Gluconato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ácido glucônico)
Ir para: navegação, pesquisa
Ácido glucónico
Alerta sobre risco à saúde
D-Gluconic acid.png
D-gluconic-acid-3D-balls.png
Nome IUPAC ácido (2R,3S,4R,5R)-2,3,4,5,6-pentahidroxihexanóico
Outros nomes Nenhum
Identificadores
Número CAS 526-95-4
Propriedades
Fórmula molecular C6H12O7
Massa molar 196 g/mol
Aparência Cristais incolores
Densidade  ?
Solubilidade em água boa
Solubilidade em outros solventes  ?
Acidez (pKa) 3.86
Riscos associados
Principais riscos
associados
Corrosivo (C)
Ponto de fulgor  ?
Compostos relacionados
Compostos relacionados Glucose (carboxila reduzida a carbonila)
Excepto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições PTN

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O ácido glucónico é um composto orgânico com fórmula molecular C6H12O7 e fórmula estrutural condensada HOCH2(CHOH)4COOH.

Em soluções aquosas a pH neutro, o ácido glucónico forma o ião gluconato. Os sais de ácido glucónico são conhecidos como "gluconatos". O ácido glucónico e os sais de gluconato ocorrem muito na natureza porque tais espécies derivam da oxidação da glucose. Ésteres de gluconato também podem ser formados, tal como gluconato de quinina que é usado em injecções intramusculares para o tratamento da malária.


Estrutura Química[editar | editar código-fonte]

A estrutura química do ácido glucónico consiste numa cadeia de seis carbonos com 5 grupos hidroxila terminando num ácido carboxílico. Em solução aquosa o ácido glucónico existe em equilíbrio com o éster cíclico glucono delta-lactona

Ocorrência e usos[editar | editar código-fonte]

O ácido glucónico ocorre naturalmente na fruta, mel e vinho Como aditivo alimentar (E574[1] ), é um regulador de acidez. É também usado em produtos de limpeza, onde dissolve depósitos minerais, especialmente um soluções alcalinas. O anião gluconato é um quelante de Ca2+, Fe2+, Al3+, e de outros metais pesados. O gluconato de cálcio, na forma de gel, é usado para tratar queimaduras de ácido fluorídrico.[2] [3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Food Standards Agency - Current EU approved additives and their E Numbers
  2. el Saadi MS, Hall AH, Hall PK, Riggs BS, Augenstein WL, Rumack BH. (1989). "Hydrofluoric acid dermal exposure". Vet Hum Toxicol 31 (3): 243–7. PMID 2741315.
  3. Roblin I, Urban M, Flicoteau D, Martin C, Pradeau D. (2006). "Topical treatment of experimental hydrofluoric acid skin burns by 2.5% calcium gluconate". J Burn Care Res 27 (6): 889–94. DOI:10.1097/01.BCR.0000245767.54278.09. PMID 17091088.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]