Alan Ladd

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alan Ladd
Alan Ladd no trailer de The Man in the Net (1959)
Nome completo Alan Walbridge Ladd
Nascimento 3 de Setembro de 1913
Hot Springs, Arkansas
 Estados Unidos
Nacionalidade Povo dos Estados Unidos norte-americano
Morte 29 de janeiro de 1964 (50 anos)
Palm Springs, Califórnia
 Estados Unidos
Ocupação Ator
Cônjuge Marjorie Jane Harrold (1936-1941)
Sue Carol (1942-1964)
Atividade 1932-1964 (32 anos)
IMDb: (inglês)

Alan Walbridge Ladd ou simplesmente Alan Ladd (Hot Springs, 3 de setembro de 1913Palm Springs, 29 de janeiro de 1964) foi um ator norte-americano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Alan Ladd nasceu em Hot Springs, Arkansas, filho de Alan Ladd, Sr. e a anglo-americana Ina Raleigh Ladd. Seu pai morreu quando Alan ainda era criança e sua mãe então se mudou para Oklahoma City, onde se casaria com Jim Beavers. Dali a família se mudou para North Hollywood, Califórnia. Trabalhou brevemente como carpinteiro (como seu padrasto) para o estúdio e estudou na escola de atores da Universal Pictures. Como ele foi considerado muito loiro e muito baixo (com cerca de 1,65m de altura), a Universal não lhe contratou. Então Ladd foi para o rádio e graças a sua voz grave conseguiu iniciar uma carreira artística.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ladd apareceu como figurante e em pequenos papéis numa grande variedade de filmes, inclusive em Citizen Kane. Nessa época ele já tinha se casado com Midge Harrold e tivera um filho, Alan Ladd, Jr.. Seu padrasto morreu subitamente e sua mãe foi acometida de depressão e cometeu suicídio.

Em 1942, Ladd se casou com sua agente, a atriz Sue Carol. Foi nesse momento que Carol encontrou um grande papel para Ladd, no filme This Gun for Hire (1942). Atuou ao lado de Veronica Lake, uma atriz baixinha como ele (1,57m) e que seria seu par mais constante e famoso nas telas. A performance de Ladd como um criminoso com consciência o tornou um astro do cinema. Ladd era agora um dos atores mais populares da Paramount Pictures. Mesmo interrompendo a carreira para o serviço militar na Força Aérea, sua popularidade não diminuiu.

Nenhum filme seu dos anos de 1940 faria tanto sucesso quanto This Gun for Hire, mas Alan Ladd continuaria em alta com The Blue Dahlia, de uma história de Raymond Chandler. Ele formou sua própria companhia para produção de filmes e programas de rádio e realizou e participou da série Box 13, de 1948 a 1949.

Captain Carey, U.S. A. (1950) se tornaria marcante por apresentar na trilha sonora a canção clássica de Nat King Cole "Mona Lisa".

Jean Arthur e Alan Ladd em Shane (1953)

Em 1953, Ladd interpretaria um dos mais famosos papéis do cinema, o do pistoleiro bondoso Shane no faroeste clássico do mesmo nome.

Depois do auge, Ladd começou a declinar em sua carreira com problemas de saúde causados pela Depressão agravada pelo alcoolismo. Em 1963, o ator seria coadjuvante em uma das maiores produções de sua carreira, The Carpetbaggers. Mas este foi o último filme de Alan Ladd.

Em 1964, Ladd morreu em Palm Springs, Califórnia, de uma overdose de álcool e calmantes, com a idade de 50 anos. Foi enterrado em Forest Lawn Memorial Park, Glendale, Califórnia.

Alan Ladd recebeu a estrela 1601 da Calçada da Fama de Hollywood.[1]

Família[editar | editar código-fonte]

Com bons investimentos, Ladd se tornou um homem rico, com propriedades em Beverly Hills e Palm Springs. Seu filho, Alan Ladd, Jr., tornou-se um executivo de cinema e fundou a The Ladd Company. Sua filha Alana é casada com o veterano radialista Michael Jackson. Outro filho, o ator David Ladd, co-estrelou com seu pai quando ainda criança o filme The Proud Rebel. Ele se casou com a ex-pantera (da série Charlie's Angels) Cheryl Ladd. A atriz Jordan Ladd é neta de Alan Ladd.[2]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]