Apocynaceae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaApocynaceae
Cerbera tanghin

Cerbera tanghin
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Gentianales
Família: Apocynaceae
Gêneros
Ver texto.
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Apocynaceae
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Apocynaceae

Apocynaceae é uma família botânica da ordem Gentianales que inclui 4 555 espécies, classificadas em 415 gêneros. As apocináceas ocorrem principalmente em climas tropicais e temperados. Algumas apocináceas comuns são o oleandro, a rosa-do-deserto e a janaúba. No Brasil, ocorrem cerca de 376 espécies, distribuídas por 41 gêneros, habitando diversas formações vegetais.

Caracterização geral da família[editar | editar código-fonte]

As plantas pertencentes à família Apocynaceae caracterizam-se pela presença de látex, estípulas geralmente ausentes, folhas geralmente opostas e inteiras, inflorescência raramente com flores solitárias, flores pentâmeras (exceto o gineceu), estiletes unidos no ápice formando uma cabeça ampliada e por frutos usualmente bifoliculares com sementes geralmente comosas.

Distribuição e habitat[editar | editar código-fonte]

As Apocynaceae estão representadas em todos os continentes, excepto na Antártica. A maioria das espécies ocorre nas regiões tropicais e subtropicais de todo o mundo. A família compreende espécies de ampla distribuição, como a erva pantropical Asclepias curassavica L. e espécies endémicas de áreas restritas, como a Ditassa diamantinensis, exclusiva da região de Diamantina, no estado de Minas Gerais, Brasil.

As Apocynaceae ocorrem desde o nível do mar até elevadas altitudes, principalmente em solos secos.

História natural[editar | editar código-fonte]

A polinização das Apocynaceae é realizada por vários insectos (raramente pássaros, em plantas paleotropicais), o que explica a grande diversidade e complexidade das estruturas florais. Os principais polinizadores são himenópteros, lepidópteros e dípteros.

As sementes são predominantemente dispersadas pelo vento, mas, no caso dos frutos indeiscentes ou de sementes ariladas, a zoocoria parece estar presente.

Importância ecológica[editar | editar código-fonte]

Com relação a sua importância ecológica, podem-se destacar funções como hospedeiro para pouso; forrageamento da avifauna; e fornecedor de nicho ecológico para muitas espécies de insectos.

Em zonas litorais costeiras, algumas Apocynaceae integram as formações vegetais fixadoras das dunas.

Usos económicos[editar | editar código-fonte]

São inúmeros os usos económicos das espécies pertencentes a esta família, entre as quais podemos destacar:

  • Fonte de fibras para cordas e fios utilizados em artesanato.
  • Ramos fortes e flexíveis usados como vara de pescar.
  • Venenos para flechas de caça são extraídos de algumas de suas espécies.
  • Fornece madeira para a construção civil e produção de móveis e ferramentas (peroba).
  • Borracha e goma de marcar são produzidas a partir do látex e a coma das sementes é utilizada no enchimento de travesseiros e almofadas.
  • Importantes fontes de compostos bioactivos.
  • Cultivadas e comercializadas como plantas ornamentais.

Gêneros[editar | editar código-fonte]

As Apocynaceae estão entre as dez maiores famílias de angiospermas, estando identificados pelo menos 415 gêneros distintos (com os investigadores a situarem entre os 250 e os 550 o número total de gêneros) agrupando as cerca de 4 500 espécies reconhecidas (variando o número entre 3 700 e 5 100 espécies). A lista que se segue, muito longe de ser exaustiva, lista os gêneros mais comuns ou com maior importância etnobotânica.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Wikispecies Diretório no Wikispecies