Zego (futsal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Zego
Zego
Zego visitando seus familiares e amigos no Brasil em 2020.
Informações pessoais
Nome completo Antonio José Azevedo
Data de nasc. 27 de julho de 1953 (69 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP), Brasil
Apelido Zégo
Informações profissionais
Período em atividade Como jogador 1965–1982 (17 anos)
Como treinador 1982–atualidade
Posição treinador
Clubes de juventude
1965-1969 Juventus
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1971-1972
1971
1973–1974
1975–1981
1980
1981-1982
Juventus
Corinthians (emp.)
Corinthians
Palmeiras
Internacional (emp.)
Newell's Old Boys
Seleção nacional
1973-1979
1988-1993
2012
Brasil (jogador)
Espanha (assessor técnico)[1]
Vietnã sub-20 (treinador)
Times/clubes que treinou



1987-1991

1991-1992



2000-2001
2002-2003
2004
2008-2010
2011
2012
Newell's Old Boys
Itamarati (MS)
Citrosuco (SP)
Caja Toledo
Trocadero Fútbol Sala[2]
Jaén Fútbol Sala
Saeta FS
SL Benfica
Internacional
Freixieiro
GDC Alto Avilhó
Verona Calcio 5
Unesc-SC[3]
Anápolis Futsal[4]
Rio do Sul
Medalhas
Campeonato Sul-Americano de Futebol de Salão
Ouro Seleção Brasileira Uruguai - 1973
Ouro Seleção Brasileira Argentina - 1975
Ouro Seleção Brasileira Uruguai - 1976[nota 1]
Ouro Seleção Brasileira Brasil - 1977

Antonio José Azevedo (São Paulo, 27 de julho de 1953) mais conhecido como Zego (pronúncia: Zégo) é um treinador de futsal especializado na formação de atletas. Atualmente reside e trabalha na formação de jovens atletas nos Estados Unidos.[5] [6]

Trajetória[editar | editar código-fonte]

O Atleta[editar | editar código-fonte]

Zego atuou dezessete anos como atleta, ganhou títulos em todos os clubes que passou, na Seleção Brasileira e na Seleção Paulista, foi considerado um craque e jogou ao lado de grandes jogadores.[7] Mesmo sendo atleta do Palmeiras jogou na equipe do Parque da Mooca, que na época era uma equipe extra-oficial e não disputava jogos da Federação.[8]  

Sistema 4.0[editar | editar código-fonte]

No inicio da década de 80, ainda como atleta, cria o sistema 4.0 ou quatro em linha. Com esse sistema o futuro treinador Zego dava prioridade à posse de bola, conseguindo equilibrar jogos de equipes medianas com equipes de alto nível técnico no Brasil. Ao trabalhar na Europa implantou o sistema. Não demorou muito as duas melhores seleções nacionais, a da Espanha e a do Brasil passaram a adotar o sistema com grande sucesso.[9]

O Mestre[editar | editar código-fonte]

O português Ricardinho considerado por seis vezes o melhor jogador do mundo,[10] quando jovem no Gramidense, passou pelas mãos de Zego em Portugal. Refere-se aos ensinamentos do mestre como sendo de suma importância na sua vida.[11]

O espanhol Jesús Velasco considerado o melhor treinador de clubes do mundo dirigindo a equipe do Inter Movistar diz que o mestre Zego é sua referência máxima.[12]

O Embaixador[editar | editar código-fonte]

Zego esteve em mais de vinte países levando ensinamentos e formação a atletas,[5] treinadores e dirigentes por todo o mundo.[13] Atuou nos cinco continentes, tanto no futsal masculino como no feminino.[14]

Atualmente Zego trabalha como diretor de uma escola particular de futebol de salão em Chicago, nos Estados Unidos e atua com crianças de 7 a 12 anos. Zego continua sendo o grande "Embaixador" brasileiro, lapidador de jovens atletas, com passagens pela Argentina, Brasil, Espanha, Rússia, Japão,[16] Vietnã, Colômbia, Itália, Portugal, China, Canadá, Marrocos e outros.[17]

Conquistas[editar | editar código-fonte]

Como atleta[editar | editar código-fonte]

Juventus
  • Campeonato Paulista de Futebol de Salão (Juvenil) - 1969
Corinthians
  • Campeonato Paulista de Futebol de Salão - 1971 e 1973
  • Campeonato Metropolitano de Futebol de Salão - 1973 e 1974
  • Campeonato Brasileiro de Futebol de Salão - 1974
Palmeiras
  • Taça Continental de futebol de salão - 1981[18][19]
  • Campeonato Metropolitano de Futebol de Salão - 1975
Internacional
  • Campeonato Gaúcho de Futebol de Salão - 1980
Seleção Brasileira

Como treinador[editar | editar código-fonte]

CR Itamarati
  • Campeonato Estadual de Mato Grosso do Sul:
Caja Toledo
Jaén Oliva Secavi
Saeta Fútbol de Salon
GR Freixieiro
GDC Alto Avilhó

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Vice-campeão
UNESC

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Como atleta[editar | editar código-fonte]

  • Federação Paulista de Futebol de Salão - troféu futsal - 1974 e 1975.[nota 2]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Movimentos Ofensivos de Futebol de Salão (1982).

Notas

  1. Em 1976 ocorreu um sul americano extra no Uruguai. A final foi entre Brasil e Uruguai, o Brasil venceu por 6 - 0 com dois gols de Zego.
  2. Prêmio concedido pela Federação Paulista de Futebol de Salão ao "Melhor Atleta do Ano".

Referências

  1. *Federación Española de Fútbol Sala (9 de fevereiro de 1993). «Certifico:» (JPG) (em espanhol). Unicamp. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  2. *ABC Deportes Toledo. «El laureado Inter Movistar, de visita por Toledo» (em espanhol). 4 de maio de 2018. Consultado em 8 de setembro de 2019 
  3. *Engeplus. «Futsal feminino da Unesc em boa fase». 6 de agosto de 2009. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  4. *UOL Esporte. «Anápolis perde a 13ª na Liga Futsal, mas técnico diz que time "ainda está aprendendo"». 26 de maio de 2011. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  5. a b *São Carlos Agora. «Técnico Zego ministra clínica de futsal para atletas do Multi Esporte». 28 de dezembro de 2018. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  6. *CSFC. «IL MAESTRO IS HERE: ZEGO» (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2019 
  7. *Clube Cultura. «FUTSAL - OS REIS DA QUADRA». Consultado em 7 de setembro de 2019 
  8. *FPFS. «"ONDE TUDO COMEÇOU": Histórias». 12 de julho de 2019. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  9. *Wilton Carlos de Santana (2008). A VISÃO ESTRATÉGICO-TÁTICA DE TÉCNICOS CAMPEÕES DA LIGA NACIONAL DE FUTSAL (PDF) (Relatório). Campinas: Unicamp. pp. 81 a 83. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  10. *Sapo Desporto. «RICARDINHO ELEITO MELHOR JOGADOR DO MUNDO DE FUTSAL PELA 6.ª VEZ». 30 de dezembro de 2018. Consultado em 3 de setembro de 2019 
  11. *Notícias Magazine. «Ricardinho: ele também é o melhor do mundo». 4 de setembro de 2016. Consultado em 3 de setembro de 2019 
  12. *AS. «En vísperas de la Final Four de la UEFA Futsal Cup, el entrenador de Movistar Inter habla de su carrera y del privilegio de entrenar al portugués» (em espanhol). 21 de abril de 2016. Consultado em 4 de setembro de 2019 
  13. *UNESC. «1º Fórum de Futebol reuniu técnicos, preparador físico, narrador e comentaristas». 9 de junho de 2009. Consultado em 4 de setembro de 2019 
  14. a b *Marlene Laundos. «Zego: O Embaixador». 7 de outubro de 2016. Consultado em 4 de setembro de 2019 
  15. *Record. «Freixieiro é uma referência em crescimento». 7 de agosto de 2000. Consultado em 4 de setembro de 2019 
  16. *Portal Futsal. «CAMPEÃO BRASILEIRO, SUL-AMERICANO E EUROPEU DE FUTSAL TREINA GAROTOS EM SHIZUOKA». 5 de janeiro de 2012. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  17. a b *LNFS. «Zego:"El entrenador del Pueblo"» (em espanhol). 6 de dezembro de 2012. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  18. *História do Futebol. «I Taça Continental de Futsal – 1981». Consultado em 28 de julho de 2020 
  19. *«"Onde tudo começou": dúvida entre o futebol de salão e o de campo». 22 de março de 2019. Consultado em 28 de julho de 2020 
  20. *Jornal do Brasil (25 de outubro de 1977). «Brasil é favorito para conquistar futebol de salão pela quinta vez» (PDF). Rio de Janeiro. 29 páginas. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  21. *Engeplus. «Futsal de Criciúma decide o Estadual». 25 de junho de 2009. Consultado em 8 de setembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]