Andrew Adamson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Andrew Adamson
MNZM
Nome completo Andrew Ralph Adamson
Nascimento 1 de Dezembro de 1966 (48 anos)
Auckland
 Nova Zelândia
Nacionalidade Nova Zelândia neozelandês
Ocupação Diretor, produtor, roteirista, Diretor de fotografia
Cônjuge Nikki Donald
Atividade 1990-presente (24 anos)


Andrew Ralph Adamson MNZM (Auckland, 1 de dezembro de 1966) é um cineasta neozelandês . Ficou mais conhecido pelo seu belo trabalho em Shrek, da DreamWorks. É muito extrovertido e muito inteligente; ficou mais famoso ainda pelo seu belo trabalho em As crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa, e As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian,que juntos,conseguiram lucrar mais de 1 bilhão e 300 milhões em bilheteria mundial.

DreamWorks[editar | editar código-fonte]

Seu primeiro filme foi de animação Shrek (2001), o qual foi um grande sucesso mundial e que ganhou o Oscar de Melhor Filme de Animação e indicado na categoria de Melhor Roteiro Adaptado. Adamson ainda não era muito conhecido, mas foi carentemente acolhido pelos estúdios de animação da DreamWorks, que fora feito para fazer competição com a Pixar da Walt Disney. Depois do sucesso, três anos depois estava sendo lançado nos cinemas Shrek 2 (2004), lucrando o dobro de seu antecessor.

Walden Media[editar | editar código-fonte]

Em 2005 fora cogitado para poder dirigir pela primeiro vez um filme com pessoas de verdade. A Walden Media que o indicou a esse cargo acreditando grandemente nele. As crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa, que foi aclamado pela crítica e sucesso de bilheteria,conseguindo mais de 700 milhões de dólares. Em 2008 estava sendo lançado As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian. Andrew Adamson foi novamente cogitado como diretor e também participou desse novo longa como roteirista. Porém, o segundo não teve uma arrecadação muito grande quanto a do primeiro longa,também influenciado pela data de estréia,junto com grandes blockbusters como Indiana Jones e Batman The Dark Knight . O principal público era, sem dúvida alguma, os cristãos, que amavam as crônicas.

Sua vida sob críticas: erros e acertos[editar | editar código-fonte]

As críticas que Andrew Adamson recebeu foram boas enquanto duraram. Ele foi muito bem-sucedido em Shrek (1-2), e em As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa . Ele, de acordo com muitos cineastas, é muito criativo, mas sua criatividade é muito semelhante em relação à de Peter Jackson. Ele foi muito elogiado pelo grande carisma com os jovens e novatos atores do elenco principal. Mas "sua verdadeira função não é a de criar, mas sim a de imaginar que está criando".

Adamson foi muito bem nas As Crônicas de Nárnia, mesmo que ainda haja algumas barreiras no caminho. Atualmente ele não irá dirigir o terceiro episódio narniano, porém, continuará na produção,como produtor. Mas de acordo com o próprio, ele diz que deseja voltar para dirigir a versão cinematográfica do penúltimo livro da série em ordem de escrita: O Sobrinho do Mago, pois o acha interessante.

O diretor que o irá substituir será Michael Apted. A série não será mais distribuída pela Walt Disney Pictures, mas sim pela 20th Century Fox, que tem um marca conjunta à da Walden Media, denominada "Fox Walden".

Referências