Daniel Collête

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2011). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Daniel Collête
Informações pessoais
Nome completo Almir Daniel Pimentel
Data de nasc. 29 de setembro de 1963 (55 anos)
Local de nasc. Nilópolis, RJ,  Brasil
Grito de guerra "Alô você", "Maraviiiilha" e "bate no peito e diz"
Informações profissionais
Escola atual Pérola Negra
Unidos de Bangu
Escolas de samba
Anos Escolas
1998-1999
2000
2000
2001-2007
2003-2007
2007
2008-2010
2011-2016
2011-
2012-2013
2014
2015
2017
2018-
2019-
X-9 Paulistana (apoio)
Mocidade Alegre (apoio)
Flor da Vila Dalila
Mocidade Alegre
Dragões da Real
Apoteose do Samba
X-9 Paulistana
Dragões da Real
Apito de Ouro
Samuca
X-9
Samuca
Leandro de Itaquera
Pérola Negra
Unidos de Bangu

Almir Daniel Pimentel, mais conhecido como Daniel Collête (Nilópolis, 29 de Setembro de 1963) é um intérprete de sambas-enredo brasileiro, considerado um dos maiores do Carnaval de São Paulo na atualidade, por sua voz potente.

Biografia[editar | editar código-fonte]

De 2001 a 2007, foi o interprete oficial da escola de samba Mocidade Alegre, imortalizando os gritos de guerra "Alô você", "Maraviiiilha" e "bate no peito e diz". em 2003, lançou moda ao ir para o sambódromo vestido de acordo com o enredo. Na ocasião, sua escola apresentou um enredo falando das tradições iorubás, e ele desfilou e cantou o samba vestido com trajes típicos africanos, sendo vice-campeão.

No ano seguinte, sua escola foi campeã, no ano em que todas elas prestaram uma homenagem à cidade de São Paulo em seus enredos.

Nos anos seguintes, seguiram-se boas colocações, até que em 2007, Daniel surpreende o público novamente ao apresentar-se vestido de palhaço num enredo que falava sobre o riso, sendo a Mocidade novamente campeã.

Pouco após o Carnaval, Daniel Collête assinou contrato para 2008 com a X-9 Paulistana. Em 2009, manteve-se na X-9 apresentando um belo carnaval em que veio fantasiado de acordo com o enredo, que falava sobre a amazônia. Em 2010, veio ao Anhembi cantando "Portugal", novamente com a X-9, obtendo o 9° lugar com a escola. E, dias depois do carnaval, foi anunciada a sua saída da X-9 como interprete.

No dia 12 de março de 2010 o interprete fechou contrato com a escola Dragões da Real, participando do desfile campeão do Grupo de Acesso de 2011 e continuando, na mesma em 2012.[1]. Além de estar no Carnaval de Porto Alegre, na Apito de Ouro[2]. Em 2013, além de continuar na Dragões e Apito de Ouro, estará na Samuca, de Rio Claro[3]. Para o ano de 2016, o presidente do GRCES Dragões da Real, Renato Rodrigues (Tomate), confirmou que o intérprete permanecerá com o microfone principal da escola. Será o 6º carnaval consecutivo. Para o carnaval 2017, Daniel Comandará o carro de som da Leandro De Itaquera

Daniel após o desfile, anuncia a sua saída da então Leandro de Itaquera para assumir o comando do carro de som da Pérola Negra para o carnaval de 2018 (até então comandado por Juninho Branco desde 2016) para o carnaval de 2018. em 2019 estreia no Carnaval Carioca, pela Unidos de Bangu[4].

Referências

  1. Raul Machado, para o SRZD-Carnaval/SP (29 de julho de 2011). «Feliz na Dragões da Real, Daniel Collete faz balanço de sua carreira». Consultado em 1 de agosto de 2011 
  2. carnavalpoa. «Apito De Ouro (Tapes/RS) Contrata Interprete da X9 Paulistana Para 2011!!!». Consultado em 9 de janeiro de 2012 [ligação inativa]
  3. Valdira Guimarães Augusto, para o Jornal Cidade - Rio Claro (4 de janeiro de 2012). «Escolas trazem intérpretes da capital em busca de profissionalização». Consultado em 9 de janeiro de 2012 [ligação inativa]
  4. Carnavalesco (21 de dezembro de 2018). «Daniel Collete assume microfone principal da Unidos de Bangu». Consultado em 2 de janeiro de 2019