Apolônio de Roma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Santo Apolônio, o Apologista
Bispo de Atenas, Apologista, Mártir
Nascimento Século II dC em Roma
Morte 21 de abril de 185 dC[1] [a] em Roma
Veneração por Igreja Católica<br.Igreja Ortodoxa
Festa litúrgica 21 de abril na Igreja Católica
23 de julho na Igreja Ortodoxa)[2]
Gloriole.svg Portal dos Santos

Santo Apolônio, o Apologista ou Santo Apolônio de Roma foi um mártir cristão e um apologista (não deve ser confundido Apolinário Cláudio, que foi um apologista contemporâneo), que foi martirizado em 185 dC sob o imperador romano Cômodo (161-192 dC).

Vida[editar | editar código-fonte]

Quatro diferentes fontes falam sobre Santo Apolônio de Roma:

Estas fontes apresentam Apolônio como um romano ilustre e até mesmo um senador, e um homem excepcionalmente talentoso, versado em filosofia. Ele foi denunciado como cristão ao prefeito pretoriano Perennius. Convocado a se defender, ele leu ao Senado - segundo São Jerônimo - "um admirável volume" em que, ao invés de negar, ele defendeu sua fé cristã. Como resultado, ele foi condenado à morte com base na lei outorgada pelo imperador Trajano[1] [2] .

As fontes dizem que ele foi submetido à duas investigações, a primeira pelo prefeito Perennius, a segunda, três dias depois, por um grupo de senadores e juristas. As audições foram conduzidas com calma e de maneira cortês. Foi permitido que Apolônio falasse, com raras interrupções cujo objetivo era fazer com que ele diminuísse o tom de suas afirmações e que o faziam parecer cada vez mais passível de punição [1] .

Apolônio não estava com medo de morrer, pois, disse ele: "Há algo melhor esperando por mim: vida eterna, dada à quem viveu bem na terra". E ele argumentava em favor da superioridade dos conceitos de vida e morte do Cristianismo[2] .

As fontes discordam sobre como ele morreu. Passio afirma que ele morreu após ter suas pernas esmagadas, uma punição também infligida sobre o escravo que denunciou. Na versão armênia, ele foi decapitado[1] [2] .

Veneração[editar | editar código-fonte]

Apolônio não foi mencionado nos primeiros martirológios cristãos, não sendo inicialmente objeto de veneração. Na idade média, ele foi confundido com dois outros santos, Apollo de Alexandria e um Apolônio que foi martirizado juntamente com São Valentim e cuja festa é no dia 18 de abril. Como resultado, esta data acabou atribuída também a Santo Apolônio de Roma, mesmo em edições do Martirológio Romano, em cuja última edição, porém, a data já havia sido corrigida para 21 de abril[1] .

As primeiras edições do Martirológio Romano (21 de abril) reltam o seguinte:

Em Roma, comemoração de Santo Apolônio, filósofo e mártir. Sob o emperador Cômodo, ele defendeu perante o prefeito Perennius e o Senado a causa da fé cristã em um discurso muito fino e, então, após ter sido condenado à morte, confirmou-o pelo seu testemunho de sangue.
 

Versões anteriores da obra tinham, no verbete de 18 de abril, o seguinte texto:

Em Roma, o abençoado Apolônio, um senador sob o imperador Cômodo e o prefeito Perennius. Ele foi denunciado como cristão por um de seus escravos e, tendo sido comandado a dar um relato de sua fé, ele compôs uma hábil composição que ele leu perante o Senado. Ele foi mesmo assim condenado a ser decapitado por Cristo por sua sentença[6]

Notas[editar | editar código-fonte]

[a] ^ Fontes mais antigas citam 18 de abril por uma confusão com outro Santo Apolônio.

Referências

  1. a b c d e f Enciclopedia dei Santi Sant'Apollonio di Roma (em inglês) SantieBeati.it. Visitado em 21/09/2010.
  2. a b c d e Saint of the Day (em inglês) SaintPatrickdc.org. Visitado em 21/09/2010.
  3. Eusébio de Cesareia. História Eclesiástica: The Manner in which Apollonius refuted the Phrygians, and the Persons whom he Mentions. (em ). [S.l.: s.n.]. Capítulo: 18. vol. V.
  4. Wikisource-logo.svg "De Viris Illustribus - Apollonius", em inglês.
  5. a b c Martyrologium Romanum (Libreria Editrice Vaticana 88-209-7210-7)
  6. Confraternity of Ss. Peter & Paul (18 de abril). The Roman Martyrology (em inglês).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]