Abraham Calovius

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Abraham Calovius
Nascimento 16 de abril de 1612
Mohrungen, Ducado da Prússia
Morte 25 de fevereiro de 1686 (73 anos)
Wittenberg
Nacionalidade Flag of Ducal Prussia.svg Ducado da Prússia
Ocupação matemático, filósofo, teólogo

Abraham Calovius, também Abraham Calov (Mohrungen, Ducado da Prússia, 16 de abril de 1612 – Wittenberg, 25 de fevereiro de 1686) foi um matemático, filósofo e teólogo alemão, um dos representantes mais famosos da ortodoxia luterana no século XVII.[1]

Vida[editar | editar código-fonte]

Folha de rosto da Bíblia de Calov, com a assinatura de Bach no canto inferior direito.

Nasceu em Mohrungen (atual Morąg, Condado de Ostróda) no Ducado da Prússia. Depois de estudar em Königsberg, em 1650, foi nomeado professor de Teologia na Universidade de Wittenberg, onde mais tarde tornou-se superintendente geral e primarius, trabalhando até sua morte.[1] Sua vida privada foi muito peculiar, pois teve treze filhos mortos e cinco mulheres. Uns meses depois da morte de sua quinta mulher, quando contava setenta e dois anos de idade, casou com uma jovem, desfrutando de seu matrimônio apenas por um ano.

Pensamento[editar | editar código-fonte]

Calovius opôs-se aos católicos, calvinistas e socinianos, e em particular atacou a política de reconciliação ou "sincretismo" de seu maior inimigo, Georgius Calixtus.[2] Enquanto Calixtus afirmava que o Credo dos Apóstolos era uma definição adequada da fé, Calovius ao contrário, entendia que se deve acreditar em cada parte da verdade revelada, a fim de obter a salvação. Isso levou Calovius a negar como uma heresia a ideia de que os católicos ou os calvinistas poderiam ser participantes da salvação.

Como um escritor de polêmicas, Calovius teve poucos rivais.[1] Seu principal trabalho dogmático, Systema Iocorum theologicorum, (12 volumes, 1655-1677) representa o clímax da escolasticismo luterano.[1] Produziu um comentário popular sobre a tradução da Bíblia por Martinho Lutero, "die deutsche Bibel", hoje conhecido como a Bíblia de Calov.[3] Ele também escreveu um trabalho exegético profissional muito maior sobre toda a Bíblia chamado a "Biblia Illustrata" (4 volumes). É escrito do ponto de vista de uma crença muito rigorosa em inspiração, seu objeto sendo a refutação das afirmações feitas por Hugo Grotius, em seu Commentaries. Sua Historia Syncretistica (1682) foi impedida de ser publicada.[1]

Notas

  1. a b c d e Encyclopædia Britannica (1911) entrada para Calovius, Abraham (em inglês), volume 5, página 68
  2. Vide Henke, Ernst Ludwig Theodor, Consensus repetitus fidei vere lutheranae, 1655, Elwert, Marburgi
  3. Lutheran Orthodoxy Under Fire por Timothy Schmeling

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]