Alter-Real

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Março de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O alter-real, inicialmente desenvolvido na coudelaria Alter-Real em Alter do Chão, no Alentejo, é uma raça equina subespécie do cavalo lusitano.

É um cavalo muito dócil e inteligente, utilizado principalmente no adestramento. A sua pelagem padrão é geralmente castanho e a sua altura varia de 1,52 a 1,62 m.

História[editar | editar código-fonte]

O Alter-real teve sua origem em Portugal, no início do século XVIII, quando trezentas éguas andaluzas das mais finas linhagens foram trazidas de Jerez, na Espanha, para a corte portuguesa.

Inicialmente chamado de Alter-do-chão mas depois seu nome foi mudado para Alter-Real. Entre 1809 e 1810, a raça foi ameaçada durante as invasões napoleônicas, quando as tropas francesas roubaram os melhores exemplares da raça.

Cruzamentos com Puro-Sangue Inglês e Árabe enfraqueceram a raça, havendo grande perda de seu caráter racial mas foram salvos da extinção através da raça Lusitano, sendo-o na verdade subespécie desta raça.

No início do século XX, foram tomadas medidas para devolver ao Alter-Real suas antigas características e o seu melhor uso no mundo atual, além da sua preservação.

Hoje a reprodução do Alter-Real é controlada pelo Ministério da Agricultura Português.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre cavalos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.