Zamora de Hidalgo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Zamora, veja Zamora (desambiguação).
Zamora

Zamora de Hidalgo

—  Cidade do México México  —
Brasão de armas de Zamora
Brasão de armas
Lema: Zamora, Cuna de Hombres Ilustres
Zamora está localizado em: México
Zamora
Localização de Zamora no México
Coordenadas 20° 03' 27" N 102° 43' 06" O
País  México
Estado do México Michoacán
Município Zamora
Fundação 18 de janeiro de 1574
Área
 - Total 330,97 km²
Altitude 1 580 m (5 184 pés)
População
 - Total 171 826
    • Densidade 519,2 hab./km²
Gentílico: Zamorano (a)
Fuso horário -6 (UTC)
Fuso horário -6 (UTC)
Sítio www.zamora.gob.mx

Zamora de Hidalgo é a principal cidade do Município de Zamora, um dos 113 municípios que compõem o estado de Michoacán de Ocampo, no México.

Desde o final do século XX a cidade de Zamora integrou um conglomerado urbano com a localidade de Jacona de Plancarte.

Situada num vale fértil, é um tradicional centro de importante zona agrícola. Sua localização geográfica permitiu, ainda, que a cidade se caracterize por ser uma ligação cultural e econômica muito importante entre a zona da Meseta purépecha, a capital do estado (Morelia), a cidade de Sahuayo e a cidade de Guadalajara. Por sua história e vida social, Zamora é também um centro cultura relevante, contando com o Centro Regional das Artes de Michoacán e o Teatro de la Ciudad.

Dados estatísticos[editar | editar código-fonte]

Geográficos[editar | editar código-fonte]

  • Localiza-se ao norte do estado de Michoacán, nas coordenadas 19° 59' de latitude norte e 102° 17' de longitude oeste.
  • Sua altitude é de 1580 m.
  • Os limites geo-políticos do munício são: ao norte com os municípios de Ixtlán e de Ecuandureo, a leste com os municípios de Churintzio e de Tlazazalca, ao sul com os municípios de Jacona e de Tangancícuaro e, a oeste, com Chavinda e Tangamandapio.
  • Dista da capital 144 km (estrada federal número 15, Morelia-Zamora de Hidalgo).
  • Superfície do município: 330,97 km²;

Demográficos[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo Populacional e Habitacional do ano de 2005 (INEGI)

  • População do municipio: 171 826 habitantes
  • População da Cidade de Zamora de Hidalgo: 171 826 habitantes
  • População urbana de Zamora de Hidalgo: 230 036 habitantes dos quais correspondiam a:
    • Zamora de Hidalgo: 171 826 habitantes.
    • Jacona de Plancarte: 59 288 habitantes.

Orográficos[editar | editar código-fonte]

O relevo é constituído faz parte do sistema vulcânico transversal mexicano. Encontram-se em seu horizonte os picos de La Beata, La Beatilla, Encinar, Tecari, o Ario e o Grande.

Hidrografía[editar | editar código-fonte]

Rio Cupatitzio

Dois sistemas hídricos cruzam o vale. Por um lado o rio Duero, por outro o Celio. Vários riachos confluem para estes rios, entre os mais importantes encontra-se os arroios Prieto, Hondo e Blanco. Há um sistema de represas que contêm e regulam as correntes fluviais, compostos pelas barragens de Álvarez, a del Colorín e a de Abajo. As vazantes são mais ou menos abundantes, conforme a estação do ano.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima zamorano é temperado tropical; com abundantes chuvas no verão, conta com uma precipitação pluvial anual média de 1000 mm. A temperatura oscila entre 2 °C e 39,2 °C.


Dados climatológicos para Zamora de Hidalgo
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 25 26 27 31 32 30 27 27 27 27 27 25 27
Temperatura mínima média (°C) 8 9 11 13 16 17 16 16 16 14 11 8 12
Precipitação (mm) 4 1 1 2 8 34 60 66 53 14 3 1 251
Fonte: [1] 06/04/2010

História e Nome[editar | editar código-fonte]

História[editar | editar código-fonte]

A vila de Zamora foi fundada em 1574 por ordem do Vice-Rei Martín Enríquez de Almanza, com povoadores espanhóis procedentes de Zamora, na península Ibérica. O local original da vila fica onde atualmente chama-se de Plaza de la Fundación. Em anos anteriores a isto o Vice-Rei de Mendoza havia estabelecido um forte, de onde partiu para a conquista do norte mexicano.

Durante o vice-reinado teve grande importância, pois era o centro agrícola do ocidente mexicano, provindo de alimentos às cidades mineradoras como Guanajuato, San Luis Potosí, entre outras.

O padre Miguel Hidalgo, chamado de "el padre de la patria", deu-lhe o título de cidade durante a Independência, em seu palácio de Guadalajara.

Nome[editar | editar código-fonte]

A cidade de Zamora fica num vale antigamente denominado Tziróndaro, cuja etimologia provém duma palavra purépecha que significa "lugar de ciénegas" ("lugar de pântanos ou zonas húmidas".

O nome de Zamora provém da cidade homônima da península Ibérica (ver: Zamora), em razão de a maioria de seus primeiros povoadores hispânicos serem oriundos dessa região castelhana. A etimologia do nome remete ao latim civitas murata, ou cidade murada, por estar rodeadas de morros, como também do vocábulo árabe Zamarat, que significa esmeralda, e faz referência à fertilidade e verde do vale castelhano. No caso da Zamora mexicana, estas características se repetem, por ser também um vale fértil, rodeado por montanhas e cortado por dois rios.

A partir de 1953, e como uma homenagem a Miguel Hidalgo y Costilla, que passou pela cidade e ali esteve por alguns dias, foi denominada Zamora de Hidalgo.

Agricultura e indústria[editar | editar código-fonte]

Situada sobre um território fértil, adequado para as hortaliças e com sistema de irrigação sistematizado, o município é conhecido pela produção de morangos de qualidade superior. Entres suas atividades industriais destaca-se a fabricação de alimentos de origem láctea, como manteiga, queijo e o famoso doce regional conhecido por chongos zamoranos. Também produz peças de vestuário, jóias e cerâmica.

Turismo[editar | editar código-fonte]

A antiguidade da cidade faz com que possua grande quantidade de edificações de valor histórico, erguidos durante o período do vice-reinado, e do século XIX. Alguns destes monumentos são: o templo de São Francisco, a antiga Catedral inconclusa - hoje santuário de Guadalupe, a maior igreja do México (tem 105 metros de altura, em estilo neo-gótico) - e outros templos católicos, a Biblioteca Pública e o Palácio Federal.

Conta com quatro praças comerciais: Plaza Madero, Zamora, Ana e Plaza las Palomas.

Os principais pontos turísticos são o lago de Camecuaro e o gêiser de Ixtlan, ambos situados a cerca de 15 minutos da cidade, o primeiro em Tangancicuaro e o segundo em Ixtlan de los Hervores.

Naturais célebres[editar | editar código-fonte]

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Weatherbase - Zamora, México» (em inglês). Weatherbase 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Zamora de Hidalgo