianas, caindo para o grupo de acesso no ano seguinte. Mas em 2007 foi decidido que não haveria mais o tal grupo, o que gerou no meio do samba um sentimento de que estaria sendo beneficiada com uma "virada de mesa". Em 2008 foi campeã novamente, pela 21ª vez, porém a escola de samba Mocidade Independente de Padre Paulo entrou com um recurso pedindo a perda de pontos da X-9 por esta ter usado um ponto de Ogum após a sirene do início do desfile ser tocada, o que seria considerado infração ao regulamento. [1] No entanto, a ação proposta pela co-irmã, foi julgada improcedente - Processo n.562.01.2008.005466-9 -, que tramitou pela Segunda Vara da Fazenda Pública de Santos. Como não houve recurso, a X-9 foi homologada a campeã de 2008.

Atualmente a sede da escola fica no bairro do Valongo em Santos.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Fabiano Paz (Dentinho) ? - aprox. 2014 [2]
Mi aprox. 2014 - atualidade [3][4]
Benedito Fernandes (Ditinho) 2015 até hoje

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor de harmonia Mestre de bateria Ref.
2014 Adelson dos Santos Filho "França" Junior Vaguinho
2015 Adelson dos Santos Filho "França" Vaguinho [5][6]
2016 Adelson dos Santos Filho "França" Junior Jefferson e Jamelão

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014 Alexandre
2015 Giovanna Maselli [7]
2016

Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2010 Beto Magistral e Josy Sublime [8]
2014-2015 Robinson e Thaís Paraguassú [9][10]
2016-2018 Fabiano Dourado e Thais Paraguassú

Corte de bateria[editar | editar código-fonte]

Ano Rainha Ref.
2009-2015 Ana Paula [7][11][5]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

X-9
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Ref
1956 Campeã Especial Heróis da invasão holandesa! [12]
1957 3º. Lugar Especial Sua Majestade o samba! [13]
1958 Vice-Campeã Especial O Samba em festa! [14]
1959 Vice-Campeã Especial A Voz do Samba! [15]
1960 3º. Lugar Especial [16]
1961 Vice-Campeã Especial Apoteose ao samba! [17]
1962 Vice-Campeã Especial Exaltação ao samba! [18]
1963 3º. Lugar Especial A Epopeia do Samba! [19]
1964 Campeã Especial Brás Cubas! [20]
1965 Vice-Campeã Especial Exaltação ao Rio de Janeiro! [21]
1966 3º. Lugar Especial Heróis de Vila Rica! [22]
1967 3º. Lugar Especial A história da Rosa de Ouro! [23]
1968 Vice-Campeã Especial O patriarca da independência! [24]
1969 Vice-Campeã Especial As minas de prata! [25]
1970 Vice-Campeã Especial O chafariz da coroação! [26]
1971 - Especial Alegrias da Bahia - Suas lendas e tradição! [27]
1972 Vice-Campeã Especial Festival gaúcho! [28]
1973 Campeã Especial Antologia do samba! [29]
1974 Vice-Campeã Especial Na corte do Maracatu! [30]
1975 Campeã Especial Beleza das águas! [31]
1976 Campeã Especial Hoje é dia de feira! [32]
1977 Campeã Especial Viva o verde! [33]
1978 Campeã Especial Hoje tem marmelada! [34]
1979 Campeã Especial Amor, Saúde e Negócio! [35]
1980 Vice-Campeã Especial Viagem ao País de São Saru! [36]
1981 Campeã Especial Reinação é rei e povo... E vamos contar de novo! [37]
1982 Vice-Campeã Especial Alvorada, a primeira luz da manhã! [38]
1983 Campeã Especial Quando chega o verão! [39]
1984 3º. Lugar Especial Sua benção madrinha! [40]
1985 3º. Lugar Especial Quem tem medo não sai de casa! [41]
1986 Vice-Campeã Especial O Currupiu dos mestres! [42]
1987 Vice-Campeã Especial Até parece pecado! [43]
1988 Vice-Campeã Especial Tem Palmeiras onde canta o sabiá! [44]
1989 Vice-Campeã Especial Do lixo ao luxo! [45]
1990 Campeã Especial É disso que eu gosto! [46]
1991 Vice-Campeã Especial SOS Planeta Terra. [47]
1992 Vice-Campeã Especial Saúde é o que interessa! [48]
1993 4º. Lugar Especial Pare o mundo que eu quero descer! [49]
1994 Vice-Campeã Especial Uma européia no asfalto! [50]
1995 Campeã Especial Memórias da Rua XV! [51]
1996 Campeã Especial De amargo, basta a vida! [52]
1997 3º. Lugar Especial Brincar até onde o sonho deixar! [53]
1998 Campeã Especial Além do arco-íris. [54]
2000 8º. Lugar Especial A influência italiana em nossa história!
(Composição: Paulinho Chiclete, Serginho, Toninho 44, Fofão, Renatinho e Rudnei)
[55]
2006 9º. Lugar Especial Eh! Pagu, paixão de fazer doer!
(Composição: Luiz, Bartô, Vando, Batata, Sueca, Ed Melodia, Pelé)
Renato Di Renzo [56]
2007 Vice-Campeã Especial Porto, boemia e nostalgia!
(Composição: Nego Dô, Edu, Jorge Sargento, Junior, Luiz Emílio e Magoo)
Benedito Andrade [57]
2008 Campeã Especial Nas quebradas do mundaréu, Plínio Marcos um sonho de amor e liberdade!
(Compositores: Rubens Gordinho, Celso Tom Maior, Clayton, Manuel e David)
Comissão de Carnaval [58]
2009 Vice-Campeã Especial Vila Maria, explosão de alegria, no balanço da magia faz brilhar meu carnaval.
(Composição: Fernando Negrão, Gustavo Santos, Rodrigo Correia e Marcinho Integração)
Comissão de Carnaval [59]
2010 5º. Lugar Especial Se a palavra tem mandinga, vem do Banto a nossa ginga.
(Composição: Barto, Bolinha, Fabiano Pontes, Juninho de Paula e Renato Jr.)
Comissão de Carnaval Bolinha [8]
2011 Campeã Especial A X-9 pioneira, saúda Tanah Corrêa e a arte na cultua brasileira.
(Composição: Caraúba, Gilson, Caffé, Peter Pan, Lelo Garoto, Sandro Simões, André Gordão, Hermes Sobral, Bochecha e Giba)
Gilson de Melo Barros Bolinha [60]
2012 Campeã Especial O majestoso palco negro - "A NOITE".
(Composição: Ademarzinho do Cavaco, Ademar Eugênio, Walid Omar e William Cabello)
Amarildo de Melo Bolinha [61]
2013 - Especial Bem ou mal mas fale de mim - Sou X-9 até o fim.
(Composição: Fernando Negrão, Gustavo Santos, Edirley, Rudney Fernandes, Jota R e Marquinho Maluko)
Amarildo de Melo Bolinha [62]
2014 Vice-Campeã Especial Bem ou mal mas fale de mim - Sou X-9 até o fim.
(Composição: Fernando Negrão, Gustavo Santos, Edirley, Rudney Fernandes, Jota R e Marquinho Maluko)
Amarildo de Melo Bolinha e Daniel Collete (convidado) [63][10]
2015 Campeã Especial Tudo que vi lá, aprendi... De navio trouxe para aqui e hoje bato palmas para ti!
(Composição: Anderson Atração, Aydan 7 Cordas, Bill, Marcelo Charuto, Tim Cardoso, Nando Ribeiro e Walmir)
Amarildo de Mello Bolinha [64]
2016 5º. Lugar Especial A X-9 Acredita: Monte Serrat, um Abençoado Cartão da História e da Vida Santista!
(Composição: Santaninha, Jr. Bicalho, Tubarão, Wagner Pontual, Vinna do Casqueiro, Cristian Oliveira, Guilherme Lemos, Xuxu do Cavaco, Leandro Paçoca, Cleber do Cavaco e Junão)
Ronny Potolski Bolinha
2017 Campeã Especial O Grito heroico de um povo Igor Carneiro Bolinha [65]
2018 Vice-Campeã Especial Armorial - A Nobreza da Arte Nordestina no Reino do Carnaval Igor Carneiro Bolinha,Mario,Jorge,André,Rafael e Didi Gomes
2019 Especial Adoniran Barbosa em: Crônicas da Vida - Resiste o samba; renasce o artista Igor Carneiro

Títulos[editar | editar código-fonte]

Grupo Títulos Vitórias
Cup Winner.png Não-Oficial 7 1947, 1948, 1949, 1950
1952, 1953, 1955
Cup Winner.png Especial 19 1956, 1964, 1973, 1975, 1976
1977, 1978, 1979, 1981, 1983
1990, 1995, 1996, 1998, 2008
2011, 2012, 2015, 2017


Referências

  1. [1]
  2. [2]
  3. [3]
  4. [4]
  5. a b [5]
  6. [6]
  7. a b [7]
  8. a b Prefeitura de Santos (16 de fevereiro de 2010). «X-9 leva influência do povo Banto para a Passarela». Consultado em 19 de janeiro de 2011. Cópia arquivada em 3 de dezembro de 2012 
  9. [8]
  10. a b [9]
  11. http://santaportal.com.br/7870-x-9-e-campea-do-carnaval-santista-pela-27%C2%AA-vez
  12. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  13. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  14. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  15. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  16. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  17. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  18. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  19. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  20. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  21. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  22. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  23. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  24. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  25. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  26. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  27. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  28. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  29. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  30. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  31. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  32. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  33. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  34. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  35. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  36. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  37. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  38. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  39. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  40. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  41. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  42. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  43. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  44. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  45. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  46. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  47. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  48. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  49. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  50. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  51. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  52. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  53. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  54. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  55. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  56. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  57. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  58. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  59. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  60. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  61. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  62. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  63. Sasp Santos (18 de fevereiro de 2015). «Carnavais da GRCES X-9!». Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  64. [10]
  65. «X-9 é a campeã da elite do Carnaval de Santos em 2017». G1 Santos. 21 de fevereiro de 2017. Consultado em 21 de fevereiro de 2017