Adolf Daens

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Adolf Daens
Presbítero da Igreja Católica
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 1873, em Gante
Dados pessoais
Nascimento 18 de Dezembro de 1839
Morte 14 de junho de 1907 (67 anos)
Funções exercidas Professor no Colégio Notre-Dame, em Oudenaarde (1873)
Professor no Colégio da Santíssima Virgem, em Dendermonde (1878-1888)
Vigário de Sint-Niklaas(1876)
Vigário de Kruishoutem (1878)
Professor livre a partir de 1888
Membro do Parlamento belga (1894-1898 / 1902-1906)
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Adolf Daens (18 de dezembro de 183914 de junho de 1907) foi um padre católico flamengo e político de Aalst, Bélgica.

Foi conhecido por sua atuação política em seu país. Ganhou muitos desafetos entre os donos de fábricas e católicos conservadores ao seguir as idéias da encíclica Rerum Novarum, do Papa Leão XIII, seguindo o que foi chamado posteriormente de "socialismo cristão". Obteve o apoio dos socialistas, dos liberais e de muitos operários católicos que sofriam nas fábricas têxteis, com más condições de trabalho e riscos constantes de acidentes.[1] Antes de entrar para a política, Daens foi jesuíta e professor de latim.

Começou a publicar suas ideias em jornais da época. Com sua ajuda, a Bélgica conquistou o sufrário universal em 1893.

No ano seguinte, 1894, graças sobretudo aos votos populares, foi eleito para o parlamento belga.

Radicais católicos tentaram privá-lo do sacerdócio para coibir suas ações consideradas socialistas, mas ainda assim ele prosseguiu com conquistas para o operariado belga. Porém, em 1898, ele foi suspenso de suas atividades sacerdotais por Antoine Stillmans, bispo de Ghent.

Sua base de campanha no parlamento belga foi a defesa dos agricultores, pequenos comerciantes e operários de fábricas. Depois de 1900, acabou ficando isolado em seu partido, não sendo reeleito deputado em 1906, devido a uma campanha de difamação contra ele. Morreu no ano seguinte. Há alguns monumentos em Aalst que homenageiam o padre Daens.[2]

Em 1992 o filme Daens, de François Chevallier, baseado no livro de Louis Paul Boon, retratou sua história. Jan Decleir o interpretou na tela.[3] [4]

Referências

  1. [1] (em inglês) acessado em 13 de dezembro de 2008
  2. Habitantes de Aalst (em neerlandês) acessado em 18 de junho de 2010
  3. IMDb (em neerlandês) acessado em 13 de dezembro de 2008
  4. Guia de películas religiosas (em espanhol) acessado em 13 de dezembro de 2008

Ligações externas[editar | editar código-fonte]