Antígono Dóson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Dezembro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Antígono III Doson (em grego: ο Αντίγονος Δώσων 263 a.C.221 a.C.) foi rei (ou regente) da Macedônia de 229 a.C. a 221 a.C.. Ele pertenceu à dinastia antigônida. Seu nome, antes de se tornar rei, era Phuscus.[1] Ele viveu 42 anos, reinou como guardião de Filipe V da Macedónia por 12 anos, e morreu no quarto ano da 139a olimpíada.[2] [Nota 1]

Família[editar | editar código-fonte]

Era filho do príncipe macedônio Demétrio o Belo [3] e da grega nobre Olímpia de Lárissa. Seu irmão era o nobre macedônio Equécrates,[4] e seu tio paterno foi o rei da Macedônia Antígono Gónatas. Equécrates, seu irmão, foi o pai de Antígono,[4] morto por Perseu da Macedónia.[5]

Demétrio, o Belo, era filho de Demétrio Poliorcetes [6] e Ptolemaida.[7] Demétrio Poliorcetes teve várias esposas,[8] dentre as quais Fila, filha de Antípatro e a esposa de mais prestígio,[8] que foi a mãe de Antígono II Gónatas.[7]

Antígono Gónatas tornou-se rei da Macedónia, viveu até os 83 anos de idade, e morreu no primeiro ano da 135a olimpíada,[Nota 2] sendo sucedido por seu filho Demétrio II da Macedónia, que reinou por dez anos.[1]

Regência[editar | editar código-fonte]

Quando o rei Demétrio II da Macedônia morreu, o sucessor foi seu filho Filipe V da Macedónia, mas por ser menor, quem governou a Macedónia foi um seu parente, de linhagem real, chamado Phuscus.[1]

Antígono Doson,[carece de fontes?] o regente real, casou-se com Auréola (ou Criseis), a mãe de Filipe, e teve vários filhos com ela, mas quando morreu, deixou o trono para Filipe, porque ele havia guardado o trono com honra.[1] Alguns historiadores supõem que Filipe V da Macedônia fosse filho de Demétrio II da Macedónia e Fítia, pois Filipe teria nascido logo após este casamento, em 238 a.C.; [9] seguindo esta linha, Auréola/Criseis seria um apelido de Fítia.[10]

Antígono apoiou Arato de Sicião e a Liga Aqueia contra o rei de Esparta Cleômenes III.[11] Antígono derrotou Cleômenes na batalha de Selásia,[11] em 222 a.C.. Antígono morreu em batalha contra os ilírios: de tanto gritar com os seus homens, uma das suas veias se rompeu.

Ele foi sucedido por Filipe V da Macedónia, então com quatorze anos, de quem ele era guardião e padrasto.[12]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. A 139a olimpíada corresponde ao ano 224 a.C.
  2. A 135a olimpíada corresponde ao ano 240 a.C.

Referências

  1. a b c d Porfírio, citado por Eusébio de Cesareia, Crônicas, 89, Os reis dos macedônios, Dos escritos de Porfírio, o filósofo, nosso adversário [em linha]
  2. Porfírio, citado por Eusébio de Cesareia, Crônicas, 90, Os reis dos macedônios, Dos escritos de Porfírio, o filósofo, nosso adversário
  3. Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro XXV, 18.1 [ael/fr][en]
  4. a b Tito Lívio, História de Roma, Livro XL, 54 [em linha]
  5. Tito Lívio, História de Roma, Livro XL, 58
  6. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Demétrio, 32.3
  7. a b Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Demétrio, 53.4
  8. a b Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Demétrio, 14.2
  9. Andrew Smith, site www.attalus.org, 238 B.C. Olympiad 135.3 [em linha]
  10. O. L. Gabelko e Iu. N. Kuz'min, As políticas matrimoniais de Demétrio II da Macedónia [ru][en]
  11. a b Pausânias, Descrição da Grécia, 7.7.4 [em linha]
  12. Justino, Epítome das Histórias de Pompeius Trogus, 29.1 [la] [en] [en] [fr] [ru]
Precedido por:
Demétrio II
Rei (ou regente) da Macedônia
229–221 a.C.
Sucedido por:
Filipe V


Árvore genealógica com uma extrapolação (os textos antigos não mencionam Olímpia como mãe de Equécrates):

 
 
 
 
Demétrio Poliorcetes
 
 
 
 
 
 
 
 
Ptolemaida
 
Pauliclitus
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Demétrio, o Belo
 
 
 
 
 
 
Olímpia
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Antígono Doson
 
 
 
 
 
 
Equécrates
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Antígono